Inibidor da anidrase carbónica

Inibidor da anidrase carbónica
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Inibidores da anidrase carbónica são um grupo de fármacos diuréticos, que actuam no Rim, aumentando o volume e diminuindo a concentração da urina.
Portal A Wikipédia possui o
Portal de Farmácia
Índice
[esconder]

* 1 Mecanismo de acção =
o 1.1 Efeitos
+ 1.1.1 Efeitos Adversos
o 1.2 Usos Clínicos
o 1.3 Fármacos do grupo

[editar] Mecanismo de acção =

Aumentam a excreção de bicarbonato nos tubulos proximais, devido á inibição da enzima anidrase carbónica, que transforma o bicarbonato em CO2, mais fácil de reabsorver. Aumenta a excreção comcomitanea de sódio e cloro, e água associada.

O seu efeito está limitado às reservas de bicarbonato, portanto não pode ser usado continuamente em doses altas.
Efeitos

São diuréticos pouco potentes.

Efeitos Adversos

* Acidose metabólica
* Hipocaliémia

Hipocaliémia (Portugal) ou hipocalemia (Brasil) (também chamada hipopotassemia ou hipocaliemia), cujo nome deriva de potássio em latim, kalium, é a diminuição da concentração do íon potássio no sangue (e até a concentração anormalmente baixa), em níveis abaixo de 3.5 mmol/lt. Quando a concentração de potássio sérico é menor que 2 mmol/L o quadro é considerado como hipocalemia grave.[1]

Pode ser resultante de várias anomalias, como a excreção excessiva do potássio pela urina ou fezes, ou ainda por vômitos, de menor ingestão ou ainda de desvio de tal elemento nos processos celulares. Também inclui-se entre as causas o aumento da substância conhecida como renina (que faz o aumento da aldosterona), a síndrome de Cushing (na qual há um aumento nos níveis de glucocorticorticóides, os quais têm também efeito mineralcorticóide como a aldosterona), a hiperglicemia (pela diurese que provoca), etc.

Devido a que o potássio se encarrega de facilitar a transmissão do impulso nervoso através da membrana celular, os sintomas, a manifestação clínica deste transtorno se dá por distúrbios neuromusculares desde fraqueza até a paralisia completa, pelo cansaço crônico, pelas mialgias (dores musculares). Pode manifestar-se numa debilidade progressiva com hipoventilação, e o acometido apresentar comportamentos anormais no eletrocardiograma (elevação da onda U e depressão da onda T), por doenças renais e por distúrbios gastrintestinais.[2]

Usos Clínicos

O uso de diuréticos deve ser feito com restrição do sal na dieta, pois o seu efeito poderá aumentar o apetite por sal, e se este for ingerido em grandes quantidades, não terá efeito.

Hoje em dia este grupo raramente é usado como diurético. São usados no tratamento do glaucoma (reduzem a formação do humor aquoso do olho pelo mesmo mecanismo).

Fármacos do grupo

* Acetazolamide
* Dorzolamide

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *