Cirurgia contra flacidez nos braços

Cirurgia contra flacidez nos braços


 


Emagrecer 10, 20 ou 30 quilos. Qualquer que seja seu objetivo, ao atingi-lo, o risco da flacidez aparecer é grande. Exercícios físicos durante o processo de emagrecimento são uma boa dica para tentar evitar um corpo flácido após uma dieta.


             ¼br /> No entanto, em certas partes do corpo, a flacidez é difícil de ser eliminada mesmo com a prática de exercícios. Exemplo disso são os braços.


A braquioplastica é uma cirurgia que soluciona este tipo de problema estético. Nela, é feita uma incisão que vai desde a axila até o cotovelo, deixando uma cicatriz no local (do lado de dentro do braço, voltada para o tórax). O cirurgião plástico Sérgio Aluani alerta que “as pacientes que fazem a braquioplastia sabem que estão trocando a flacidez por uma cicatriz”.


Porém, há mais ou menos seis anos, surgiu uma técnica que evita a cicatriz. Sérgio é um cirurgião que realiza este novo procedimento cirúrgico e explica o processo. “A incisão passa a ser feita dentro da axila, na dobrinha transversal que se forma quando fechamos os braços. Depois, basta puxar a pele para cima, cortar o excesso e suturar a derme em dois pontos (na musculatura peitoral maior e no músculo dorsal)”.


A cirurgia é simples e a paciente pode deixar o hospital no mesmo dia. Sérgio afirma que a anestesia pode até mesmo ser local.


O tempo de recuperação também é curto e são feitas apenas algumas restrições, como, por exemplo, evitar exercícios físicos quem envolvam diretamente os braços, por três meses. Para atividades do dia-a-dia, o cirurgião diz que em uma semana já podem voltar a serem feitas normalmente.


O procedimento cirúrgico não é indicado apenas para pessoas que tiveram grande perda de peso. Sérgio relata que a maioria das pessoas que procuram à cirurgia são mulheres a partir dos 45 anos. “Muitas vezes, não por causa de emagrecimento, mas sim pelo envelhecimento e a flacidez natural que surge com ele”, diz ele.


O valor da cirurgia varia de R$10 a R$12 mil.


Fonte: minhavida.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *