Como a pele sente dor e calor?

A pele é o órgão responsável pelo tato, sentido que nos permite perceber o ambiente ao nosso redor. Ela também serve de proteção à entrada de microorganismos em nosso corpo. É por meio dela que sentimos calor ou frio e percebemos a textura dos objetos. A pele e todo o revestimento interno e externo de nosso corpo estão capacitados a captar sensações. Sentimos se o alimento está quente, se o estômago está cheio quando comemos demais, entre outra sensações. Na pele, encontramos células nervosas que formam os corpúsculos táteis. Eles são os verdadeiros guardiões do nosso tato: uns estão sempre alertas para o calor; outros, para o frio; outros, para a dor… Enfim, cada um envia uma espécie de telegrama ao cérebro. Veja o quadro abaixo:

Pele e pêlos

Milhares de terminações nervosas localizadas na pele captam informações, que são traduzidas como dor, calor, frio, pressão etc. pelo cérebro.
Os corpúsculos enviam sinais – impulsos nervosos – até o cérebro, que os interpreta. Então sentimos o que está se passando com a nossa pele. O tato é mais desenvolvido na palma da mão porque aí está a maior concentração de corpúsculos. Os pêlos que temos pelo nosso corpo estão presos na pele por uma raiz com vários receptores que avisam ao cérebro quando alguma coisa os atinge. Assim sentimos o vento em nossos cabelos. Os pêlos também servem para controlar a temperatura do corpo. Eles ficam arrepiados quando sentimos frio, porque o ar fica preso entre eles atuando como isolante e evitando que a pele perca calor.

Curiosidades do tato

• Para compensar a falta da visão, os cegos têm o tato tão desenvolvido que são capazes de sentir se os objetos têm cores diferentes pela temperatura deles. Isso porque as diversas cores possuem temperaturas variadas, que são imperceptíveis para as pessoas que não têm o tato tão sensível.

• Alguns animais, como as baratas e os ratos selvagens, usam o pêlo para autodefesa: eles percebem as vibrações do solo quando um inimigo se aproxima.

• Existem ainda alguns animais que usam o sentido tátil de temperatura para conseguir alimento. Esse é o caso de algumas serpentes que possuem dois buraquinhos entre os olhos e as narinas, muito sensíveis às alterações de temperatura. Isso permite que elas sintam a temperatura das presas mesmo antes de vê-las ou de sentir seu cheiro.

• Os peixes que nadam nas profundezas do mar, onde a luz solar não penetra, usam o tato para perceber a pressão e o movimento das águas.

Tipos de corpúsculos táteis e funções:

• Corpúsculos de Meissner → Capta os estímulos do toque e os transforma em impulsos elétricos.

• Discos de Merkel → Capta texturas.

• Órgão terminal do pêlo → Sente o movimento dos objetos na superfície do corpo.

• Corpúsculo de Paccini → Percebe variações de pressão.

• Receptadores de frio e calor → Capta diferentes gradações de frio e calor.

• Terminações nervosas livres → Sente dor

• Corpúsculos de Ruffini → Tato e pressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *