Cultura de juazeiro do norte

Juazeiro é uma cidade de grande efervescência cultural. Existem vários grupos folclóricos de reisado, maneiro-pau e malhação de Judas, entre outros. A literatura de cordel e a xilografia também são bastante difundidas, especialmente em função da Academia de Cordelistas de Juazeiro do Norte.



José Oliveira, tocador de Rabeca de Juazeiro do Norte

José Oliveira, tocador de Rabeca de Juazeiro do Norte

Na música, o forró se sobressai como ritmo predominante, destacando-se Alcymar Monteiro e Luís Fidélis, músicos juazeirenses consagrados em todo o Nordeste do Brasil. Em 2001 Alcymar Monteiro, na época secretário de cultura, criou o Juaforró, uma festa junina que hoje está entre as maiores do gênero. O repente é muito popular, especialmente em época de romaria, ocasião em que os violeiros saem pelas ruas fazendo versos e desafios de rimas. Outros ritmos conquistaram espaço em Juazeiro, como é o caso do rock e axé, existindo várias bandas independentes. As escolas públicas de Juazeiro mantêm a tradição das fanfarras, sendo que nas comemorações da independência do Brasil elas desfilam pela cidade. Outra tradição mantida é a da rabeca, instrumento arcaico semelhante ao violino, havendo inclusive uma orquestra de rabecas em Juazeiro.


O artesanato é um dos maiores expoentes culturais do município, tendo inclusive grande participação na economia de Juazeiro. O Centro Cultural Mestre Noza abriga um vasto acervo de peças artesanais.


O teatro se desenvolveu bastante a partir do final dos anos 90. Até então, não existia nenhum teatro, hoje são três. Além disso, os grupos teatrais se proliferam.



Estátua do Padre Cícero na colina do Horto.

Estátua do Padre Cícero na colina do Horto.

A religiosidade popular é marcante. Milhões de romeiros se dirigem a Juazeiro para orar e para pagar promessas. Para se ter uma idéia da importância da religião para o município, todos os museus da cidade são de cunho religioso e existem, ainda, várias casas de milagres (locais onde os fiéis depositam peças representativas de milagres que acreditam ter alcançado). Na colina do Horto, ponto mais alto de Juazeiro, foi erguida uma estátua do Padre Cícero com 27 metros de altura, a quarta maior do mundo. Ainda no Horto, está o Museu Vivo do Padre Cícero com réplicas em cera de personalidades do município como Maria de Araújo, José Marrocos, Floro Bartolomeu, Aureliano Pereira e o próprio Padre Cícero.


[editar] Pontos culturais



Centros culturais


Escadaria do Edifício do CCBNB

Escadaria do Edifício do CCBNB


  • Centro Cultural Banco do Nordeste:

Mantido pelo Banco do Nordeste, possui teatro, centro de exposições e biblioteca. Realiza diariamente apresentações teatrais e musicais, além de exposições de artes plásticas, fotos e peças artesanais.



  • Centro Cultural Mestre Noza:

Localizado no prédio da antiga cadeia pública, abriga artesãos do município e promove exposição permanente de suas obras.



Museus


Fachada do Memorial Padre Cícero.

Fachada do Memorial Padre Cícero.


  • Memorial Padre Cícero:

Recria a história de Juazeiro reunindo fotos, documentos e objetos históricos. No Memorial, estão panos usados para enxugar o sangue derramado no suposto milagre da hóstia e o canhão tomado na Sedição de Juazeiro.



Estátuas no Museu Vivo Padre Cícero.

Estátuas no Museu Vivo Padre Cícero.


  • Museu Vivo do Padre Cícero:

Misto de museu e casa de milagres, apresenta esculturas em cera de personalidades do município e peças depositadas por romeiros como representação de milagres. No acervo, destacam-se uma camisa da seleção brasileira de futebol assinada por Djalminha e uma camisa do Clube de Regatas Flamengo assinada pelo diretor de futebol da equipe.



  • Museu Padre Cícero:

Localizado na casa onde o sacerdote viveu, o museu reúne seus objetos pessoais.



Teatros


  • Teatro Marquise Branca:

Inaugurado em 2001, localiza-se em um dos prédios mais antigos de Juazeiro que estava abandonado há anos.


Existem outros dois teatros na cidade, um no Centro Cultural Banco do Nordeste e um no SESC.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *