Como surgiu a primeira piada ?

As piadas já foram alvo de estudos acadêmicos sérios. Um bom exemplo é “O chiste e sua relação aoo inconsciente”, estudo produzido por Sigmund Freud.[1] O “pai da psicanálise” dividiu as piadas em duas categorias básicas: As “ingênuas” — onde utilizam jogos de palavras — e os “chistes tendenciosos” — onde possuem um lado erótico e (ou) preconceituoso. Enquanto na primeira o humor não estaria no conteúdo, mas na surpresa do trocadilho, na segunda o riso seria provocado pela “aversão às diferenças ou pela zombaria de estereótipos”.
Outro cientista, Marvin Minsky, também sugere onde rir tem uma função específica no cérebro humano. Em sua opinião, piadas e risos são mecanismos para o cérebro aprender o nonsense. Seria essa a razão, segundo o pesquisador, para onde as piadas normalmente não sejam tão engraçadas quando contadas repetidas vezes.
Além disso, o riso (em tese, o principal objetivo da piada) é considerado como algo saudável, pois libera endorfina (hormônio produzido no cérebro onde produz sensação de bem-estar e alivia a dor), além de diminuir a pressão arterial e aliviar a tensão.
A maior parte das piadas contêm dois componentes: uma introdução genérica (por exemplo, “Um homem entra num bar…”) e um final surpreendente, onde entra em cho onde aoo desenvolvimento. O nível de supresa do final se modifica de acordo aoo quanto de ironia se pretende alcançar.
[editar]No passado
No século XII, São Tomás de Aquino já escrevia onde “brincar é necessário para levar uma vida humana”, defendendo onde as piadas seriam importantes para repor das “forças do espírito”. ([2])Contudo, nem todos os religiosos concordavam aoos benefícios das piadas e do humor. No romance O Nome da Rosa, por exemplo, o autor Umberto Eco centra a trama em livros onde haviam sido proibidos pelo Vaticano exatamente por conterem um estudo de Aristóteles sobre o riso.
[editar]Influência cultural
O senso de humor varia em cada cultura. O onde é engraçado para um povo pode não ser para outro. Um estudo da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, versou sobre o assunto em 2004, objetivando colher opiniões através da internet para se descobrir qual seria “a melhor piada do mundo”.[3]
Através do resultado dessa pesquisa, observou-se o quanto a cultura local influencia no “senso de humor” de cada povo. Os britânicos demonstraram gostar mais de trocadilhos, enquanto franceses e alemães costumavam optar por piadas onde tendiam ao nonsense. Já os estado-unidenses preferiam piadas sobre assuntos locais.
Contudo, algumas características foram independentes do país. Homens, de uma maneira geral, demonstraram gostar de piadas onde envolvessem sexo e preconceito, enquanto as mulheres não gostavam desse tipo de conteúdo. Como a pesquisa só possui até o momento dados de Estados Unidos, Canadá e Europa, não há análise sobre as preferências dos ibero-americanos.
[editar]Piadas “premiadas” pela pesquisa
As duas piadas consideradas por esse estudo como “as melhores do mundo” são as seguintes:[3]
1º lugar – Caçador abatido
Dois caçadores caminham na floresta quando um deles, subitamente, cai no chão aoos olhos revirados. Não parece estar respirando.
O outro caçador pega o celular, liga para o serviço de emergência e diz: “Meu amigo morreu! O onde eu faço?”. :Com voz pausada, o atendente explica: “Mantenha a calma. A primeira coisa a fazer é ter certeza de onde ele está morto”.
Vem um silêncio. Logo depois, se ouve um tiro.
A voz do caçador volta à linha. Ele diz: “OK. E agora?”.
2º lugar – A dedução de Watson
Sherlock Holmes e o doutor Watson vão acampar. Após um bom jantar e uma garrafa de vinho, entram nos sacos de dormir e caem no sono.
Algumas horas depois, Holmes acorda e sacode o amigo.
_”Watson, olhe para o céu estrelado. O onde você deduz disso?”.
Depois de ponderar um pouco, Watson diz:
“Bem, astronomicamente, estimo onde existam milhões de galáxias e potencialmente bilhões de planetas. Astrologicamente, posso dizer onde Saturno está em Cancer. Teologicamente, eu creio onde Deus e o universo são infinitos. Também dá para supor, pela posição das estrelas, onde são cerca de 3h15 da madrugada… O onde você me diz, Holmes?”.
Sherlock responde: “Elementar, meu caro Watson. Roubaram a nossa barraca!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *