Como foi escrito os dez madamentos?

Os Dez Mandamentos ou o Decálogo é o nome dado ao conjunto de leis que segundo a Bíblia, teriam sido originalmente escritos por Deus em tábuas de pedra e entregues ao profeta Moisés (as Tábuas da Lei). As tábuas de pedra originais foram quebradas, de modo que, segundo Êxodo 34:1, Deus teve de escrever outras. Encontramos primeiramente os Dez Mandamentos em Êxodo 20:2-17. É repetido novamente em Deuteronômio 5:6-21, usando palavras similares.


Decálogo significa dez palavras (Ex 34,28). Estas palavras resumem a Lei, dada por Deus ao povo de Israel, no contexto da Aliança, por meio de Moisés. Este, ao apresentar os mandamentos do amor a Deus (os quatro primeiros) e ao próximo (os outros seis), traça, para o povo eleito e para cada um em particular, o caminho duma vida liberta da escravidão do pecado.


De acordo com o livro bíblico de Êxodo, Moisés conduziu os israelitas que haviam sido escravizados no Egito, atravessando o Mar Vermelho dirigindo-se ao Monte Horeb, na Península do Sinai. No sopé do Monte Sinai, Moisés ao receber as duas “Tábuas da Lei” contendo os Dez Mandamentos de Deus, estabeleceu solenemente um Pacto (ou Aliança) entre YHWH(ou JHVH) e povo de Israel.






Índice


[esconder]





[editar] Os dez mandamentos


[editar] Análise do texto bíblico



  1. Eu sou YHWH, teu Deus [Elo.hím], que te fiz sair da terra do Egipto, da casa dos escravos. Não terás outros deuses em desafio a Mim [o Deus de Abraão].

  2. Não farás imagem esculpida [em hebraico péshel], referindo-se a ídolos, nem semelhança alguma do que há em cima nos ceús, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não adora-las-á, nem prestar-lhes-á culto, por que eu, YHWH, teu Deus, sou Deus zeloso [“Deus que exige devoção exclusiva” ou “Deus ciumento”; em hebraico El qan.ná e em grego Theós zelotes], e que puno o erro dos pais nos filhos até sobre a terceira geração e sobre a quarta geração dos que me odeiam, mas que uso de benevolência para com até a milésima geração dos que me amam e que guardam os meus mandamentos.

  3. Não tomarás o nome de YHWH, teu Deus, em vão [ou “dum modo fútil”, blasfêmia], pois YHWH não considerá impune aquele que tomar seu nome em vão.

  4. Lembra-te do dia do Sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o Sábado [em hebraico, shab.báth] de YHWH, teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez YHWH o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso YHWH abençoou o dia do Sábado, e o santificou.

  5. Honra a teu pai e a tua mãe, a fim de que os teus dias se prolonguem sobre o solo que YHWH, teu Deus, te dá.

  6. Não assassinarás [ou cometer homicídio, em hebraico lo tir cá.vit].

  7. Não cometerás adultério [em hebraico lo tin.àf].

  8. Não furtarás.

  9. Não levantarás falso testemunho contra teu próximo.

  10. Não cobiçarás [em hebraico, lo thahh.módh] a casa do teu próximo, nem a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu touro, nem seu jumento, nem qualquer coisa que pertença ao teu próximo..

[editar] Torá


Os Dez Mandamentos foram entregues no Monte Sinai ao povo hebreu, por Deus, através de Moisés, separadamente do restante da Torá (ensinamentos). De acordo com a Bíblia, os Mandamentos escritos nas duas tábuas da Lei, foram escritas pelo dedo do próprio Deus sendo que os demais foram ditados e escritos em pergaminhos por Moisés e ambos falados diretamente ao povo. Em hebraico (língua original dos Mandamentos), o número de letras dos Dez Mandamentos é equivalente a 613, o número total dos mandamentos da Torá.


[editar] Divisão dos mandamentos


Os versículos 2 a 17 são a divisão natural dos Dez Mandamentos. Flávio Josefo separa o versículo 3 como o primeiro Mandamento, os versículos 4 a 6 como o segundo mandamento, o versículo 7 é o terceiro mandamento, os versículos 8 a 11 são o quarto mandamento (o mais longo), e os versículos 12 a 17 são o quinto ao décimo mandamento (um versículo para cada mandamento) (Antigüidades Judaicas, Vol. 3, Cap. 5 §5). Outros inclusive Agostinho consideravam os versículos 3 a 6 como 1 só mandamento, mas dividiam o versículo 17 em dois mandamentos, o nono contra cobiça da casa do próximo e o décimo contra cobiçar as coisas suas. A divisão de Agostinho foi adotada pela Igreja Católica Romana.


[editar] Cristianismo


Os cristãos reconhecem no Decálogo uma importância e um significado basilares. Algumas igrejas ordenam a sua completa observância. Outros enfatizam a importância de seguir seus princípios, acreditando que Cristo tivesse resumido todos os mandamentos no amor a Deus e ao próximo.


Jesus interpreta a Lei do Amor da seguinte maneira: Amarás a YHWH teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente e a teu próximo como a ti mesmo” Assim, Cristo dividiu a Lei conforme suas tábuas em o Amor a Deus na primeira tábua e o Amor ao próximo na segunda tábua. Estas palavras resumem a Lei, dada por Deus ao povo de Israel, no contexto da Aliança, por meio de Moisés. Você ama a Deus não transgredindo estes quatro primeiros Mandamentos, e ama o semelhante não transgredindo do 5 ao 10 Mandamento.


[editar] Amor a DEUS (primeira tábua)



  • Não tendo outro deus diante Dele (primeiro mandamento no Êxodo 20)

  • Não fazer imagens de ídolos, não se prostrando diante deles e nem os cultuando. (segundo mandamento no Êxodo 20)

  • Não pronunciando o Seu Nome em vão (terceiro mandamento no Êxodo 20)

  • Não esquecer de santificar o dia de Sábado e, consagrar o dia de Sábado para honra do Senhor: “Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do Sábado, e o santificou.” (quarto mandamento no Êxodo 20)

Amar a Deus sobre todas as coisas” é o maior e o primeiro dos mandamentos (Na Lei de Deus do 1 ao 4 mandamento). E o segundo é semelhante ao primeiro: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Na Lei de Deus do 5 ao 10 mandamento). Destes dois mandamentos (primeira e segunda tábuas) depende toda a Lei e os Profetas» (Mateus 22: 40).


[editar] Amor ao próximo (segunda tábua)



  • Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que YHWH, teu Deus, te dá (quinto mandamento no Êxodo 20)

  • Não matarás (sexto mandamento no Êxodo 20)

  • Não adulterarás (sétimo mandamento no Êxodo 20)

  • Não furtarás (oitavo mandamento no Êxodo 20)

  • Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. (nono mandamento no Êxodo 20)

  • Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. (décimo mandamento no Êxodo 20)

[editar] Versão católica


No catecismo católico consta:



  1. Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas.

  2. Não invocar o Seu santo nome em vão.

  3. Guardar os domingos e festas.

  4. Honrar pai e mãe (e os outros legítimos superiores).

  5. Não matar (nem causar outro dano, no corpo ou na alma, a si mesmo ou ao próximo).

  6. Não pecar contra a castidade (em palavras ou em obras).

  7. Não furtar (nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo).

  8. Não levantar falsos testemunhos (nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou difamar o próximo)

  9. Não desejar a mulher do próximo.

  10. Não cobiçar as coisas alheias.

[editar] Tabela Comparativa


A passagem dos mandamentos no Êxodo contém mais que dez afirmações, totalizando 14 ou 15 no total. Enquanto a própria Bíblia assina a contagem de “10”, usando a frase hebraica aseret hadvarim— traduzida com as 10 palavras, afirmações ou coisas, essa frase não aparece nas passagens usualmente apresentadas como sendo “os Dez Mandamentos”.[1] Várias religiões dividem os mandamentos de modo diferente. A tabela abaixo aponta essas diferenças.














































































Divisão dos Dez Mandamentos por religião/denominação


Mandamento


Judáico


Anglicano, Presbiteriano, e Outras Cristãs


Ortodoxa


Católico-Romano, Luterano*


Eu sou o SENHOR, o teu Deus


1


Prefácio


1


1


Não terás outros deuses além de mim


2


1


Não farás para ti nenhum ídolo


2


2


Não tomarás em vão o nome do SENHOR, o teu Deus


3


3


3


2


Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo


4


4


4


3


Honra teu pai e tua mãe


5


5


5


4


Não matarás


6


6


6


5


Não adulterarás


7


7


7


6


Não furtarás**


8


8


8


7


Não darás falso testemunho contra o teu próximo


9


9


9


8


Não cobiçarás (a mulher do teu próximo)


10


10


10


9


Não cobiçarás (a casa do teu próximo)


10


Notas:










*


Algumas igrejas luteranas usam uma divisão levemente diferente entre o Nono e o Décimo Mandamentos (9. Não cobiçarás a casa do teu próximo; 10. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.[2]


**


O Judaismo afirma que essa é uma referência ao seqüestro, enquanto para o Cristianismo Levítico 19:11 é a referência bíblica ao furto de propriedade. Esse entendimento se baseia nas Hermenéuticas Talmudicas conhecidas por דבר הלמד מעניינו/davar ha-lamed me-inyano, (literalmente: Algo provado pelo contexto), pelo qual isso deve referir-se a uma ofensa capital, sendo que os dois mandamentos anteriores se referem a ofensas capitais.[3]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *