Se alguém fizesse essa pergunta para você, o que você responderia? Claro que várias respostas poderiam surgir a partir desta questão, a final, ninguém pensa da mesma forma; cada indivíduo tem um ponto de vista que difere dos demais, e assim, poderíamos debater este assunto durante um bom tempo até chegar a uma conclusão. Mas esse não é nosso objetivo agora.

A idéia neste momento é tratar o planejamento estratégico, como um indicador determinante do sucesso de uma empresa.

Sabemos que muitas vezes essa importante ferramenta é deixada de lado por muitos profissionais, pois a dinâmica empresarial exige que a tomada de decisão seja rápida; e uma opção seria partir para a ação e adiar a elaboração do planejamento. Certo? Errado!

Planejar faz parte de um processo, que tem como objetivo estabelecer um caminho que será seguido pelos colaboradores, durante a execução de um projeto. Conseqüentemente outros indicadores tais como: organização, direção e controle serão agregados, seguindo uma seqüência de etapas, e alocando os recursos necessários para que se obtenha o resultado esperado, dentro do prazo que foi estipulado.

O planejamento tem vários enfoques e poderá ser utilizado conforme a necessidade do indivíduo e da empresa; no nosso caso, o foco é o estratégico.

Por que será que muitas empresas têm como competência essencial o planejamento estratégico? Diria que a grande preocupação dessas organizações, esta direcionada para dois indicadores; pessoas e negócios. A realidade empresarial atual é bem diferente de antigamente, não que antes não era importante esta questão, é que no dias de hoje, um conjunto de variáveis podem impactar diretamente no cenário e nos negócios das empresas, e as pessoas têm que estar preparadas para gerar resultados cada vez mais expressivos; é preciso também, que conheçam o negócio da empresa.

E para se antecipar as necessidades e mudanças impostas pelo mercado, as organizações estão procurando profissionais que entendam essa dinâmica empresarial, para direcionar suas ações de maneira estratégica, visando melhores resultados e continuar na disputa pela liderança do setor a qual está inserida. E o planejamento estratégico é uma competência que faz parte do perfil deste profissional, claro que agregado a este, temos várias outras que são fundamentais para que sua atuação seja bem sucedida, e para que o desempenho deste colaborador seja excelente.

Esse gestor terá que pensar estrategicamente e de forma sistêmica, de modo que possa tomar uma decisão eficaz e escolher a melhor alternativa de direção do seu negócio. E para auxiliar neste processo, é de suma importância que se utilize do planejamento estratégico, buscando sair de uma situação atual para se chegar numa situação desejada.

A elaboração do planejamento tem que começar a partir da análise ambiental, ou seja, análise externa e análise interna; e é com base neste estudo, que o profissional irá identificar as oportunidades existentes no mercado, as ameaças que podem comprometer o negócio e o seu desempenho, e também as forças que são os pontos fortes da organização e as fraquezas que são os indicadores negativos ou pontos fracos, que são prejudiciais para a empresa. Todas as informações relacionadas ao empreendimento, serão levantadas durante a análise ambiental, tais como: quem são os principais clientes, seus concorrentes, quais as novas tecnologias existentes no mercado, como esta a economia da região, quais indicadores políticos podem afetar ou não o negócio, se possui mão-de-obra capacitada e preparada para assumir novos desafios, se tem infra-estrutura adequada, e etc.

Após isso, terá que definir as metas e os objetivos a serem alcançados, elaborar o plano de ação, alocar os recursos para execução do projeto, acompanhar as etapas e controlar o andamento das mesmas, para que possam ser corrigidas, possíveis falhas durante a execução das atividades. Com isso, a organização terá uma grande chance de obter um resultado favorável.

Saber aonde a empresa quer chegar e traçar as metas e os objetivos a serem alcançados, é o papel desse profissional, pois, é ele quem vai escolher o melhor caminho a ser seguido pelos colaboradores; no entanto, para que isso seja possível, é fundamental que tenha um bom conhecimento do negócio da empresa, do segmento onde atua, tem quer ter competência para planejar estrategicamente suas ações, para que aproveite as oportunidades que podem surgir no cenário; só assim, terá condições de conquistar o sucesso empresarial.

Por Ronaldo Cruz da Silva

Ronaldo Cruz da Silva possui graduação em Administração de Empresas, é especialista em Administração de Recursos Humanos e em Psicologia Organizacional e tem experiência de mais de 15 anos na área Administrativa e Recursos Humanos. É professor universitário e atua em uma consultoria de RH como coordenador administrativo de projetos e consultor de recursos humanos.