Infiltração marginal e formação de fendas em restaurações





























Autor: Denise Arliane Amarante Camargo
[pt] Avaliação in vitro da infiltração marginal e formação de fendas em restaurações classe II em composito
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de Defesa: 2000-11-14
Resumo: [pt] A proposta deste estudo foi avaliar, in vitro, a infiltração marginal em restaurações classe II de compósitos odontológicos. Foram utilizados 30 dentes terceiros molares, com preparos cavitários ocluso-proximais, sendo na face mesial com término cervical em esmalte e na face distal, com término cervical em dentina. Estes dentes foram divididos em três grupos: Grupo 1 – Single Bond / Z100 (3M), Grupo 2 – Bond 1 / ALERT (Jeneric-Pentron) e Grupo 3 – Etch&Prime 3.0 / Degufill Mineral (Degussa). Foram obtidas réplicas das faces proximais de três elementos dentais de cada grupo para a observação em M.E.V., antes e após o procedimento de termociclagem, que constou de 500 ciclos. Para o ensaio de infiltração marginal, as amostras foram cobertas com duas camadas de esmalte para unha e cera rosa n2.7 para então serem imersas em solução corante de azul de metileno a 2% tamponado, por 4 horas. Após, foram analisadas em microscópio comparador, onde foi mensurada a extensão da penetração do corante e transformado em percentagem. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas através do teste de Tukey, segundo a transformação arco seno de XIlOO. Concluiu-se que não houve diferença significativa (p>0,05) entre os grupos quando as paredes cervicais das restaurações estavam em esmalte (G1=21,5%; G2=53,4%; e G3=31,5%), mas em dentina, houve diferença estatística (p<0,05) entre os grupos 1 (18,2%) e 2 (60,0%), onde o grupo 1 apresentou as menores médias de penetração do corante. O grupo 3 (42,2%) obteve média intermediária e não diferiu dos demais grupos (p>0,05). A análise das réplicas mostrou que a termociclagem pode promover o aparecimento de fendas
[en] The purpose of this study was to evaluate in vitro the marginalleakage of class II composite restorations. It was utilized 30 human molar teeth with occlusal-proximal cavities, with enamel ending at mesial and dentin ending at dista!. These teeth were divided on 3 groups, according to the restoration system utilized: group 1 – Single Bond / Z 1 00 (3M); group 2 – Bond 1 / ALERT (Jeneric-Pentron); and group 3 – Etch&Prime 3.0 / Degufill Mineral (Degussa). Epoxy resin replicas of the restored teeth were fabricated before and afier thermocycing procedure. Afier restoration procedure, the samples were thermocycled 500 times, covered with 2 layers of nail polish and immersed in 2% buffered blue methylene solution for 4 hours. Afier they were cut and analysed in comparater microscope, where the dye penetration was measured and tranformed in percentage. Data were submitted to ANOV A and means compared by Tukey s test with transformation of arch sine of XlIOO. In conclusion, there were no difference between groups with restorations done in enamel ending (GI=27.6%. G2=47.1%, G3= 34.1%), but in dentin ending, there was statistical difference (p<0.05) between groups 1 (25.2%) and 2 (50.8%), where group 1 showed the smaller means of dye penetration. Group 3 (40.5%) had intermmediary mean and didn t differ from other (p>0.05). The replicas observation showed the gaps appearance increase
Titulação: Mestre em Materiais Dentarios
Contribuidor(es): Mario Alexandre C. Sinhoreti [Orientador]
Mario Alexandre C. Sinhoreti
Mario Fernando de Goes
Celso Yamashita
Assuntos: [pt] Materiais dentarios
[pt] Obturações (Odontologia)
Documentos Digitais: Download Arquivo

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *