Adorável como uma boneca de trapo.








Adorável como uma boneca de trapo
 

É ele o famoso gato “boneca de trapo” (ragdoll em inglês), porque quando é agarrado não tenta se debater, fugir ou arranhar, mas fica dócil e todo largado no colo de quem o segura. Esta é uma característica que faz dele um gato adorável e desejado por todos aqueles que o conhecem.


É muito brincalhão e alegre, por isso é freqüente vê-Io correr como um coelho atrás de bolinhas de papel ou qualquer outro objeto, sendo tudo motivo para brincadeira.


Esta raça foi criada na América do Norte e segundo crenças populares, a sua origem advém de uma fêmea persa ferida num acidente de trânsito. Ela teria parido filhotes insensíveis à dor e ao medo. Os peritos em genética, porém, consideraram essa hipótese fantasiosa. Acredita-se que o temperamento doce seja o resultado de uma longa seleção entre gatos domésticos, persas e birmaneses.


Ainda hoje é uma raça muito controversa. Os criadores afirmam que ele é um verdadeiro bebê.


O fato de serem insensíveis à dor requer donos de responsabilidade, que os tratem com o maior carinho e não abusem desta deficiência. O mesmo ocorre em relação ao seu peso. Embora possam alcançar até 18 kg, em questão de saúde, isto não é aconselhável, porque pode trazer problemas cardíacos e musculares. O ideal seria a fêmea com uns 5 kg e o macho com cerca de 8 kg. Para que isso aconteça é necessário uma dieta balanceada, com rações específicas.


Muito meigo, maleável e de fácil convívio, é ideal para se ter em apartamentos. Os pêlos semi-Iongos exigem escovações diárias, mas o ragdoll faz desta rotina uma festa de alegria, derrete-se todo com o seu dono e faz deste momento a hora da troca de carinhos. Parece dizer: – “Você me penteia e eu te agrado e faço gracinhas.”


Como a maturidade vem mais tarde, por volta dos dois anos de idade, há tempo suficiente para brincadeiras. No Brasil, há apenas seis exemplares, todos importados de gatís idôneos dos Estados Unidos. Como vieram bebês de lá, é preciso aguardar mais um tempo para que possam reproduzir e atender a longa fila de reserva que os aguarda.


Enquanto vivem como filhos-bebês de seus donos, nós aguardamos suas crias conhecendo um pouco mais sobre as suas características físicas.

Corpo: Tão flexível ao ponto de parecer frouxo. Corpulência mediana. Cauda robusta e forte.


Arredondada com bochechas largas e nariz curto. Orelhas bem afastadas e olhos bem abertos de um azul-claro penetrante.


Pelagem: Mais espessa do que longa e muito farta. São reconhecidas as cores: Seal point, blue point, lilac point e chocolate point, com ou sem as “luvinhas” brancas nos pés. Podem ainda existir gatos ragdolls bicolores e multicolores.


Olhos: Oblíquos e azuis.


Comportamento: Extremamente dócil.








Gato: Little Leys Jalunica Kaseé / Cor: blue-bicolour
Gatil: Little Leys Ragdolls / País: Alemanha
Site: http://www.littleleys-ragdolls.de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *