a revista annaes de enfermagem e o processo de construção





























Autor: Donizete Vago Daher
[pt] A invenção da “Era nova” : a revista Annaes de Enfermagem e o processo de construção do campo de conhecimento da enfermagem no Brasil – 1932-1950
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciencias Medicas
Data de Defesa: 2003-02-21
Resumo: [en] This thesis analyzes the process of creation of the field of nursing in Brazil. Based on Pierre Bourdieu s studies, especially on the notions of field and “habitus”, the study analyzes the life cycle of “Annaes de Enfermagem” (AE), the first journal published by the National Association of Brazilian Graduate Nurses and its fundamental contribution to the creation and implementation of “Era Nova”, the proposal idealized by field agents as a strategy for rendering the Brazilian nursing scientific and modern. The period investigated spanned from 1932 to 1950, in which are included the year of creation and publication of the journal in the city of Rio de Janeiro, as well as the five years following the transfer of its publication to the city of São Paulo. Through the analyses of the articles written by the brazilian nurses and their guests, published in the journal, it was possible to understand the history of the accomplishments made by these agents in the process of creation of the brazilian nursing. By focusing on the analyses of the articles, the study aimed at making explicit the argumentation regarding the issues deemed fundamental in the process, namely, the divulging of the profession and the consolidation of the field as scientific. In order to implement this proposal, the study also aimed at situating the National Association of Brazilian Graduate Nurses and their initiative to maintain a specific journal in the process of creation of the brazilian nursing field
[pt] Esta tese analisa o processo de construção do campo de conhecimentos da enfermagem brasileira. Apropriando-se dos referenciais teóricos de Pierre Bourdieu, em especial as noções de campo e habitus, analisa o ciclo de vida da revista Annaes de Enfermagem (AE), primeiro periódico editado pela Associação Nacional de Enfermeiras Diplomadas Brasileiras e sua determinante contribuição na invenção e objetivação da “Era Nova”, a proposta idealizada pelos agentes do campo como estratégia de cientifização e modernização da enfermagem brasileira. O recorte temporal compreende o período de 1932 a 1950, considerando o ano de criação e publicação do periódico na cidade do Rio de Janeiro e os cinco anos após a transferência da edição deste para a cidade de São Paulo. Através da análise dos produtos gerados pelas enfermeiras brasileiras e seus convidados, veiculados pela Revista, foi possível compreender, dentre outras possibilidades, a história dos investimentos destes agentes no processo de construção do campo de conhecimentos da enfermagem brasileira. Ao centralizar-se na análise das produções, procurou-se explicitar as argumentações tecidas em torno das questões apontadas como fundamentais no período, ou seja, a divulgação da profissão e a consolidação do campo como científico. A fim de concretizar essa proposta, buscou-se, também, situar o lugar ocupado pela Associação Nacional das Enfermeiras Diplomadas Brasileiras e sua iniciativa de manutenção de um periódico específico no processo de constituição do campo da enfermagem brasileira
Titulação: Doutor em Saude Coletiva
Contribuidor(es): Everardo Duarte Nunes [Orientador]
Maria Cecilia P. de Almeida
Everardo Duarte Nunes
Mauro Antonio P. D. da Silva
Simoni Lahud Guedes
Assuntos: [pt] Produção cientifica
[pt] Enfermagem – Historia
Documentos Digitais: Download Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *