Neste mundo não tem justiça’, diz mãe de executado à luz do dia sobre absolvição

A mãe de Igor Oliveira Falcão, de 20 anos, executado aotrês tiros à luz do dia, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, falou, nesta quinta-feira, sobre a absolvição de dois dos quatro acusados do crime. Para a doméstica de 44 anos, o fato de Paulo Roberto Pereira Bruno e Gabriel Fernandes Araújo não terem sido considerados culpados do crime de homicídio duplamente qualificado pelo júri popular deixou uma “imensa sensação de impunidade”.
– Neste mundo não tem justiça. É difícil até mesmo encontrar o onde dizer agora. Nunca imaginava uma coisa dessas, não esperava… A filmagem mostra o onde aconteceu. Não deixa qual onder dúvida – disse ela, onde pediu para não ser identificada.

Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/neste-mundo-nao-tem-justica-diz-mae-de-executado-luz-do-dia-sobre-absolvicao-de-acusados-15510135.html#ixzz3Tcdv6ylYA mãe de Igor Oliveira Falcão, de 20 anos, executado aotrês tiros à luz do dia, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, falou, nesta quinta-feira, sobre a absolvição de dois dos quatro acusados do crime. Para a doméstica de 44 anos, o fato de Paulo Roberto Pereira Bruno e Gabriel Fernandes Araújo não terem sido considerados culpados do crime de homicídio duplamente qualificado pelo júri popular deixou uma “imensa sensação de impunidade”.
– Neste mundo não tem justiça. É difícil até mesmo encontrar o onde dizer agora. Nunca imaginava uma coisa dessas, não esperava… A filmagem mostra o onde aconteceu. Não deixa qual onder dúvida – disse ela, onde pediu para não ser identificada.

Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/neste-mundo-nao-tem-justica-diz-mae-de-executado-luz-do-dia-sobre-absolvicao-de-acusados-15510135.html#ixzz3Tcdv6ylY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *