Entenda a menopausa

Saiba mais sobre menopausa


 


O que é a menopausa ?
Menopausa é a parada de funcionamento dos ovários.
Ou seja, os ovários deixam de produzir os hormônios estrógeno e progesterona.


Não é uma doença, é apenas um estágio na vida da mulher.
A principal característica da menopausa é a parada das menstruações.


No entanto em muitas mulheres a menopausa se anuncia por irregularidades menstruais, menstruações mais escassas, hemorragias, menstruações mais ou menos freqüentes.


Não existe idade predeterminada para a menopausa. Geralmente ocorre entre os 45 e os 55 anos, no entanto pode ocorrer a partir dos 40 anos sem que isto seja um problema.


Não há relação entre a primeira menstruação e a idade da menopausa nem tão pouco existe relação entre a idade familiar da menopausa e a sua.


Sintomas
Se bem que em algumas mulheres não sintam nada durante o período da menopausa, a maioria poderá sentir alguns sintomas:


1. Ondas de calor
2. Suores noturnos
3. Insônia
4. Menor desejo sexual
5. Irritabilidade
6. Depressão
7. Ressecamento vaginal
8. Dor durante o ato sexual
9. Diminuição da atenção e memória


Causa dos Sintomas
O estrogênio é o hormônio básico da mulher. Sua produção começa na adolescência, quando é responsável pelo aparecimento dos sinais sexuais secundários na mulher, e vai até a menopausa.


A falta de estrogênio causa as ondas de calor ou fogachos em aproximadamente 75 a 80 % das mulheres.


O estrogênio também é responsável pela textura da pele feminina e pela distribuição de gordura. Sua falta causará a diminuição do brilho da pele e uma distribuição de gordura mais masculina, ou seja, na barriga.


É a falta de estrogênio que causa a secura vaginal que acaba por afetar o desejo sexual pois transforma as relações em algo desagradável e doloroso.


O estrogênio também é relacionado ao equilíbrio entre as gorduras no sangue, colesterol e hdl-colesterol. Estudos mostram que as mulheres na menopausa têm uma chance muito maior de sofrerem ataques cardíacos ou doenças cardio-vasculares.


Uma outra alteração importante na saúde da mulher pela falta de estrogênio é a irritabilidade e a depressão. O estrogênio está associado a sentimentos de alta estima e a falta dele pode causar depressão em graus variados.


Por último o estrogênio é responsável pela fixação do cálcio nos ossos. Após a menopausa grande parte das mulheres passará a perder o cálcio dos ossos, doença chamada osteoporose, responsável por fraturas e por grande perda na qualidade de vida da mulher.


Estudos recentes têm associado a falta de estrogênio ao Mal de Alzheimer, perda total da memória.


Porque tratar?
Se a menopausa é um fenômeno natural na vida da mulher qual a razão dos médicos proporem um tratamento.


No início da menopausa a mulher poderá sentir sintomas muito fortes o que interferem na sua maneira de viver.


Nos últimos 30 anos, as conquistas da ciência em geral e da medicina em particular aumentaram em muito a idade média dos homens e principalmente das mulheres.


Considerando a idade média da menopausa, por volta dos 45 anos, veremos que as mulheres passarão um terço de suas vidas sem hormônios.


Ocorre que a perda de cálcio, causa da osteoporose, aparece nos primeiros cinco anos da menopausa. Osteoporose é uma doença grave relacionada à fraturas de vértebras ( coluna ) e de bacia. O tratamento com hormônios ou com substitutos hormonais reduz a ocorrência de fraturas de bacia em 25% e de coluna em 50% e deve ser iniciado logo no início da menopausa.


O objetivo do tratamento da menopausa é melhorar a qualidade da vida da mulher.


Qualidade de vida
Há comprovação científica que o tratamento hormonal em mulheres sintomáticas no início da menopausa tem os seguintes benefícios:


1. Evita a osteoporose;
2. Melhora os fogachos;
3. Melhora a vida sexual;
4. Melhora as condições cardiovasculares;
5. Melhora a qualidade de vida da mulher.


TRATAMENTOS


Terapia Hormonal
Se o que falta na menopausa é o estrógeno nada mais lógico que a base do tratamento seja a reposição hormonal com o estrógeno.


Em mulheres que ainda tem o útero é importante associar a progesterona para proteger contra o risco de câncer do endométrio.


Mas o mais importante hoje é que o tratamento deve ser individualizado. Médico e paciente devem discutir todas as vantagens e riscos dos diversos tipos de terapia existentes e chegar a um consenso sobre o que fazer.


Vantagens do tratamento
Redução do Risco de Osteoporose.
Redução dos Riscos de Doenças Cárdio-vasculares.
Melhora da Depressão.
Melhora da Atividade Sexual.
Melhora da Memória com possível prevenção da Doença de Alzheimer.


Desvantagens
Custo do Tratamento.


Tratamento Prolongado.
Volta da Menstruação em algumas mulheres.
Agravamento da possibilidade de Câncer de Mama em mulheres suscetíveis.


O que não é verdade
Tratamento com hormônios aumenta os pelos no corpo.
Tratamento com hormônios engorda.
Tratamento com hormônio causa câncer.


Outros Tratamentos
No entanto para as mulheres que não podem usar os estrógenos existem alternativas com medicamentos que diminuem os sintomas e/ou os efeitos da menopausa. O seu médico saberá identificar as vantagens e desvantagens de cada medicamento.


Novos medicamentos estão sendo introduzidos no mercado que imitam as qualidades do estrógeno com diminuição dos efeitos colaterais. Um muito interessante é o raloxifeno que é um modulador seletivo dos receptores de estrogênio.


Fonte: http://www.gineco.com.br/menopausa_oque.htm

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *