Fabinho sobre seu futebol não sou brilhante

Fabinho sobre seu futebol: ‘Não sou brilhante’


Volante diz que a torcida tricolor ainda sente a saída do ídolo Marcão


Um dos destaques do Fluminense na vitória por 3 a 1, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, que quebrou um jejum de 51 dias sem vencer no Campeonato Brasileiro, o volante Fabinho recebeu elogios por parte do técnico René Simões depois da partida.

Desempenhando um papel tático importante para o time dentro de campo, Fabinho mantém os pés no chão e é direto ao falar sobre o seu futebol.

– Não sou brilhante, mas tenho as minhas qualidades. A torcida não deve esperar de mim uma jogada de classe, um lançamento longo ou muitos gols. Minha função é proteger a defesa e marcar no meio-de-campo. E sempre tento ser útil desta forma – explica Fabinho.


 


Tabela dinâmica do Campeonato Brasileiro

O volante ainda sente uma forte cobrança da torcida tricolor por ter chegado ao clube, em 2007, para substituir o ídolo Marcão, que na ocasião não teve o seu contrato renovado.

– Marcão é um grande ídolo da torcida do Fluminense e quando ele saiu eu fui contratado para o seu lugar. Acho que a cobrança é muito maior por causa disso. Qualquer um que chegasse naquele momento ia sofrer isso. Como todo jogador, eu também tenho atuações abaixo da média. E quando isso acontece a torcida não entende e acaba me vaiando – afirma Fabinho.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *