Esportes tipos de bicicletas

Tipos de bicicletas  


Assim como ocorre com os automóveis, que possuem diferentes categorias, onde cada categoria possui características específicas ao seu uso, as bicicletas também são diferenciadas de acordo com o objetivo do praticante, podendo estas ser caracterizadas em bicicletas de passeio, mountain-bikes, de estrada e as especiais. As bicicletas de passeio, como o nome sugere têm como principal característica a simplicidade da geometria e dos equipamentos bem como a não utilização de alguns acessórios, podendo ter diferentes tamanhos e modelos masculinos e femininos, como as que são vendidas em lojas não especializadas em ciclismo. Essas bicicletas são utilizadas por ciclistas eventuais, que procuram o ciclismo mais por lazer, sem dar a sua prática um cunho mais aprofundado senão a diversão e o prazer de andar de bicicleta. O modelo de bicicleta tipo “holandesas”, é geralmente utilizado quando a atividade do ciclismo não é rotina e onde a má postura pode causar desconfortos.



Para praticantes de ciclismo que gostam de terrenos irregulares, usando trilhas fora da estrada (off-road), a opção de bicicleta que trará melhor resultado é a montain bike, principalmente pelo fato de utilizar marchas muito reduzidas, chegando a 1:1; sua geometria apresenta-a mais longa, o que proporciona diversas maneiras de posicionamento para o ciclista; amortecedores que facilitam a passagem por obstáculos e aliado a isso, esse tipo de bicicleta utiliza pneus mais largos e aro de 26 polegadas, proporcionando maior agarre a superfície, facilitando subidas e evitando derrapagens indesejadas.



Já as bicicletas de estrada são as recomendadas para quem quer pedalar no asfalto, participar de provas clássicas de ciclismo, e realizar longos percursos de bicicleta. Essas bicicletas caracterizam-se por um aro de 27 polegadas com o fim de manter o ciclista num ritmo constante, possuem marchas que apresentam pouca diferença de uma para a outra, pneus mais finos e uma posição do ciclista apoiado no guidom, possibilitando andar sobre ela um longo período de tempo, sem desconfortos. Dentro ainda da categoria de bicicletas do tipo estrada, citam-se as bicicletas de triathlon, ou de provas contra o relógio, que além das características das bicicletas de estrada ainda posicionam o ciclista de forma mais aerodinâmica, diminuindo o efeito do atrito do ar que aumenta devido ao aumento da velocidade de deslocamento. O que ocorre neste tipo de bicicleta é uma pequena perda da mobilidade de ação rápida devido a posição alongada a frente do guidom, o que a recomenda para utilização em provas individuais onde não se segue em pelotões. As bicicletas de triathlon , apresentam uma diversidade muito grande de formas, pois o regulamento desta competição não é muito rígido, acarretando uma grande variação quanto à forma de quadro, materiais e posições, que são sempre adequados às características do atleta, que neste caso além de ciclista, é nadador e corredor.



As bicicletas especiais geralmente são utilizadas em competições específicas, sendo diferenciadas pelo material de que são construídas ou por alterações em sua estrutura, como ângulos e tamanhos para determinadas categorias, normalmente utilizadas em provas contra o relógio ou em pista. Como último tipo de bicicleta, podemos citar as bicicletas estacionárias ou bicicletas comuns com acessórios apropriados. As bicicletas estacionárias, chamadas de bicicletas ergométricas, possibilitam a variação da carga através de um sistema de atrito entre uma cinta tensionada e um volante, ou ainda através de um freio eletro-magnético acoplado a roda traseira, bem como rolos de treinamento, sem um sistema de variação de carga, muito utilizado por ciclistas para o treinamento.


Bicicleta especial - modelo de ergométrica
Os rolos estacionários existem a tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *