Bibliotecas rurais são implantadas no nordeste

Para possibilitar o acesso a livros e incentivar a leitura no meio rural um programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) vem instalando pequenas bibliotecas em espaços comunitários de comunidades de agricultores familiares, de remanescentes de quilombos e em assentamentos da reforma agrária. Lançado em dezembro de 2003, na comunidade afro-descendente Leitão da Carapuça, no município de Afogados da Ingazeira (PE), o Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras chega até 7 de agosto no estado da Paraíba, totalizando 903 bibliotecas. A iniciativa da Secretaria de Reordenamento Agrário (MDA) é realizada em parceria com os ministérios da educação, justiça e cultura, o Incra, os bancos do Brasil e do Nordeste, o Programa Nacional de Crédito Fundiário, além de governos estaduais, municipais, ONGs e movimentos sociais.

Os acervos das bibliotecas são compostos por aproximadamente 200 títulos doados pelos estudantes das escolas de Brasília, editoras, ONGs e pelos ministérios envolvidos, especialmente da educação e cultura. Os títulos vão da literatura aos livros didáticos e técnicos, nas áreas de português, educação, meio ambiente, saúde, agricultura e cidadania. A manutenção dos acervos, empréstimo de livros e desenvolvimento de atividades de incentivo à leitura ficam por conta de 1.412 pessoas que são capacitadas pelo programa, os agentes de leitura. Já o mobiliário do Arca das Letras é fabricado por sentenciados das penitenciárias de Petrolina (PE), Mossoró (RN) e Fortaleza (CE).



Capacitação dos agentes de leitura em Pernambuco e uma das arcas que guardam os livros. Crédito: Regina Santos


De acordo com a coordenadora do programa, Cleide Soares, o programa também procura incentivar as comunidades a refletir sobre suas próprias culturas e valorizar suas tradições. A série “Cantos do Semi-Árido” incluída em parte do acervo das bibliotecas é uma coleção de registros musicais reunidos pelo programa durante a fase piloto do projeto no Nordeste. Além de ser incluído no acervo, os CDs são distribuídos para divulgação pela própria comunidade, que pode obter retorno financeiro com eles e divulgar seu trabalho. Segundo Soares, os grupos musicais que fizeram parte do CD conseguiram inclusive divulgação na França, entre outros países, por intermédio do Ano do Brasil na França.


O programa, para a coordenadora do Arca das Letras, tem cumprido seu objetivo. “Prova disso são os depoimentos de entidades locais, agentes de leitura e professores sobre o aumento do hábito de leitura, e a diminuição da repetência e evasão escolar nas regiões em que o programa foi implantado”, diz Soares.


As 105 bibliotecas que agora estão sendo instaladas na Paraíba são as últimas das 268 planejadas para essa fase que contemplou, nos últimos dias, os estados de Maranhão (12), Piauí (95) e Rio Grande do Norte (56). No total, já foram implantadas 631 bibliotecas em 13 estados brasileiros, que beneficiaram 56.790 famílias, com a distribuição de 164.060 livros. Agora, a estimativa é atender a mais 26.264 famílias com a distribuição de 61.640 publicações. Além da atuação no Brasil, o programa também está presente em três comunidades do Timor Leste e em Cuba, por meio de cooperação técnica.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *