Capa Jornal Livre
Pesquise no Portal
339940 publicações 26083 colunistas cadastrados
MAIS SEÇÕES
Classificados
Notícias
Música
Sexo
Vídeos
Educação
Política
Negócios
Cinema
Agronegócio
Humor
Utilidade Pública
Autos | Trânsito
CANAIS

Como escolher e cuidar de um papagaio


 



Se você decidiu escolher um papagaio como "animal de estimação", saiba que por serem animais silvestres, são protegidos pela Lei Federal 9605/96. Adquira-os através de Criatórios Comerciais (a relação pode ser obtida junto ao IBAMA).

São várias as espécies, cada qual com suas específicas características. O Amazonas aestiva, sobre o qual se falará, é um animal que mede algo em torno de 30 a 33 cm, sendo sua cor predominante a verde, mas possui as cores amarela, no topo da cabeça e em volta dos olhos, azul, em sua fronte e ao redor do bico, e vermelha, nas extremidades superiores das asas.

Quando jovens têm as cores mais pálidas, especialmente na cabeça, e a íris de seus olhos é marrom escura. Na fase adulta, a cor da íris torna-se laranja.

Sua reprodução em cativeiro é difícil. A fêmea põe de 3 a 4 ovos e a incubação dura, normalmente, de 25 a 27 dias. Sendo bem cuidados, podem viver até 60 anos.

Papagaios daquela espécie são aves extremamente inteligentes necessitando de atenção diária. Sendo eles animais selvagens, devem adquirir sua confiança e saber que você está no controle. Ao aproximar-se de seu papagaio, faça-o com confiança e segurança, pois perceberão se você estiver nervoso e inseguro. Por sua personalidade dominante, desafiarão sua autoridade. Nunca bata, grite ou puna seu papagaio, ele poderá perder a confiança em você.

Papagaios, no geral, são criaturas de hábitos. Você deve socializá-lo corretamente, não crie uma rotina rígida, uma vez que é preciso torná-los convencidos de que qualquer mudança deve ser considerada normal. Na natureza vivem em bandos, por isso coloque-os em um lugar da casa onde ele participe da rotina e possa conviver em contato com as pessoas que ali se encontram.

A gaiola é considerada seu território e sua altura não deve ser superior aos seus olhos, para evitar que se dê a ele um sentimento de domínio.

Com relação ao ensinamento a seu Amazonas aestiva, é importante que se tenha em mente que alguns têm capacidade de aprender com mais facilidade do que outros. No geral, o treinamento nunca deverá ultrapassar o tempo de 10 a 15 minutos, duas vezes por dia, de preferência no período da manhã e ao final da tarde.

A pessoa que se propuser a ensiná-lo, deverá desenvolver a tarefa com bastante paciência. Importante iniciar o aprendizado com palavras curtas. As palavras devem ser transmitidas de maneira suave. A repetição, assim como a associação são as ferramentas que deverão ser utilizadas para que seu objetivo seja alcançado. Um exemplo: sempre que entrar ou sair do local onde estiver seu papagaio diga "OI" e "TCHAU". Ele irá associar as palavras a sua entrada e saída. Com isso, após algum tempo, ele provavelmente irá repeti-las adequadamente.

Fora do período de aprendizado converse sempre com seu papagaio. Construa o vocabulário dele lentamente e mesmo que ele tenha uma certa dificuldade, ainda assim não desanime.

Caso seu papagaio seja agressivo ou dominante, convença-o de que não tem medo de suas agressões, falando com calma e suavemente. Se ele estiver se comportando de modo agitado (andando de um lado para o outro com as penas do rabo abertas), não o toque, provavelmente ele irá bicá-lo. O melhor é você falar suavemente sem tocá-lo e se ele tentar bicá-lo, ignore-o e, após alguns minutos, retire-se do recinto.

Estimule sua inteligência, colocando brinquedos de madeira, galhos secos de árvores frutíferas, brinquedos coloridos que não possam causar nenhum ferimento (tenha certeza de que são seguros), cordas e balanços dentro da gaiola. Papagaios adoram desafios.

Papagaios gostam de banhos regulares. Coloque um pote com água para que eles possam se molhar sozinhos e borrife-os com borrifador de plantas. Não use nenhum produto, somente água (nunca dê banho em tempo frio, papagaios são propensos a pneumonia) deixe-os secar longe de corrente de ar, de preferência ao sol, mantendo uma parte da gaiola na sombra, para que ele possa escolher o melhor lugar para se secar.

Muitos papagaios se mutilam ou gritam insistentemente. Pode ser falta de atenção, stress ou falta de alimentação balanceada.

A alimentação deve ser variada: frutas, legumes, verduras, ração para papagaios. Nenhuma dieta, mesmo aquelas somente feita a base de sementes, é uma dieta completa, levando-se em conta suas deficiências em vitamina A, proteína e cálcio. Os pássaros necessitam particularmente de vitamina A. Pode levar muito tempo para que seu papagaio se acostume a uma dieta saudável. Por não estarem familiarizados, irão rejeitar de início, mas, mudando gradualmente a alimentação, eles acabarão por se adaptar.

FRUTAS: Banana, kiwi, mamão, pêra, maçã, uva, carambola, laranja, melão, acerola, maracujá, manga, pêssego. (ABACATE NUNCA é venenoso para algumas espécies)

LEGUMES: Cenoura, pepino, milho verde, jiló, quiabo, ervilha, broto de feijão, vagem, brócolis, abobrinha, abóbora cozida, batata doce cozida.

VERDURAS: Espinafre, agrião, bertalha, couve. (ALFACE NUNCA, causa diarréia)

  • Ovo cozido sem casca uma vez por semana.
  • Arroz com lentilha e ervilha cozidas.
  • Grão-de-bico cozido.
  • Papa Universal e Alimento Multivitamínico da BEPPLER misturada com mamão.

    Todos os alimentos são cozidos somente na água.

  • Ofereça também 4 pellets de ração de cachorro uma vez por semana.
  • Osso de siba (não devem se dados constantemente, pois contém mercúrio).
  • Água filtrada, quantas vezes forem necessárias, papagaios costumam colocar alimentos na água ou defecar na mesma, água suja causa infecção bacteriana.
  • Prepare os alimentos de seu papagaio com higiene, lavando-os, papagaios adquirem protozoários que podem causar diarréia e morte.
  • Chocolate, chá, café, bebida alcoólica e refrigerantes são proibidos.
  • Não dê ao seu papagaio nenhum alimento que você já tenha mordido; nós temos muitas bactérias na boca que podem ser transmitidas a eles, fazendo com que contraiam doenças.
  • A vitamina D3 é encontrada na luz solar; deixe seu papagaio ao sol, mas não o exponha por muito tempo; os melhores horários para os banhos de sol são até as 10:00 hs e a partir das 16:00 hs; os sintomas de calor são bico entreaberto, arfar com o bico aberto e ficar muito parado; a melhor opção é deixar uma parte da gaiola na sombra.
  • Receita de uma boa fonte de cálcio: lavar a casca de um ovo, colocar para assar no forno por uns 20 minutos, triturá-la no liquidificador até virar pó e colocar 1 colher de café no alimento de seu papagaio (o restante do pó, jogue fora).
  • A limpeza da gaiola é uma das tarefas mais importantes para manter a saúde de seu papagaio, devendo ser feita diariamente.
  • Leve-o ao veterinário ao menos 1 vez por ano, para exames e consulta.

    Lembre-se papagaios vivem muitos anos, se bem tratados e alimentados. Você é responsável pela saúde e pelo bem estar de seu animal.


  • Dicas:
    Não compre animais que não sejam legalizados.


       Comentário(s) deste artigo   Total de 4 comentário(s).
    adorei a dica da altura da gaiola me mudei a pouco tempo. e a gaiola dele ficou um pouco alto,as vezes ele fica querendo me bicar e ele não era assim.ele tem 11anos,fala em média 200 palavras

    Gostei muito e quero receber mais informaçãoes sobre papagaios

    legal desse jeito dá para mim saber o que preciso para fazer com que meu papagaio viva muito

    Gostei muito das dicas dos papagaios e gostaria de saber mais sobre a reprodução deles, especialmente se é possivel em cativeiro. Grata


    COMENTAR ARTIGO



       Animais



    Não achou o que estava procurando?

    Digite uma palavra-chave


    CANAIS
    Advocacia | Direito
    Artes | Cultura
    Cinema
    Humor
    Religião
    Turismo
    COMPRAS
    Pesquisar produto
    O Jornal Livre é uma rede de conteúdo aberto onde você compartilha seus conhecimentos: vídeos, artigos, notícias, entre outros. O uso deste site implica na aceitação dos Termos e Condições Gerais do Jornal Livre. Os direitos autorais de todas as contribuições para o Jornal Livre pertencem aos seus respectivos autores.
    Resolução Mínima de 1024x768 © 2007 - 2017.
    Parceiros: Anunciar Grátis | Free Classifieds
    Permuta Livre