Carros antigos desfilaram entre fortaleza e maranguape neste domingo

Colecionadores de carros antigos aproveitaram o domingo para desfilar entre Fortaleza e Maranguape

Um agradável retorno ao passado ocorreu ontem na junção de dois museus — Cachaça e Automóvel. Aproximadamente 20 carros antigos, que encantaram gerações e que continuam chamando a atenção, foram atração para muitos curiosos e admiradores.

Entre os muitos modelos estavam: Chevrolet Bel Air, Impala, Cadillac, Aero Willys, Rural Willys, Jeep Willys Pick up Chevrolet Marta Rocha, Oldsmobile, Puma GTS, Alfa Romeu (que pertenceu a ex-primeira-dama do Brasil Sarah Kubitschek). O mais antigo foi o Chevrolet de Luxo de 1951.

Os veículos saíram do Museu do Automóvel, em Fortaleza, e seguiram em carreata até o da Cachaça, em Maranguape.

Segundo o presidente do Museu do Automóvel, Osmundo Pontes, esse passeio — carreata e exposição —, que fez parte da programação mensal dos colecionadores sócios, tem diversas finalidades, como envolver a família; aproximar as máquinas da população, que passa a conhecer um pouco da sua história; e movimentar os proprietários, que com prazer desfrutam a oportunidade de circular em suas máquinas.

Para o colecionador proprietário do Chevrolet Sedan 4 portas de 1951, Mauriti de Lucena Cavalcanti, esse passeios são mais do que simplesmente dirigir um carro, pois além ser um hobby como outro, significa sair com a família e relembrar o passado. ´O mais gostoso de tudo isso é que relembrar o passado é viver duas vezes os bons tempos, tempos marcantes´, acrescentou.

Mauriti contou também que a paixão por seu carro surgiu quando tinha dez anos e que só pôde realizar o sonho 40 anos depois, quando o adquiriu de um colecionador.

Já para Cláudio Martins, proprietário do Alfa Romeu 1961 que pertenceu a Sarah Kubitschek e que participa da entidade desde 1974, ´para fazer isso tem que ter dedicação extrema, que chega a ser patológica. Caso contrário, não vale a pena´. Este ano o Museu do Automóvel já realizou passeios a Guaiúba, Guaramiranga, Mossoró, Sobral, Quixeramobim. E em todas as oportunidades os veículos foram conduzidos por seus proprietários até o local de destino. A próxima reunião mensal será dia 9 de novembro para Pacatuba.

A história do Museu do Automóvel começou antes de ele ser criado, já que sucedeu o Clube do Calhambeque, criado em 1973, e o Veteran Car, de 1976. Antes da fundação do clube, as exposições de carros antigos aconteciam de forma nômade.

Para fixar um espaço seguro para o encontro, os associados do Veteran Car Club inauguraram, em 1981, o Museu do Automóvel do Ceará.

Mais informações:
Museu do Automóvel do Ceará
Terça a sábado (9 às 12 horas e 14 às 17 horas), domingos (9 às 13 horas).
Fone: (85) 3273.3129

Letícia Ribeiro
Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *