Mutirão do “paraná em ação” e “fera” movimentam centro cívico

O “Paraná em Ação”, programa do Governo do Estado coordenado pela Secretaria Especial de Relações com Comunidade, que tem como objetivo levar cidadania e inclusão social à população de baixa renda, começou a funcionar em frente ao Palácio Iguaçu, onde fica até o dia 7, das 9h às 17h. O programa já passou pelos municípios de Ponta Grossa, Cascavel, Laranjeiras do Sul, Maringá, Londrina, Campo Mourão e Santa Cecília do Pavão e prestou mais de 800 mil atendimentos.

Agora, é a vez da população de Curitiba e Região Metropolitana conhecer a feira de serviços gratuitos. Segundo o secretário Especial de Relações com a Comunidade, Milton Buabssi, em todos os municípios as prefeituras já estão se mobilizando com caravanas organizadas para trazerem suas comunidades ao “Paraná em Ação”.

Tanto nesta edição, como nas outras, o programa oferece às comunidades carentes serviços essenciais como saúde, cultura, justiça, emissão de documentos de identidade, certidão de nascimento, reconhecimento de paternidade, título de eleitor, acesso grátis à internet e cadastramento em programas sociais. Além disso, são realizadas assistências jurídicas, orientações médicas, palestras sobre higiene, oficinas de aproveitamento de alimentos, artesanato, entre outros.

O secretário Milton Buabssi, sente-se satisfeito com as conquistas e proporções que o “Paraná em Ação” tomou até essa edição e está otimista com a realização do programa em Curitiba. “Uma das maiores conquistas do ‘Paraná em Ação’ foi a de despertar a conscientização da responsabilidade social a empresas, que hoje são parceiras nesse evento. Acredita que o número de atendimentos deverá ultrapassar um milhão”, afirmou.

Segundo a coordenadora do Projeto Clecy Amadori, os serviços de maior procura em todas as edições têm sido os de emissão de documentos e Secretaria da Saúde. “Grande parte do público que procura os serviços da emissão de documentos, até mesmo certidões de nascimentos, são pessoas com mais de 30 anos. Já a Secretaria da Saúde leva animais como cobras, aranha marrom, entre outros, o que desperta a curiosidade dos visitantes facilita as explicações sobre os cuidados que se devem ter com animais peçonhentos”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *