Bancários mantêm greve no país

Fenaban não melhora a proposta salarial e a paralisação, que entra no décimo-novo dia, permanece forte, com mais de 5 mil agências paradas.



A assembléia dos bancários, realizada ontem a noite, decidiu continuar a greve da categoria, na expectativa de que os banqueiros melhorem a contraproposta salarial, que oferece reajuste de 9% para salários de até R$ 1,5 mil e de 7,5% para quem ganha acima disso. Os bancários reivindicam 14% em todos os níveis.



A informação foi transmitida pelo diretor-executivo do Sindicato dos Bancários de Brasília, Eduardo Araújo. Segundo ele, está agendada nova assembléia para as 18h de de hoje, quando o comando nacional do movimento fará mais uma avaliação dos ânimos do movimento nos Estados.



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *