A história da farmácia

Na linguagem vulgar, farmácia é o local onde se podem adquirir medicamentos ou outros materiais necessários para cuidar da saúde.

Em termos mais gerais, farmácia é a profissão que consiste em preparar e dispensar medicamentos ou outros materiais necessários para cuidar da saúde.

Em Portugal exercem em Farmácia obrigatoriamente na categoria de Farmacêuticos – os Farmacêuticos Licenciados em Farmácia (antigo curso universitário de 6 anos) e Ciências Farmacêuticas. Na categoria de técnicos, actuam dois profissionais – os Técnicos de Farmácia, Licenciados em Farmácia (presente curso politécnico de 4 anos) e Técnicos de Farmácia (grau adquirido após o registo de prática sté 1999).A profissão de Técnico de Farmácia é regulamentada pelo Departamento da Modernização e Recursos da Saúde do Ministério da Saúde. A ciência que trata das bases para a farmácia de oficina é, entre outras, a farmacologia, farmácia clínica, farmácia galénica e farmacoterapia. Em relação aos ajudantes de farmacia, as suas funções de atendimento nas farmacias são consideradas ilegais.
Portal A Wikipédia possui o
Portal de Farmácia

Índice

* 1 Curso de formação em Farmácia no Brasil
o 1.1 Disciplinas que compõem a Ciência Farmacêutica
* 2 Símbolos
* 3 Ver também
* 4 Ligações externas

Curso de formação em Farmácia no Brasil

No Brasil, Farmácia é um curso de graduação que forma profissionais da saúde com pensamento crítico e humanístico, comprometido com a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde individual e coletiva; capacidade técnica e ética para desenvolver as atividades do exercício profissional farmacêutico, com ênfase nas áreas de medicamentos,alimentos e análises clínicas.

Desenvolve atividades em farmácia comercial, privativa e hospitalar; drogaria; distribuidora de medicamentos; indústria de medicamentos alopáticos; indústria de saneantes e domissanitários, indústria de cosméticos e perfumes; laboratórios de análises clínicas e toxicológicas; produção; controle e análise de alimentos. Está capacitado para atuar na pesquisa; desenvolvimento; seleção, manipulação, produção, armazenamento e controle de qualidade de insumos; fármacos; sintéticos; recombinantes e naturais; medicamentos; cosméticos; saneantes e domissaneantes; e correlatos.

Atua em órgãos de regulamentação e fiscalização do exercício profissional e de aprovação; registro e controle de medicamentos; cosméticos, saneantes, domissaneantes e correlatos; atua na avaliação toxicológica de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes, correlatos e alimentos; realiza, interpreta, emiti laudos e pareceres e responsabiliza-se tecnicamente por análises clínico-laboratoriais, incluindo exames hematológicos, citotógicos, citopatológicos e histoquímicos, biologia molecular, bem como análises toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e normas de segurança; realiza procedimentos relacionados à coleta de material para fins de análise laboratoriais e toxicológicas.

Disciplinas que compõem a Ciência Farmacêutica

Anatomia humana, embriologia humana, histologia, genética, fisiologia, imunologia geral e clínica, patologia, parasitologia geral e clínica, bioestatística, epidemiologia, microbiologia geral e clínica, micologia, virologia, hematologia clínica, biofísica, química geral, química orgânica, química inorgânica, química analítica qualitativa e quantitativa, análise orgânica, química farmacêutica, físico-química, bioqumíca clínica, biologia molecular, botânica, farmacognosia, fitoquímica, farmacologia, farmacocinética, farmacodinâmica, farmacotécnica, farmacoterapêutica, líquidos corporais, identificação e análise de matéria prima de medicamentos, toxicologia, higiene social, administração/economia, deontologia/legislação farmacêutica, atenção farmacêutica, controle de qualidade biológico e fisíco-quimíco, tecnologia farmacêutica de cosméticos, homeopatia e farmácia hospitalar.

Símbolos

* A cobra enrolada na taça é conhecida como o símbolo da farmácia, e tem origem na Antigüidade grega. Segundo as literaturas antigas, o símbolo da farmácia ilustra o poder (cobra) da cura (taça). Existe a lenda que conta que uma cobra enrolou-se no cajado de Hipócrates e quando estava para picá-lo, ele olhou para a serpente e disse: “se queres me fazer mal, de nada adiantará que me firas, pois tenho no corpo o antídoto contra tua peçonha. Se estás com fome, te alimentarei”. Então ele pegou a taça onde fazia misturas de ervas medicinais, colocou leite e ofereceu à serpente, esta desceu do cajado, enrolou-se na taça e bebeu o leite. Desta forma criou-se o símbolo da medicina (a cobra envolvendo o cajado) e o símbolo da farmácia (a cobra envolvendo a taça).
* Pedra – topázio púrpura

Ver também

* Lista de fármacos
* Droga
* Fármaco
* Farmacêutico
* Técnicos de Farmácia
* Formas Farmacêuticas
* Medicamento
* Museu da Farmácia
* Organização Mundial da Saúde

Ligações externas

* Ordem dos Farmacêuticos (Portugal)
* Associação Nacional das Farmácias (Portugal)
* Associação de Licenciados em Farmácia-Portugal
* INFARMED
* Direcção Geral da Saúde
* Conselho Federal de Farmácia do Brasil
* Farmácias de Portugal: lista das 2670 farmácias de Portugal
* Farmácias de Serviço: Lista das farmácias de serviço em Portugal (actualizada diariamente).
* Curso de Farmácia [1]das Faculdades Santo Agostinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *