A utilização do acamprosato

Acamprosato é um fármaco utilizado pela medicina no tratamento do alcoolismo. Apesar de aprovado para utilização no tratamento de pacientes com síndrome de dependência de álcool em vários países da Europa e da América Latina[1]. Foi aprovado recentemente pelo FDA para o tratamento da dependência de álcool[2].
Índice

* 1 Mecanismo de ação
* 2 Reações adversas
* 3 Precauções
* 4 Referências

Mecanismo de ação

É um análogo gabamimético. Atravessa a barreira hematoencefálica, estimulando a transmissão gabaérgica, inibindo alguns dos transmissores que estimulam a crise de abstinência ocasionada pelo álcool. Dessa forma o efeito de certos neutransmissores excitatórios responsáveis pelos sintomas de abstinência ao álcool são atenuados. Em estudos realizados no Brasil o fármaco demonstrou eficiência no tratamento do alcoolismo em indivídous do sexo masculino[3].

Reações adversas

* Disfunção sexual
* Diarréia
* Vômitos
* Náuseas
* Insônia
* Confusão

Precauções

Estudos em animais não demonstram efeitos teratogênicos. Contudo como o fármaco entra na corrente sanguínea, atravessando a barreira hematoencefálica, recomenda-se evitar sua administração durante a gravidez. Por estar presente também no leite materno recomenda-se não administrá-lo durante a amamentação[4]. Contudo, como o Álcool possui efeitos reconhecidos na teratologia, conhecidos como Síndrome do Alcoolismo Fetal, recomenda-se que mulheres grávidas sejam incentivadas a não ingerir qualquer bebida alcoólica durante a gravidez e amamentação.

Referências

1. ↑ Luciano Kurtz Jornada, Márcia Surdo Pereira, Patricia de Saibro, Ernani Luz Jr (Abril 1999). “Acamprosato: uma novadroga no tratamento do alcoolismo”. Psychiatry On-line Brazil 4. Página visitada em 2007-12-11.
2. ↑ Luís André Castro e Carla Couzi (2006). “Uso potencial dos anticonvulsivantes no tratamento ambulatorial da dependência de álcool”. J Bras Psiquiatr 55 (3): 212-217. Página visitada em 2007-12-11.
3. ↑ Baltieri, Danilo Antonio (25/11/2002). “Utilização do acamprosato no tratamento de dependentes de álcool”. Universidade de São Paulo. Página visitada em 2007-12-11.
4. ↑ Ações terapêuticas – Análogo gabamimético. Portal Farmácia On-line.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *