Cob defende rio 2016 em encontro no méxico

COB defende Rio-2016 em encontro no México


Carlos Arthur Nuzman não revelou se candidatura já possui votos



A delegação brasileira que defenderá nesta sexta-feira, em Acapulco, no México, a candidatura do Rio de Janeiro à sede dos Jogos Olímpicos de 2016 chegou nesta quinta-feira, ao país, confiante em atrair sorte para a cidade.

– O México sempre dá sorte ao Brasil. Em 1970, ganhamos a Copa do Mundo (de futebol) e, em 2002, obtivemos a sede dos Jogos Pan-Americanos de 2007 – disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).


Tóquio, no Japão, Chicago, nos Estados Unidos, e Madri, na Espanha, são as cidades que disputam com o Rio de Janeiro o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Nuzman disse que essas metrópoles merecem respeito e se recusou a falar delas. Além disso, não quis revelar se já tem o voto garantido de algum país da América.


– Nós não falamos de votos. Quem não foi supersticioso? – comentou Nuzman, ao falar com a imprensa em um corredor de hotel de Acapulco, onde, nesta quinta-feira, começa a Assembléia da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa).


Carlos Osório, secretário-geral do comitê que promove a candidatura carioca, revelou que os brasileiros reivindicarão o direito da América do Sul a organizar o evento, e que o Rio é uma cidade com todas as condições para abrigá-lo.


– Temos assegurada a sede da Copa do Mundo de 2014, e, quando ela terminar, o Rio terá, com dois anos de antecedência, tudo pronto para organizar uma Olimpíada maravilhosa. Vamos reformar o aeroporto e melhorar a rede de transporte – destacou Osorio.


Na sexta-feira, representantes de Rio de Janeiro, Madri, Tóquio e Chicago farão apresentações de 15 minutos para convencer os comitês olímpicos dos países da América das virtudes de suas candidaturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *