Culinaria na frança

Para os franceses, cozinhar faz parte da cultura. Culinária e boa comida são muito apreciadas. Os franceses são orgulhosos da culinária de seu país, e alguns, sobretudo as gerações mais velhas, relutam em experimentar pratos estrangeiros.

[editar] Comida

O modo de alimentação do dia é tomar um desjejum leve (pão, e/ou cereal, e/ou “croissants”, e/ou pain au chocolat”, possivelmente café e as vezes frutas ou suco), um almoço entre meio dia e 14h, e jantar à noite. Uma refeição normal completa consiste de entrada (vegetais crus ou salada), prato principal (carne ou peixe, com acompanhamento de vegetais, massa, arroz ou batatas fritas), queijo e/ou sobremesa (frutas, tortas, bolos, cremes ou compota).

Nas grandes cidades, a maior parte dos que trabalham e estudam almoçam fora. As lanchonetes das empresas e escolas servem refeições completas (entradas, prato principal, queijos, sobremesa) não sendo comum que os estudantes tragam sanduíches de casa. Em cidades menores, a maioria dos trabalhadores volta a casa para almoçar, o que causa quatro horas de correria diárias (às 8 da manhã, ao meio-dia, às 14h e às 18h).

Com o estilo de vida contemporâneo, com o reduzido número de esposas/donas-de-casa, o francês conta muito com enlatados ou congelados para a refeição semanal. Aqueles que não dispôem de um refeitório próximo ao local e trabalho/estudo costumam optar por um lanche (sanduiches ou saladas) ao meio dia. Ainda é popular cozinhar à noite ou aos finais-de-semana com ingredientes frescos. Na maioria das cidades, há mercadinhos que vendem vegetais, carne e peixe, e queijos embora a maioria de tais produtos sejam comprados nos hipermercados ou supermercados.

[editar] Bebidas

Tradicionalmente, a França tem a cultura do consumo de vinho. Tal característica vem diminuindo, e hoje apenas cerca de 28,67% dos franceses consomem vinho diariamente. Especialmente, o consumo de vinhos de menor qualidade nas refeições tem diminuído muito. A cerveja é popular, especialmente entre os jovens. Outras bebidas alcoólicas populares incluem, no sudeste o pastis, aromatizado com sementes de anis e diluída com água, popular do verão; e cidra, no nordeste.

A maioridade legal para consumir álcool é 18 anos. Não é costume de donos de bares ou atendentes de bares (garçons) verificar a idade dos consumidores, de modo que serve-se vinho a adolescentes que façam refeições com suas famílias no restaurante. Por outro lado, é muito raro presenciar uma bebedeira pública, comum aos sábados à noite na França. Usualmente, os pais proibem consumo de álcool aos filhos antes da maioridade. Estudantes e adultos jovens são conhecidos por beberem muito durante festas: vodka e tequila são populares.:)

[editar] Divisões da Cozinha Francesa

Esquematicamente, a cozinha francesa pode ser dividida em:

[editar] Cozinha Burguesa

Cozinha Burguesa, que inclui todos os pratos clássicos que não são (ou não são mais) especificamente regionais, adaptados para o gosto das classes sociais mais afluentes. Inclui os molhos ricos à base de creme e técnicas de cozinhar complexas (as que muitos associam à culinária francesa). No topo da categoria está o que é conhecido como alta cozinha, maneira altamente complexa e refinada da preparação de comida e gerenciamento da cozinha. Como justamente este tipo de cozinha aparece frequentemente no estrangeiro como “Cozinha Francesa”, acredita-se por engano que as refeições típicas francesas envolvem procedimentos culinários complexos e pratos ricos, nada dietéticos. Quando, na verdade, este tipo de cozinha é reservado para ocasiões especiais.

[editar] Cozinha regional ou cuisine du terroir

A Cuisine du terroir cobre as especialidades regionais, com ênfase em alta produtos de qualidade e na tradição camponesa. Muitos pratos não aparecem como franceses, estereotipadamente, pois os estilos regionais podem diferir muito dos que se encontram nos restaurantes franceses pelo mundo.

[editar] Cuisine nouvelle ou nova cozinha

Cuisine nouvelle ou nouvelle cuisine, desenvolvida na década de 1970 em reação à cozinha tradicional. Teve a influência de chefes como Paul Bocuse. Caracteriza-se por ser elaborada em pouco tempo, com molhos mais leves e menores porções, apresentadas em forma refinada e decorativa. Moderna e inventiva, incorpora técnicas e combinações vindas do estrangeiro (especialmente da Ásia). Teve grande influência nos estilos de cozinha de todo o mundo.

[editar] Cozinha atual

Comida, moda e tendências na França se alternam entre estes três tipos de culinária: atualmente há clara ênfase na cozinha chamada cuisine du terroir, um retorno à culinária tradicional, mais rústica, aos sabores “esquecidos” dos produtos da terra. A cozinha fusão, ou “fusion”, popular no mundo de língua inglesa, não é muito usada na França. Mesmo assim alguns restaurantes de Paris (capital da França) têm tal tema e muitos modernos chefes franceses se deixam influenciar por grande variedade de estilos internacionais.

O Vegetarianismo não é comum na França e há poucos restaurantes vegetarianos.

[editar] Culinária estrangeira

Culinária estrangeira popular na França quer dizer:

* alguns pratos das antigas colônias francesas no norte da África, especialmente cuscuz;
* Cozinha vietnamita e cozinha chinesa.
* Restaurantes que oferecem pratos japoneses (sushi ou yakitori) cada vez mais populares em centros urbanos. Mas a maior parte da população francesa ignora o que seja comer peixe cru.

[editar] Pratos Franceses Famosos

* Pão francês
* Blanquette de veau ou ensopado de vitela
* Coq au Vin (galo ou capão cozida no vinho tinto)
* Queijos Variados

[editar] Pratos famosos mas exóticos

Os pratos considerados comuns na França que noutros países podem ser considerados exóticos:

* Cuisses de grenouilles (Coxas de Rãs)
* Escargot (Caracóis)
* Caviar (Ovas de peixe)

[editar] Sobremesas ou Desserts

* Crème brûlée o mesmo que Leite-creme em Portugal e Crema Catalana, na Espanha.
* Crêpes Especialidade Bretã: finas panquecas
* Mousse de chocolate Chocolate batido com creme e claras em suspiro
* Pâtisserie Confeitaria
* Mille-feuilles Mil Folhas

[editar] Especialidades por região/cidade

* Alsácia:
o Choucroute garnie (sauerkraut repolho em conserva com salsichas, carnes salgadas e

batatas)

* Alpes
o Raclette (Queijo derretido servido com batatas , fiambre e carne seca)
o fondue savoyarde (fondue de queijo e vinho branco em que se mergulham cubos de pão)
o gratin dauphinois Batatas gratinadas com creme, como no Dauphiné.
o Tartiflette (gratinado Savoyard de batatas, Reblochon natas e carne de porco)

* Bretanha:
o Crêpes ou panquecas muito finas
o kik ar fars (porco com uma espécie de ravioli)
o kouign amann (pão pequeno feito com muita manteiga)

* Borgonha:
o Boeuf Bourguignon (carne de vaca cozida em vinho da Borgonha durante muitas horas)
o Escargots de Bourgogne (caracóis em suas cascas com manteiga e salsa fresca)
o Fondue bourguignonne (fondue feito com óleo, em que se mergulham cubos de carne)

* Lorraine:
o Quiche Lorraine uma massa de torta fina sobre a qual se dispõe creme e toucinho frito.

* Costa Azul/Provença:
o Bouillabaisse (uma sopa de tomates e peixes do M;editerrâneo servida com molho ferrugem)
o Ratatouille conserva de berinjela, tomates, abobrinha
o Pieds et paquets (pedaços de pés e tripas de cabrito em molho saboroso)

* Nimes:
o Brandade de morue (bacalhau em purê)

* Normandia:
o Tripes à la mode de Caen (tripas cozinhadas em molho de vinho e Calvados)

* Auvérnia Auvergne]]:
o Tripoux (pedaços de tripas em molho saboroso)
o Truffade(batatas salteadas com alho e queijo tipo “tomme”)
o Aligot (puré de batatas misturadas a queijo “tomme”)

* Sudoeste:
o Cassoulet (ensopado com feijão branco, salsichas e pedaços de ganso ou pato confitados)
o Foie gras (figado de ganso ou pato)

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *