A construção da autonomia em crianças de origem operaria





























Autor: Luciana Maria Teixeira Castrillon
[pt] A construção da autonomia em crianças de origem operaria
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Data de Defesa: 1989-12-20
Resumo: [pt] A desigualdade de oportunidades nas instituições educacionais públicas penaliza, de forma mais aguda, as crianças de origem operária. Delas se diz que não se desenvolvem normal mente, que não têm condições de aprender, que desde o nascimento vivem num contexto desfavorável. Em contrapartida, as propostas educacionais transformadoras explicitam a necessidade de formar o cidadão, o indivíduo autônomo, respeitando, inclusive, sua experiência de vida anterior à escolarização. Este trabalho busca ampliar as informações disponíveis sobre o contexto familiar das crianças de origem operária, atentando especificamente para os aspectos ligados à constituição de sujeitos capazes de reconhecer e desenvolver estratégias de superação dos determinismos ambientais. Para tanto, apresenta urna discussão do conceito de autonomia, revisto numa perspectiva crítica, que subsidiou a formulação das indagações norteadoras do trabalho de campo. As observações naturalísticas e entrevistas semi-estruturadas, realizadas em dez famílias moradoras num bairro periférico do município de Campinas, tiveram como objetivo reconhecer o contexto familiar de crianças com cinco e seis anos, identificando diversidades em termos de concepções e práticas educacionais dos pais/educadores da amostra. Estas diversidades foram consideradas em articulação com características das crianças que indicaram em que medida, e de que forma específica processo de construção da autonomia estaria transcorrendo. O papel da trajetória de cada família e da qualidade de suas interações foi considerado como fator de mediação no processo de construção da identidade da criança. A análise do cotidiano permitiu que se destacasse elementos reprodutivos e não reprodutivos do universo de concepções e práticas educacionais, redimensionando o papel das famílias operárias frente determinismos sociais e à necessidade de propiciar a emergência do sujeito crítico e transformador
Titulação: Mestre em Educação
Contribuidor(es): Regina Alcantara de Assis
Regina Alcantara de Assis
Assuntos: [pt] Escolas publicas – Aspectos sociais
Documentos Digitais: Download Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *