Euphoria (linguagem de programação)

Euphoria (linguagem de programação)



 


Euphoria é uma linguagem de programação interpretada de alto nível, abstrata, orientada a objetos, estruturada e procedural, criada por Robert Craig, da Rapid Deployment Software[1], em Julho de 1993. O Euphoria está sob domínio público e tem seu código aberto. A linguagem possui suporte a programação multitarefa, que possibilita a execução de várias tarefas simultaneamente, que pode ser útil na criação de jogos.


O Euphoria pode ser usado como aplicação CGI[2]. O File Archive Search[3] é uma aplicação CGI e é escrito em Euphoria, por exemplo. Também pode ser usado como RAD, programando-se rapidamente em Euphoria, e depois traduzindo o código para C, usando o tradutor automático.



[editar] História



 

Interpretador do Euphoria 3.1.1, sendo executado no Windows.

O Euphoria teve sua primeira versão publicada em Julho de 1993, como sendo um projeto de código fechado. Porém, a partir da versão 3.0.0, lançada em 19 de Setembro de 2006, passou a ser totalmente código aberto (algumas partes do pacote já estavam em domínio público, desde a versão 2.5 Alpha). Sua última versão[4] foi a 3.1.1, e foi lançada em 22 de Agosto de 2007.


Desenvolvida inicialmente como um projeto pessoal, para inventar uma linguagem de programação do zero, Euphoria teve sua real primeira versão criada por Robert Craig, para um Atari ST. A versão original para Atari ST, nunca foi lançada. A primeira “encarnação” mundialmente visível da linguagem, foi para o sistema DOS de 32 bit. Versões atuais, além do DOS de 32 bit, suportam Microsoft Windows, Linux e FreeBSD. Com o lançamento da versão 2.5 Alpha, lançada em 15 de Novembro de 2004, o interpretador do Euphoria, foi dividido em três partes: o analisador sintático, o front-end, e o back-end. O tradutor “Euphoria-para-C”, o encadernador (binder), e o front-end, possuem 100% de seus códigos em Euphoria, e o back-end possui 100% de seu código em C. O interpretador possui 30% de seu código (front-end) em Euphoria e 70% (back-end) em C.


O Euphoria, foi primeiramente usada como passatempo para programação de jogos e para criação de inteligência artificial, mas provou ser útil para os mais diversos propósitos[5]. Já existem programas criados usando Euphoria, e programas que usam Euphoria, como linguagem de script. Um bom exemplo, é o SDK do 3DSTATE 3D Engine, o 3D Developer Studio[6].

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *