REJEITANDO MUNDANISMO PELA PALAVRA

Salmos 119.11 à 19Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti. Bendito és tu, SENHOR; ensina-me os teus preceitos. Com os lábios tenho narrado todos os juízos da tua boca. Mais me regozijo com o caminho dos teus testemunhos do que com todas as riquezas.Mei nos teus preceitos e às tuas veredas terei respeito.Terei prazer nos teus decretos; não me esquecerei da tua palavra.Sê generoso para com o teu servo, para que eu viva e observe a tua palavra. Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei. Sou peregrino na terra; não escondas de mim os teus mandamentos.

Por que as pessoas se apegam tanto nas coisas passageiras e se esquecem de ter prazer nas coisas de Deus ?

A Palavra de Deus fala que devemos buscar primeiro o Reino de Deus e a sua Justiça que as demais coisas nos serão acrescentadas.

O viver as coisas de Deus, está na piedade que elas despertam. Não tenho como ter fé se não acr, e por isso, asdefender.

Viver tão ansiosamente a busca de realizações pessoais e nisso, aplicar nelas a realização pessoal, buscando nas vaidades e nas aparências do ter, levar homens, a me perceber, que se tenho, sou, e se sou, logo existo. Desprezando que do nada viemos e ao nada retornaremos. Alguns assim fazendo, se endividam e tornam-se insuportáveis como seres humanos. Alguns homens se submetem à escravidão de outros mais abastados, entrando numa ciranda financeira, em que uma sociedade do relativismo social e econômico os empurra, em que beira a imoralidade em seu bojo.

No relacionamentoem que a aparência social, o conceito humano, você é o que você tem, não considerando o homem o que ele é por ser um igual que necessita relacionar-se com outros iguais ao da sua espécie, em que acontecendo e não tendo para estar no meio dos seus iguais, o indivíduotornar-se-á um rejeitado e quão não,menosprezado.

O culto da pregação à prosperidade, na determinação econômica, tem levado muitas pessoas a ter um deus que se torna em uma divindade em que é mega-investimento, aplicar-se ao que Ele propõe. E, aqueles que dele esperam desta forma, estariam colhendo seus frutos, na colheita do que o anunciado nas pregações traz. Muitos passaram a crer num Deus que lhes concede independentemente de O observarem como Aquele que requer nova consciência e novo hábito. Mas sabemos que Deus requer de nós, outra coisa assim como um dia o profeta clamava no deserto: ARREPENDEI-VOS, pois é chegada à hora. Está hora é agora, temos que dar testemunho de nossos novos conceitos,FRUTOS DÍGNOS DE ARREPENDIMENTO.

Eis que aquele mesmo profeta, por ter se pronunciado em sua missão, veio perder sua cabeça,qual foi servida numa bandeja somente por satisfação pessoal, extravagante de pessoas que tinham vaidades dentro de si, a filha de Herodias e a própria Herodias.

Hoje, somos chamados à moderação, em 2 Timóteo 1:7Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.

Não devemos ser covardes, mas também não devemos temer falar sobre as coisas erradas que nossos amigos, filhos, ou parentes, possam estar fazendo. A transformação da mente é para todos os homens, infelizmente há os que relutam em abrir mão de suas vidas miseráveis. As paixões mundanas aprisionam o espírito do homem e ele não consegue ver a Deus que requer mudança, oferecendo um novo caminho.

Nada adianta saber muito sobre Deus, se não o testificarmos em nossas vidas. Quem conheceu a mente de Deus para que possa a Ele dar conselhos sobre nós? Transformarmo-nos da mente e do espírito para que possamos "enxergar" com os olhos do coração. O homem sempre relutou em aceitar e crerno Deus que É. Sempre procurou o Deus que tem ligação com sua criação ao longe. Mas nós sabemos que temos a um Deus Onisciente e Onipresente. Entretanto, não sabemos onde fica sua morada, mas O aceitamos como REI em nosso coração.

O que no mundo ainda nos prende que nos tem distanciado do Deus que É? Sim, este mesmo Deus, que um diainstruiu a Moisés que falasse ao rei Faraó : EU SOU ! . Grande é o Nosso Deus, que daqueles dias ao de agora, nada mudou em sua maneira de ver sua criação. Entretanto, um dia indignou-se coma humanidade existente, a ponto de destruí-la com correntes de água, dado aos seus conceitos humanos e de percepção do seu poder. Felizmente algo ainda nos consola, é saber que Ele sendo Longânimo, é tardio em irar-se.

Este mesmo Deus que nos diz que devemos esperar quanto a concretização dos seus desígnios com paciência, mas tendo perseverança. Porque cedo não dorme e antes tem cuidado de nós.

O mundo e suas coisas efêmeras, cuida de nós como Deus cuida? Pelo contrário, ele tem procurado nos enlaçar com o que o príncipe deste século tem oferecido. E muitos ficam ficado realmente presos às suas coisas. Alguns até encontrado mais rapidamente suas sepulturas que os prendem em condenação eterna.

As paixões da carne, o desejo do coração perverso, a ânsia pela conquistado poder, da obtenção das coisas seculares e terrenas, tem levado inclusive, alguns até do meio cristão a rejeitarem suas incumbências e procurarem as ordenanças do jugo humano e passageiro. Esquecendo-se das coisas do Alto em primeiro lugar e desejando ardentemente as realizações de suas paixões efêmeras. A Palavra de Deus, fala que enganoso é o coração do homem e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá? Somente Deus que nos sonda e conhece até as intenções das nossas palavras. Mas Ele ainda é misericordioso neste tempo, tudo nos fará dar ou subtrair em galardões futuros.

Aqueles que procuram fazer a vontade de Deus, têm a certeza que o emprego da Palavra em que fala que quem nos separará do Amor de Deus? Ainda é para os que temem sua Palavrae desejam fazer sua Vontade. Não para que suas obras sejam percebidas, mas para que elas venham subir como incenso e aroma suave às narinas do seu Deus. A onde estará o nosso coração, ali estará o nosso tesouro, e nosso tesouro não está aqui nesta terra, mas está sendo preparado como mansões celestes, nas hostes celestiais. Aqui os homens procuram o brilho que passa como a seiva do orvalho sobre a relva, mas nós buscamos na certeza da fé a recompensa na soberana vocação a que fomos chamados: NOSSA REDENÇÃO celeste.

Cremos na Palavra de Deus que diz : Que o mundo passa e suas concupiscências, mas a Palavra de Deus não passará. E que não é para nos resignarmos com as coisas destavida, não nos conformar com as coisas erradas e instigar à que os homens creiam e se arrependam dos seus maus caminhos, objetivando sempre o aumento das almas a serem salvas para o Reino de Deus e que o seu poder seja manifesto entre os homens.

Então, como crerão se não falarmos e como aceitarão se não pregarmos sobre um Deus que a tudo observa? Temos que ter desprendimento das coisas daqui, e buscar as coisas duradouras, sabendo que este mesmo Deus, que procura dar vidaneste tempo, poderá matar após nossa morte. Este é o Deus que devemos temer. Que recomenda o caminho, e ainda dá liberdade de vida, mas que se fará em ser grandemente percebido, em seu julgamento à toda a humanidade no seu Grande Tribunal, quando todas as nossas obras quer sejam boas ou más serãoreveladas. Contudo, ainda fala que pela sua misericórdia e Graça somos salvos. Dizendo que dos nossos erros não fará menção, se aceitarmos sua Palavra como fiel e digna de toda aceitação. Sim, Sua Palavra, que um dia se fazendo pecador, padeceu por toda a humanidade quer aceitem-No ou não, e terá o domínio pelos séculos vindouros sobre toda a terra.

Precisamos rejeitar nossa vã maneira de viver e compreender que sem a nossa busca pela santificação, não haveremos de ver a Deus. Agora, devemos ter a consciência que se quisermos as coisas que o mundo oferece em maior medida, que as coisas que Deus recomenda a que busquemos, tudo quanto buscarmos já as obteremos aqui.

Que seu Reino e a sua Justa Justiça, ocupe o nosso pensamento dia e noite para que não venhamos a pecar contra Ele, o nosso Deus.

Valdir Carvalho – Cascavel – Pr, 20.9.2008