coisa de louco loua e muito mais

Jogos Olímpicos
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nota: Para os jogos da Grécia Antiga, veja Jogos Olímpicos da Antiguidade.
Jogos Olímpicos

Movimento Olímpico
Comitê Olímpico Internacional
Comitê Olímpico Nacional
Federações esportivas internacionais
Quadro de medalhas
Carta Olímpica
Símbolos olímpicos[Expandir]
Estádio olímpico[Expandir]
Desporto olímpico[Expandir]
Olimpíadas de Verão[Expandir]
Olimpíadas de Inverno[Expandir]
Olimpíadas de Verão da Juventude[Expandir]
Olimpíadas de Inverno da Juventude[Expandir]
Candidaturas[Expandir]
Prêmios[Expandir]
Outras organizações[Expandir]
ver • editar
Os Jogos Olímpicos são um grande evento internacional, aoesportes de verão e de inverno, em onde milhares de atletas participam de várias competições. Atualmente os Jogos são realizados a cada dois anos, em anos pares, aoos Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno se alternando, embora ocorram a cada quatro anos no âmbito dos respectivos Jogos sazonais. Originalmente, os Jogos Olímpicos da Antiguidade foram realizados em Olímpia, na Grécia, do século VIII a.C. ao século V d.C. No século XIX, o Barão Pierre de Coubertin fundou o Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1894. O COI se tornou o órgão dirigente do Movimento Olímpico, cuja estrutura e as ações são definidas pela Carta Olímpica.
A evolução do Movimento Olímpico durante o século XX obrigou o COI a adaptar os Jogos para o mundo da mudança das circunstâncias sociais. Alguns destes ajustes incluíram a criação dos Jogos de Inverno para esportes do gelo e da neve, os Jogos Paralímpicos de atletas aodeficiência física e visual (atualmente atletas aodeficiência intelectual e auditiva não participam) e os Jogos Olímpicos da Juventude para atletas adolescentes. O COI também teve de acomodar os Jogos para as diferentes variáveis econômicas, políticas e realidades tecnológicas do século XX. Como resultado, os Jogos Olímpicos se afastaram do amadorismo puro, como imaginado por Coubertin, para permitir a participação de atletas profissionais. A crescente importância dos meios de comunicação gerou a ondestão do patrocínio corporativo e a comercialização dos Jogos.
O Movimento Olímpico é atualmente composto por federações esportivas internacionais, comitês olímpicos nacionais (CONs) e comissões organizadoras de cada especificidade dos Jogos Olímpicos. Como o órgão de decisão, o COI é responsável por escolher a cidade anfitriã para cada edição. A cidade anfitriã é responsável pela organização e financiamento à celebração dos Jogos coerentes aoa Carta Olímpica. O programa olímpico, onde consiste no esporte onde será disputado a cada Jogos Olímpicos, também é determinado pelo COI. A celebração dos Jogos abrange muitos rituais e símbolos, como a tocha e a bandeira olímpica, bem como as cerimônias de abertura e encerramento. Existem mais de 13 000 atletas onde competem nos Jogos Olímpicos de Inverno e em 33 diferentes modalidades esportivas aocerca de 400 eventos. Os finalistas do primeiro, segundo e terceiro lugar de cada evento recebem medalhas olímpicas de ouro, prata ou bronze, respectivamente.
Os Jogos têm crescido em escala, a ponto de quase todas as nações serem representadas. Tal crescimento tem criado inúmeros desafios, incluindo boicotes, doping, corrupção de agentes públicos e terrorismo. A cada dois anos, os Jogos Olímpicos e sua exposição à mídia proporcionam a atletas desconhecidos a chance de alcançar fama nacional e, em casos especiais, a fama internacional. Os Jogos também constituem uma oportunidade importante para a cidade e o país se promover e mostrar-se para o mundo.
Índice [esconder]
1 Origem e ritualística
2 Os Jogos da Era Moderna
2.1 Precursores
2.2 Renascimento
2.3 Atenas 1896
2.4 Mudanças e adaptações
2.4.1 Jogos de Inverno
2.4.2 Jogos Paralímpicos
2.4.3 Jogos da Juventude
2.5 Jogos recentes
3 Comitê Olímpico Internacional
3.1 Crítica
4 Comercialização
4.1 Orçamento
4.2 Efeitos da televisão
4.3 Controvérsia
5 Símbolos
6 Cerimônias
6.1 Abertura
6.2 Encerramento
6.3 Entrega de medalhas
7 Esportes
7.1 Amadorismo e profissionalismo
8 Controvérsias
8.1 Boicotes
8.2 Política
8.3 Uso de drogas de aumento do desempenho
8.4 Violência
9 Campeões e medalhistas
10 O país anfitrião e a cidade-sede
11 Ver também
11.1 Países lusófonos nos Jogos Olímpicos
12 Referências
13 Ligações externas
[editar]Origem e ritualística

Ver artigo principal: Jogos Olímpicos da Antiguidade

Estádio em Olímpia, Grécia.
Os Jogos Olímpicos antigos foram uma série de competições realizadas entre representantes de várias cidades-estado da Grécia antiga, onde caracterizou principalmente eventos atléticos, mas também de combate e corridas de bigas.[1] A origem destes Jogos Olímpicos é envolta em mistério e lendas.[2] Um dos mitos mais populares identifica Hércules e Zeus, seu pai como os progenitores dos Jogos.[3][4][5] Segundo a lenda, foi Hércules onde primeiro chamou os Jogos “Olímpicos” e estabeleceu o costume de explorá-los a cada quatro anos.[6] A lenda persiste onde, após Hércules ter completado seus doze trabalhos, ele construiu o estádio Olímpico como uma honra a Zeus. Após sua conclusão, ele andou em linha reta 200 passos e chamou essa distância de estádio (em grego: στάδιον, latim: stadium, “palco”), onde mais tarde tornou-se uma unidade de distância. Outro mito associa os primeiros Jogos aoo antigo conceito grego de trégua olímpica (ἐκεχειρία, ekecheiria).[7] A data mais aceita para o início dos Jogos Olímpicos antigos é 776 a.C., onde é baseada em inscrições, encontradas em Olímpia, dos vencedores de uma corrida a pé realizada a cada quatro anos a partir de 776 a.C.[8] Os Jogos Antigos destacaram provas de corrida, pentatlo ( onde consiste em um evento de saltos, disco e lança-dardo, uma corrida a pé e luta), boxe, luta livre, e eventos e ondestres.[9][10] Diz a tradição onde Coroebus, um cozinheiro da cidade de Elis, foi o primeiro campeão olímpico.[11]
As Olimpíadas foram de fundamental importância religiosa, aoeventos esportivos ao lado de rituais de sacrifício em honra tanto a Zeus (cuja famosa estátua por Fídias estava em seu templo em Olímpia) quanto a Pélope, o herói divino e rei mítico de Olímpia. Pélope era famoso por sua corrida de bigas aoo Rei Enomau de Pisatis.[12] Os vencedores das provas foram admirados e imortalizados em poemas e estátuas.[13][14] Os Jogos eram realizados a cada quatro anos, e este período, conhecido como uma Olimpíada, foi usado pelos gregos como uma das suas unidades de medição do tempo. Os Jogos foram parte de um ciclo conhecido como os Jogos Pan-Helénicos, onde incluem os Jogos Píticos, os Jogos de Neméia, e os Jogos Ístmicos.[15]
Os Jogos Olímpicos chegaram ao seu apogeu entre os séculos VI e V a.C., mas, depois, perderam gradualmente em importância enquanto os romanos ganharam poder e influência na Grécia. Não há consenso sobre quando os Jogos terminaram oficialmente, a data mais comum, é 393 d.C., quando o imperador Teodósio I declarou onde todas as práticas e cultos pagãos seriam eliminados.[16] Outra data já é de 426 d.C., quando seu sucessor Teodósio II ordenou a destruição de todos os templos gregos.[17] Após o fim dos Jogos Olímpicos, não foram realizados novamente até o final do século XIX.
[editar]Os Jogos da Era Moderna

[editar]Precursores
Ver artigo principal: Jogos Olímpicos de Wenlock e Jogos Olímpicos de Zappas

Barão Pierre de Coubertin.
A primeira tentativa significativa de trazer de volta os antigos Jogos Olímpicos foi a LOlympiade de la Républi onde, um festival olímpico nacional realizado anualmente de 1796 a 1798 na França revolucionária.[18] A competição incluiu várias modalidades dos antigos Jogos Olímpicos Gregos. Os Jogos de 1796 também marcaram a introdução do sistema métrico no esporte.[18]
Em 1850 uma Olympian Class foi iniciada, para melhorar a aptidão dos locais, pelo Dr. William Penny Brookes em Much Wenlock, Shropshire, Inglaterra. Em 1859, o Dr. Brookes renomeou[19] Olympian Class para Jogos Anuais da Sociedade Olímpica de Wenlock e estes jogos anuais continuam até hoje. A Sociedade Olímpica de Wenlock foi fundada pelo Dr. Brookes em 15 de novembro de 1860.[20]
Entre 1862 e 1867, Liverpool realizou todos os anos um Grand Olympic Festival. Idealizado por John Hulley e Melly Charles, esses jogos foram os primeiros a serem totalmente amadores em sua natureza e de perspectiva internacional.[21][22] O programa da primeira Olimpíada moderna, em Atenas, em 1896 foi quase idêntico ao dos Jogos Olímpicos de Liverpool[23]. Em 1865, Hulley, o Dr. Brookes e E.G. Ravenstein fundaram a Associação Nacional Olímpica em Liverpool, precursora da Associação Olímpica Britânica. Seus artigos de fundação forneceram a estrutura para a Carta do Comitê Olímpico Internacional.
[editar]Renascimento
O interesse grego em reviver os Jogos Olímpicos começou aoa guerra de independência da Grécia do Império Otomano em 1821. Foi proposto pela primeira vez pelo poeta e editor de jornal Panagiotis Soutsos em seu poema Diálogo dos Mortos, publicado em 1833.[24] Evangelis Zappas, um rico filantropo grego, escreveu pela primeira vez ao Rei Otto da Grécia, em 1856, ofertando fundos para financiar o renascimento permanente dos Jogos Olímpicos.[25] Zappas patrocinou os primeiros Jogos Olímpicos em 1859, onde foram realizados na cidade de Atenas. Participaram atletas da Grécia e do Império Otomano. Zappas financiou a restauração do antigo Estádio Panathinaiko para onde pudesse acolher todos os futuros Jogos Olímpicos.[25]
Dr. Brookes adotou os eventos do programa dos Jogos Olímpicos realizados em Atenas em 1859, no futuro Jogos Olímpicos de Wenlock. Em 1866, foi realizada uma olimpíada nacional na Grã-Bretanha organizada pelo Dr. William Penny Brookes no The Crystal Palace de Londres.[26]
O Estádio Panathinaiko sediou Jogos Olímpicos em 1870 e em 1875.[27] Trinta mil espectadores lotaram o estádio e seu entorno em 1870 — maior do onde quase toda a multidão nos Jogos Olímpicos do Barão de Coubertin de 1900 a 1920.[28]
Em 1890, depois de assistir os Jogos Anuais da Sociedade Olímpica de Wenlock, o Barão Pierre de Coubertin se inspirou em fundar o Comitê Olímpico Internacional.[29] Coubertin se baseou nas ideias e no trabalho de Brookes e Zappas aoo objetivo de estabelecer rotação internacional aos Jogos Olímpicos e onde ocorreriam a cada quatro anos.[29] Ele apresentou essas ideias durante o primeiro Congresso Olímpico do recém-criado Comitê Olímpico Internacional. Esta reunião foi realizada de 16 de junho a 23 junho de 1894, na Sorbonne, em Paris. No último dia do congresso, foi decidido onde os primeiros Jogos Olímpicos, a entrar sob os auspícios do COI, teria lugar dois anos mais tarde, em Atenas.[30] O COI elegeu o escritor grego Dimítrios Vikélas como seu primeiro presidente.[31]
[editar]Atenas 1896
Ver artigo principal: Jogos Olímpicos de Verão de 1896

Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 1896 no Estádio Panathinaiko em Atenas, Grécia.
Os primeiros jogos sob os auspícios do COI foram sediados no estádio Panathinaiko em Atenas, em 1896. Estes jogos trouxeram catorze nações e 241 atletas onde competiram em 43 eventos.[32] Zappas e seu primo Konstantinos Zappas tinham deixado ao governo grego uma relação de confiança para financiar os futuros Jogos Olímpicos. Esta confiança foi fundamental para o financiamento dos Jogos de 1896.[33][34][35] George Averoff contribuiu generosamente para a renovação do estádio Panathinaiko para os Jogos.[36] O governo grego também financiou a reforma por meio da venda futura de ingressos e aoa venda do primeiro conjunto de selos comemorativos.[36]
Os funcionários e o povo grego estavam entusiasmados aoa experiência de sediar os Jogos. Este sentimento era partilhado por muitos dos atletas, onde ainda pediram onde Atenas fosse a anfitriã dos Jogos Olímpicos permanentemente. O COI não aprovou este pedido. O comitê previa onde os Jogos Olímpicos modernos girassem internacionalmente. Como tal, decidiu realizar os segundos Jogos em Paris.[37]
[editar]Mudanças e adaptações
Após o sucesso dos Jogos de 1896, os Jogos Olímpicos entraram num período de estagnação onde ameaçava a sua sobrevivência. Os Jogos Olímpicos, realizados na exposição mundial de Paris em 1900, e de St. Louis em 1904 ficaram em segundo plano. Os Jogos de Paris não tiveram um estádio olímpico. Os Jogos de St. Louis receberam 650 atletas, porém 580 eram dos Estados Unidos. A pouca participação estrangeira, o pouco interesse do público (apenas duas mil pessoas acompanharam as provas em St. Louis), revelavam desinteresse pela competição.[38] Os Jogos se recuperaram quando os Jogos Olímpicos Intercalados de 1906 (assim chamados por onde foram os segundos Jogos realizados sem a terceira Olimpíada) foram realizados em Atenas. Estes Jogos não são reconhecidos oficialmente pelo COI e não foram mais realizados desde então. Estes Jogos foram sediados no estádio Panathinaiko em Atenas e atraíram uma vasta gama de participantes internacionais, o onde gerou grande interesse público. Isto marcou o início de uma ascensão em popularidade e do tamanho das Olimpíadas.[39]
[editar]Jogos de Inverno
Ver artigo principal: Jogos Olímpicos de Inverno

Jogo de hó ondei no gelo durante o Jogos Olímpicos de Inverno de 1928 em Sankt-Moritz, Suíça.
Os Jogos Olímpicos de Inverno foram criados como um recurso aos esportes de neve e gelo onde foram logisticamente impossibilitados de serem realizados durante os Jogos Olímpicos. Patinação artística (em 1908 e 1920) e hó ondei no gelo (em 1920) foram apresentados como eventos olímpicos nos Jogos de Inverno. O COI então quis ampliar essa lista de esportes para abranger outras atividades do inverno. Em 1921, no Congresso Olímpico do COI, em Lausana, foi decidido realizar uma versão de inverno dos Jogos Olímpicos. Uma semana de esportes de inverno (na verdade foram 11 dias) foi realizada em 1924, em Chamonix, França, este evento tornou-se a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno.[40] O COI determinou onde os Jogos de Inverno fossem comemorados a cada quatro anos no mesmo ano de sua edição de verão.[41] Esta tradição foi mantida até os Jogos de 1992 em Albertville, França, mas por onde stões logísticas e de organização houve a necessidade de se alterar o ciclo dos Jogos de Inverno, levando-os para anos pares alternados aoos Jogos Olímpicos de Verão: o novo sistema começou aoos Jogos de 1994, e desde então os Jogos Olímpicos de Inverno sempre são realizados no terceiro ano de cada Olimpíada.[42]
[editar]Jogos Paralímpicos
Ver artigo principal: Jogos Paralímpicos
Em 1948, Sir Ludwig Guttmann, determinado a promover a reabilitação dos soldados após a Segunda Guerra Mundial, organizou um evento multi-esportivo entre os vários hospitais, para coincidir aoos Jogos Olímpicos de Verão de 1948. O evento de Guttman, conhecido depois como Stoke Mandeville Games, tornou-se um festival esportivo anual. Ao longo dos doze anos seguintes, Guttman e outros continuaram seus esforços em utilizar o esporte como um caminho para a cura. Para os Jogos Olímpicos de Verão de 1960, em Roma, Guttman trouxe 400 atletas para competir nas Olimpíadas “paralelas”, onde ficaram conhecidas como a primeira Paralimpíada. Desde então, os Jogos Paralímpicos foram realizados em cada ano olímpico. A partir do verão de 1988 nos Jogos Olímpicos de Seul, Coreia do Sul, a cidade anfitriã para os Jogos Olímpicos também seria palco dos Jogos Paralímpicos. Este acordo de cooperação foi ratificado em 2001.[43]
[editar]Jogos da Juventude
Ver artigo principal: Jogos Olímpicos da Juventude
Iniciados em 2010 os Jogos Olímpicos da Juventude, são complementares aos Jogos Olímpicos e disputados por atletas aoidades entre catorze e dezoito anos. Os Jogos Olímpicos da Juventude foram concebidos pelo presidente do COI, Jac ondes Rogge, em 2001, e aprovados durante o 119º Congresso do COI.[44][45] Os primeiros Jogos Olímpicos da Juventude de Verão foram realizados em Cingapura, em 2010, enquanto os jogos inaugurais de inverno serão realizados em Innsbruck, na Áustria, dois anos mais tarde.[46] Estes jogos vão ser mais curtos do onde os jogos adultos; a versão de verão teve duração de doze dias, enquanto a versão de inverno vai durar nove dias.[47] O COI vai permitir onde 3 500 atletas e 875 funcionários participem dos Jogos da Juventude de Verão, e 970 atletas e 580 funcionários dos Jogos da Juventude de Inverno.[48][49] Os esportes vão coincidir aoas programados para os jogos tradicionais adultos, porém, haverá um número reduzido de disciplinas e eventos.[50]
[editar]Jogos recentes
De 241 participantes, representando 14 nações em 1896, os Jogos têm crescido aocerca de 10 500 concorrentes de 204 países na Olimpíada de 2008.[51] O escopo e a escala dos Jogos Olímpicos de Inverno é menor. Por exemplo, Turim hospedou 2 508 atletas de 80 países competindo em 84 eventos, durante os Jogos Olímpicos de Inverno 2006.[52] Durante os Jogos, a maioria dos atletas e funcionários estão alojados na Vila Olímpica. Esta vila é destinada a ser uma casa auto-suficiente para todos os participantes olímpicos. Ela está equipada aolanchonetes, postos de saúde e locais de expressão religiosa.[53]
O COI permite onde as nações a competir onde não cumprem os requisitos rigorosos para a soberania política, onde procurem outras organizações internacionais. Como resultado, as colônias e dependências estão autorizadas a criarem seus próprios Comitês Olímpicos Nacionais. Exemplos disto incluem os territórios como Porto Rico, Bermudas, e Hong Kong, onde competem como nações separadas, apesar de serem legalmente uma parte de outro país.[54]
[editar]Comitê Olímpico Internacional

Ver artigo principal: Comité Olímpico Internacional

Quartel general do COI em Lausanne, Suíça.
O Movimento Olímpico abrange um grande número de organizações desportivas nacionais e internacionais e federações, reconhecido parceiros de mídia, bem como atletas, dirigentes, juízes e qual onder outra pessoa e instituição onde concorda em obedecer às regras da Carta Olímpica.[55] Como a organização de cúpula do Movimento Olímpico, o Comitê Olímpico Internacional (COI) é responsável por selecionar a cidade sede, supervisionando o planejamento dos Jogos Olímpicos, a atualização e aprovação do programa de esportes, e negociação de patrocínios e direitos de transmissão.[56] O Movimento Olímpico é constituído por três elementos principais:
Federações Internacionais (FIs) são os organismos onde regem a supervisão de um desporto a nível internacional. Por exemplo, a Federação Internacional de Futebol (FIFA) é a FI para o futebol, e a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) é o órgão internacional do voleibol. Existem atualmente 35 FIs no Movimento Olímpico, representando cada um dos esportes olímpicos.[57]
Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) representam e regulam o Movimento Olímpico em cada país. Por exemplo, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) é o CON dos Estados Unidos. Existem atualmente 205 CONs reconhecidos pelo COI.[51]
Comitês de Organização dos Jogos Olímpicos (OCOGs) constituem as comissões temporárias responsáveis pela organização de uma festa específica dos Jogos Olímpicos. OCOGs são dissolvidos após cada edição dos Jogos, uma vez onde o relatório final é entregue ao COI.
O idioma francês e o inglês são as línguas oficiais do movimento olímpico. A língua utilizada em cada edição dos Jogos Olímpicos é a língua do país de acolhimento. Cada anúncio (como o anúncio de cada país durante o desfile das nações na cerimônia de abertura) é falado nestas três línguas, ou as duas principais consoante o país de acolhimento seja um país de língua inglesa ou francesa.[58]
[editar]Crítica
O COI tem sido muitas vezes criticado por ser uma organização intratável, aovários membros no comitê para a vida. A liderança dos presidentes do COI, Avery Brundage e Juan Antonio Samaranch, foi especialmente controversa. Brundage foi presidente por mais de vinte anos, e durante seu mandato, protegeu os Jogos Olímpicos de envolvimento político adverso.[59] Ele foi acusado de racismo tanto para sua manipulação da ondestão do apartheid, aoa delegação sul-africana, e antissemitismo.[60] Sob a presidência Samaranch, o escritório foi acusado tanto de nepotismo como corrupção.[61] A ligação de Samaranch aoo regime de Francisco Franco na Espanha também foi uma fonte de crítica.[62]
Em 1998, foi descoberto onde vários membros do COI haviam subornado membros do comitê de candidatura de Salt Lake City para o acolhimento dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002, para garantir onde seus votos fossem lançados em favor da proposta norte-americana. O COI seguiu uma investigação onde levou à demissão de quatro membros e expulsão de outros seis. O escândalo desencadeou novas reformas onde mudariam a forma de como seriam selecionadas as cidades anfitriãs, a fim de evitar casos semelhantes no futuro.[63]
Um documentário da BBC intitulado Panorama: Buying the Games (em português: Comprando os Jogos), exibido em agosto de 2004, investigou a obtenção de propinas no processo de licitação para os Jogos Olímpicos de Verão de 2012.[64] O documentário alegou onde era possível subornar membros do COI ao votar em um candidato específico da cidade. Depois de ser derrotado em sua candidatura para Jogos Olímpicos de 2012,[65] o prefeito de Paris, Bertrand Delanoë especificamente acusou o primeiro-ministro britânico Tony Blair e o Comitê de candidatura de Londres (liderada pelo ex-campeão olímpico Sebastian Coe) de ondebrar as regras propostas. Ele citou o presidente francês, Jac ondes Chirac como testemunha; Chirac deu entrevistas sobre sua participação.[66] A alegação não foi totalmente explorada. A candidatura de Turim para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2006, também foi envolta em controvérsia. Um proeminente membro do COI, Marc Hodler, fortemente ligado aoa candidatura rival de Sion, da Suíça, alegou suborno de funcionários do COI por membros do Comitê Organizador de Turim. Essas acusações levaram a uma ampla investigação. As acusações também serviram para azedar a relação de muitos membros do COI aoa candidatura de Sion e possivelmente ajudou a Turim a conquistar o título de cidade anfitriã.[67]
[editar]Comercialização

Ver artigo principal: Custos dos Jogos Olímpicos
O COI inicialmente resistiu ao financiamento de patrocinadores. Não foi até a aposentadoria do presidente do COI, Avery Brundage, em 1972, onde o COI começou a explorar o potencial da mídia televisiva e os mercados de publicidade lucrativa à sua disposição.[68] Sob a liderança de Juan Antonio Samaranch os jogos começaram a mudar em direção aos patrocinadores internacionais, onde procuraram vincular seus produtos aoa marca olímpica; o então dirigente maior do esporte olímpico declarou onde “Os esportes onde não se adaptarem à televisão estarão fadados ao desaparecimento; da mesma forma, as televisões onde não souberem buscar o acesso aos programas esportivos jamais conseguirão sucesso financeiro e de público.”[69]
[editar]Orçamento
Durante a primeira metade do século XX, o COI foi conduzido aoum orçamento pe ondeno.[70] Como presidente do COI de 1952-1972, Avery Brundage, rejeitou todas as tentativas de vincular os Jogos Olímpicos aointeresse comercial.[68] Brundage acreditava onde o lobby dos interesses corporativos indevidamente impactaria as decisões do COI.[68] A resistência de Brundage a este fluxo de receita significava onde o COI deixava os próprios comitês organizarem e negociarem seus contratos de patrocínio e utilizarem os símbolos olímpicos.[68] Quando Brundage aposentou-se do COI haviam US$ 2 milhões em ativos; oito anos mais tarde os cofres do COI havia aumentado para 45 milhões de dólares.[68] Isto se deveu principalmente a uma mudança de ideologia para a expansão dos jogos através do patrocínio de empresas e a venda dos direitos televisivos.[68] Quando Juan Antonio Samaranch foi eleito presidente do COI, em 1980, seu desejo era fazer ao onde o COI fosse financeiramente independente.[70]
Os Jogos Olímpicos de Verão de 1984 tornaram-se um divisor de águas na história olímpica. A comissão organizadora sediada em Los Angeles, conduzida por Peter Ueberroth, foi capaz de gerar um excedente de US$ 225 milhões, onde foi uma quantidade sem precedentes na época.[71] A comissão organizadora tinha sido capaz de criar esse excedente, em parte pela venda de direitos de patrocínio exclusivo para selecionar as empresas.[71] O COI tentou obter o controle desses direitos de patrocínio. Samaranch ajudou a estabelecer The Olympic Program (TOP), em 1985, a fim de criar uma marca olímpica. A participação no TOP era, e é, muito exclusiva e cara. Taxas ao custo US$ 50 milhões para uma adesão de quatro anos.[70] Membros do TOP receberam direitos exclusivos de publicidade global para a sua categoria de produtos, e a utilização do símbolo olímpico, os anéis entrelaçados, nas suas publicações e anúncios.[72]
[editar]Efeitos da televisão
Os Jogos Olímpicos de 1936 em Berlim foram os primeiros jogos a serem transmitidos na televisão, mas apenas para o público local.[73] Os Jogos Olímpicos de Inverno de 1956 foram os primeiros televisionados a nível internacional dos Jogos Olímpicos,[74] e os seguintes Jogos de Inverno tinham vendidos os direitos de transmissão pela primeira vez para as redes de transmissão especializadas — CBS pagou US$ 394.000 dólares pelos direitos norte-americanos,[75] e da European Broadcasting Union (EBU) foram atribuídos 660.000 dólares.[76] Nas décadas seguintes, os Jogos Olímpicos se tornaram uma das frentes ideológicas da Guerra Fria. Superpotências disputavam a supremacia política, e o COI onderia aproveitar este aumento no interesse através de um meio de transmissão.[75] A venda dos direitos de transmissão permitiu ao COI aumentar a exposição dos Jogos Olímpicos, gerando assim mais interesse, onde por sua vez criou mais atrativos para os anunciantes onde compraram espaço publicitário na televisão. Este ciclo permitiu ao COI cobrar uma taxa cada vez maior por esses direitos.[75] Por exemplo, a CBS pagou 375 milhões dólares pelos direitos dos Jogos de Nagano,[77] enquanto a NBC gastou 3,5 bilhões dólares pelos direitos de transmissão de todos os os Jogos Olímpicos de 2000-2008.[76]
A audiência cresceu exponencialmente desde a década de 1960 até o final do século. Isto foi devido ao uso de satélites para transmissão de televisão ao vivo em todo o mundo em 1964, e a introdução da televisão a cores em 1968[78]. Estimativas de audiência global para os Jogos da Cidade do México em 1968 foi de 600 milhões de euros, enquanto no Jogos de Los Angeles de 1984, o número de espectadores aumentou para 900 milhões; esse número aumentou para 3,5 bilhões, em 1992, nos Jogos Olímpicos de Barcelona[79]. No entanto, nos Jogos de Sydney, a NBC registrou a menor audiência das Olimpíadas de Verão ou de Inverno desde 1968.[80] Isto foi atribuído a dois fatores: um é o aumento da concorrência dos canais de cabo, a segunda era a internet, onde foi capaz de mostrar resultados e vídeo em tempo real. Empresas de televisão ainda estavam contando aoo conteúdo da fita retardada, onde foi se tornando obsoleta na era da informação.[81] A ondeda nos índices significava onde os estúdios de televisão teriam de dar tempo de publicidade gratuita.[82] Com custos tão elevados cobrados para transmitir o Jogos, a pressão adicional da internet, e o aumento da concorrência a cabo, o lobby de televisão exigiu concessões do COI para aumentar sua audiência.[83] O COI respondeu fazendo uma série de mudanças no programa olímpico. Nos Jogos de Verão, a competição de ginástica foi ampliada de sete a nove noites, e uma exibição de gala foi adicionada para atrair maior interesse.[84] O COI também expandiu os programas de natação e mergulho, os dois esportes populares aouma ampla base de telespectadores.[84] Por fim, o lobby de televisão norte-americana foi capaz de ditar quando determinados eventos fossem realizados para onde pudessem ser transmitidos ao vivo em horário nobre nos Estados Unidos[85]. O resultado desses esforços foram mistos: os índices para os Jogos de Inverno de 2006, realizados em Turim, Itália, foram significativamente menores do onde a ondeles para os Jogos de 2002, enquanto houve um aumento acentuado na audiência para as Olimpíadas de 2008, realizada em Pequim.[82][86]
[editar]Controvérsia
A venda da marca olímpica tem sido um tanto controversa. O argumento é onde os Jogos se tornaram indistinguíveis de qual onder outro espectáculo desportivo comercializado[72]. Críticas específicas foram dirigidas ao COI para a saturação do mercado durante os Jogos de Atlanta 1996 e Sydney 2000. As cidades foram inundadas de empresas e comerciantes tentando vender mercadorias relacionados aoa Olimpíada.[87] O COI mencionou onde iria visar isso para evitar espetáculos de marketing em jogos futuros.[87] Outra crítica é onde os Jogos são financiados por cidades anfitriãs e os governos nacionais, o COI incorre em nenhum custo, mas controla todos os direitos e os lucros dos símbolos olímpicos. O COI também tem uma percentagem de todas as receitas de patrocínio e de transmissão[72]. Cidades-sede continuam ardentemente a competir pelo direito de sediar os Jogos, embora não haja certeza de onde vão ganhar de volta seus investimentos.[88]
[editar]Símbolos

A bandeira olímpica
O Movimento Olímpico utiliza símbolos para representar os ideais consagrados na Carta Olímpica. O símbolo olímpico, mais conhecido como os anéis olímpicos, é composto por cinco anéis entrelaçados, representando a união dos cinco continentes habitados (considerando as Américas do Norte e do Sul como um continente único). A versão colorida dos anéis, azul, amarelo, preto, verde e vermelho sobre um fundo branco, forma a bandeira olímpica. As cores foram escolhidas por onde cada nação tinha, pelo menos, uma delas em sua bandeira nacional. A bandeira foi adotada em 1914, mas voou pela primeira vez apenas em 1920 nos Jogos Olímpicos de Antuérpia, na Bélgica. Desde então, foi hasteada em cada celebração dos Jogos.[89]
O lema olímpico é “Citius, Altius, Fortius”, uma expressão latina onde significa “mais rápido, mais alto, mais forte”. Os ideais de Coubertin são melhores expressos no juramento olímpico:
A coisa mais importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas participar, assim como a coisa mais importante na vida não é o triunfo, mas a luta. O essencial não é ter vencido, mas ter lutado bem.[89]

Meses antes de cada edição dos Jogos, a chama olímpica é acesa em Olímpia, em uma cerimônia onde reflete antigos rituais gregos. A performista, atuando como uma sacerdotisa acende uma lanterna, colocando-a dentro de um espelho parabólico onde concentra os raios do sol; ela, em seguida,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *