Canela é um município brasileiro de origem alemã do estado do rio grande do sul.

História

Um dos mais importantes destinos turísticos do Rio Grande do Sul, a cidade de Canela teve seu primeiro núcleo urbano formado em 1903, quando o coronel João Ferreira Corrêa da Silva se instalou no local.

Foi sob sua organização que se construiu a estrada para Taquara, de cujo território Canela fazia parte, e se instituíram os principais serviços.

A principal praça de Canela recebeu o nome em homenagem a esse desbravador. O clima saudável e as belezas naturais deram sustentação à procura da cidade como centro de veraneio desde os anos 30 e especialmente a partir dos 40.

Foi nessa época também que surgiu o movimento emancipacionista liderado por Pedro Sander, Nagibe da Rosa, Danton Corrêa da Silva, Attilio Zugno e Pedro Oscar Selbach.

Em 28 de dezembro de 1944, a Lei Estadual nº 717 criou o município, que foi instalado quatro dias depois em 1º de janeiro de 1945. A estrada de ferro e as usinas de Canastra e Bugres colaboraram para consolidar a importância de Canela.

[editar] Geografia

A geografia de Canela é bastante variada, o município conta com um relevo bastante acentuado e uma vegetação variada. A área do município é de 254,579 km², representando 0.0947% do território gaúcho, 0.0452% da área da região Sul do Brasil e 0.003% de todo o território brasileiro[2]. Está a 123 quilômetros de Porto Alegre por via asfáltica(via RS-020), e 84,20 quilômetros em linha reta. Localizada na Encosta Inferior do Nordeste, no Rio Grande do Sul, faz divisa com Três Coroas (ao sul), Gramado (a sudoeste), Caxias do Sul (a noroeste), São Francisco de Paula (a nordeste).

[editar] Clima

O município de Canela pertence a zona climática Cfb, segundo a classificação do clima de Köppen. Tal tipo climático se caracteriza por ser um clima subtropical úmido temperado. No verão, temperatura amena, em torno de 22°C, com alguns dias mais quentes, mas com noites sempre agradáveis, moderadas pelo ar das montanhas e dos bosques. Os invernos podem ser rigorosos com temperaturas abaixo de 0ºC, fortes geadas e ocasionais nevadas.

[editar] Hidrografia
Cascata do caracol
Cascata do caracol

O município é cortado pelo rio Santa Cruz, pelo rio Paranhana e por vários riachos e nascentes (inclusive a nascente do rio Paranhana). O município também conta com diversos lagos artificiais e açudes, utilizados como pontos turísticos, para a irrigação das lavouras e como locais para pesca.

Canela possui duas usinas hidrelétricas em seu território, a Usina Hidrelétrica de Canastra, com 44,00 MW de potência instalada, e a Usina Hidrelétrica Bugres, com 11,50 MW de potência instalada. Ambas estão localizadas no curso do rio Paranhana e contam também com águas do rio Santa Cruz, desviado por um túnel de 2.080 metros de comprimento e 2,2 metros de diâmetro desde a Barragem do Salto, em São Francisco de Paula.

[editar] Relevo

Canela está localizada na Serra Gaúcha mais precisamente na Região das Hortênsias. Possui um relevo bastante acidentado tendo sua área urbana localizada a 837 metros de altitude. A combinação deste relevo com a hidrografia abundante proporciona à Canela diversas cascatas e vales, sendo que entre os mais conhecidos estão a Cascata do Caracol e o vales do Quilombo e do Parque da Ferradura.

[editar] Vegetação

A vegetação típica de Canela é a mata de araucárias, entretanto, nos locais mais baixos, encontramos também a mata atlântica.

[editar] Economia

Como em toda a Região das Hortênsias a economia do município gira em torno do turismo. Canela possui diversos hotéis e pousadas.

[editar] Política

A administração do município de Canela se dá pelo poder executivo, poder legislativo e poder judiciário.

[editar] Demografia

A população do município em 2006 era estimada pelo IBGE em 40.147 habitantes, sendo o 49° município mais populoso do estado, apresentando uma densidade populacional de 157,7 habitantes por km².

[editar] Símbolos oficiais
Brasão de Canela
Brasão de Canela

Brasão
Ver artigo principal: Brasão de Canela

O brasão de Canela traz em seu desenho central as imagens de um pinheiro araucária e de duas torres de transmissão de energia, representando as usinas hidrelétricas do município.
Bandeira de Canela
Bandeira de Canela

Bandeira
Ver artigo principal: Bandeira de Canela

A bandeira de Canela é composta por um fundo com 3 faixas horizontais, sendo a central na cor branca, e as laterais na cor azul. Sobre a faixa central é visto o brasão do município.

[editar] Infra-estrutura

Canela conta com uma grande rede de infra-estrutura. Estão localizadas no município duas usinas hidrelétricas da CEEE, fornecendo energia para toda a região. Em Canela 9.491 clientes consomem 62.126 Megawatt por hora. A cidade possui uma completra infra-estrutura hoteleira com 19 hotéis, 39 pousadas, um albergue e um flat totalizando 3.924 leitos[3].

[editar] Educação

Existem 18 escolas de ensino pré-escolar, sendo destas 10 escolas públicas municipais e 8 escolas particulares. Para ensino fundamental existem 22 unidades escolares, sendo destas 7 escolas públicas estaduais, 13 escolas públicas municipais e 2 escolas particulares. Canela também possui ensino médio que é atendido por 3 escolas públicas estaduais e 2 escolas particulares. Em 2006 foram realizadas 701 matrículas no ensino pré-escolar, 6.394 matrículas no ensino fundamental e 1.824 matrículas no ensino médio em Canela[4].

A população da cidade é atendida por duas instituições de ensino superior, sendo uma universidade e uma faculdade(UCS) de hotelaria(Castelli).

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *