O parque nacional do iguaçu

Parque Nacional do Iguaçu


OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA UNIDADE


Garantia de representatividade dos ecossistemas regionais, proteção e valorização da biodiversidade da área protegida, fomento e desenvolvimento de pesquisas científicas, implementação de atividades de educação ambiental, divulgação de suas belezas cênicas e desenvolvimento de atividades de recreação e lazer em áreas destinadas ao uso público dentro da unidade.



DECRETO E DATA DE CRIAÇÃO


Foi criado pelo Decreto n.º 1.035 de 10.01.1939 e alterada pelo decreto 86.676 de 01.12.81


ASPECTOS CULTURAIS E HISTÓRICOS


Historicamente foi cenário das missões jesuítas para a catequese dos Tupi-Guaranis, posteriormente os Bandeirantes paulistas expulsaram os jesuítas espanhóis, permanecendo assim sob o domínio de Portugal toda aquela região. A área abriga grande quantidade de sítios arqueológicos. A origem da palavra Iguaçu é indígena-guarani e significa “água grande”. . O Parque Nacional do Iguaçu foi incluído na “lista do Patrimônios Naturais da Humanidade”, em Novembro de 1986.



ÁREA, LOCALIZAÇÃO E ACESSOS


Possui uma área com 185.262,5 ha e um perímetro de aproximadamente 420 km. . Está localizado na região Sul do país, no estado do Paraná, coordenadas: lat. S.25°04 a 25°41 e long. W.53°58 a 54°28. O acesso por via terrestre, a partir de Curitiba, é feito pela rodovia BR-277 percorrendo-se 630km até a cidade de Foz do Iguaçu, município -sede do Parque. Daí, prossegue-se pela rodovia BR-469 por mais 23km, chegando-se ao parque em seu acesso principal que leva as Cataratas do Iguaçu. A cidade de Foz do Iguaçu integra a fronteira trinacional entre Brasil, Argentina e Paraguai, o que confere grande potencial turístico à região.


CLIMA


Clima temperado (mesotérmico brando superúmido sem seca), com temperatura média anual entre 18 e 20°C. Sua temperatura máxima absoluta é de 34 a 36° e mínima absoluta de – 8 a 4°C. A média pluviométrica anual varia entre 1.500 e 1750mm.


QUE VER E FAZER (ATRAÇÕES ESPECIAIS)/ÉPOCA IDEAL PARA VISITAÇÃO


A grande maioria dos visitantes vem a Foz do Iguaçu atraída por uma das mais raras belezas cênicas naturais do planeta – as Cataratas do Iguaçu. Além de famosas quedas, a riqueza da biodiversidade e a variedade de opções oferecidas permitem que o visitante contemple e desfrute do Parque Nacional do Iguaçu de várias maneiras. Centro de Recepção de Visitantes – é o ponto de partida para todos os destinos do Parque.


O visitante dispõe de bilheteria, loja de souvenirs, sanitários, fraldário estacionamento, sala de recepção para agências de turismo, posto bancário e exposições temporárias.


Exposição temática/interpretativa em fase de implantação.


– Trilha das Cataratas – 1.200m de caminhada em trilha pavimentada e com escadas, com vários pontos para contemplação das Cataratas. O final da trilha dá acesso ao elevador panorâmico e à passarela para observação da garganta do diabo, o principal salto das Cataratas do Iguaçu.


– Trilha do Poço Preto – trilha de 9km para caminhada ou passeio de bicicleta, acompanhado de guias bilíngües, retornando de barco pelo rio Iguaçu até a trilha das Bananeiras, podendo ainda optar por acesso de duck nas ilhas da Taquara. Opção também para birdwatching.


– Trilha das Bananeiras – trilha de 1.600m para caminhada, passando por lagoas, acompanhado de guias bilíngües, seguida de passeio de barco pelo rio Iguaçu até Porto Canoas.


– Macuco Safari – passeio com veículo elétrico acompanhado de guia bilíngües, seguido de caminhada e inesquecível passeio de barco até as quedas. – Campo de Desafios – muro de escalada indoor, arvorismo com mais de 20 elementos, rapel de 50m de altura com o visual das Cataratas do Iguaçu ao fundo e escalada nos paredões do canion do rio Iguaçu.


– Rafting no rio Iguaçu – na seqüência do Macuco Safari ou do rapel, o rafting nas corredeiras do Iguaçu é outra aventura oferecida ao visitante.


– Tropical Cataratas Eco Resort Experience – localizado dentro do Parque Nacional do Iguaçu, o hóspede do Hotel Tropical pode ter uma vista privilegiada das Cataratas do Iguaçu.


– Espaço Porto Canoas – localizado no final da trilha das Cataratas, o espaço Porto Canoas conta com praça de alimentação, restaurante com vista panorâmica do rio Iguaçu, loja de souvenirs, ambulatório, sanitários, central de serviços, além de área para contemplação e descanso.


– Passeio de Helicóptero – sobrevôos no Parque Nacional do Iguaçu, com visão privilegiada das Cataratas.


– Parque Nacional Iguazú (Argentina) – o Parque Nacional do Iguazú complementa, com sua riqueza biológica e cênica, o Parque Nacional do Iguaçu, contando com ótima estrutura para atendimento aos visitantes e permitindo a contemplação das Cataratas de um ângulo diferenciado e tão exuberante quanto do lado brasileiro. Os ingressos possuem diferentes taxas de desconto: Visitantes em geral – R$18,90 (0%), visitantes de paises integrantes do mercosul – R$15,90 (20%), visitantes brasileiros – R$11,40 (50%) e visitantes dos municípios lindeiros – R$3,00 (90%). Os passeios do Macuco Safari, Poço Preto, Bananeiras, Campo de Desafios, Rafting e helicóptero não estão incluídos no valor do ingresso do parque. O Parque Nacional do Iguaçu pode ser visitado durante o ano todo. Contudo, as épocas para se aproveitar melhor a viagem e a visita ao parque são as estações de baixa temporada, onde as áreas de contemplação e os passeios não apresentam grande lotação, como nas estações de alta temporada (meses de dezembro, janeiro, julho e semana Santa). Horário de visitação: De terça a domingo – das 8h às 17h; Às segundas-feiras – das 13h às 17h e no Horário de Verão – até às 18h.


RELEVO


Está situado no Terceiro Planalto do estado, o planalto das araucárias. As características do relevo residem na formação da Serra Geral, que constitui o substrato litológico fundamental.


VEGETAÇÃO


Maior unidade de conservação brasileiro no domínio da Mata Atlântica, é considerado um dos últimos remanescentes dessa vegetação no sul do país. É representada pela Floresta Estacional Semidecídua, Ombrófila Mista (Mata de Araucária) e Formações Pioneiras Aluviais.


FAUNA


Abriga grande diversidade de espécies animais, muitas delas vulneráveis ou ameaçados de extinção. É refúgio da última população viável de onças-pintadas do sul do país. São registradas para a área pouco menos de 400 espécies de aves e aproximadamente 50 espécies de mamíferos. Outros táxons continuam sendo estudados a fim de se inventariar toda a fauna da unidade.


USOS CONFLITANTES QUE AFETAM A UNIDADE E SEU ENTORNO


Caça de animais silvestres; exploração ilegal de palmito (Euterpe edulis), atropelamento de animais nas estradas que margeiam e no interior da unidade, uso de agrotóxicos nas propriedades rurais do entorno da unidade e pressões para a reabertura de uma estrada ilegal que corta a unidade – estrada do colono.


BENEFÍCIOS INDIRETOS E DIRETOS DA UNIDADE PARA O ENTORNO


Além da garantia de qualidade ambiental promovida pela unidade de conservação, protegendo uma grande quantidade de recursos hídricos, resguardando amostras de ecossistemas e de biodiversidade em geral, o Parque Nacional do Iguaçu abriga os principais atrativos turísticos da região, respondendo por uma grande quantidade de empregos diretor e indiretos. Especificamente em Foz do Iguaçu, mais de 70% dos empregos diretos e indiretos estão vinculados ao turismo. Aos municípios lindeiros ao parque são repassados anualmente mais de R$6 milhões via ICMS Ecológico, somente pela existência do Parque Nacional do Iguaçu. Representa também um incontestável potencial para o desenvolvimento de alternativas econômicas e sociais baseadas em relação harmoniosa com a natureza.


ACORDOS E PARCERIAS


Itaipu Binacional, Associação Mata Ciliar, Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, Universidade Federal do Paraná – UFPR, Sociedade Fritz Muller de Ciências Naturais, Rodovia das Cataratas S/A e Secretaria de Segurança Pública – PR.


INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A UNIDADE


Número total de Funcionários


13 funcionários do IBAMA e 51 terceirizados – 22 administrativo e técnico, 13 limpeza e 16 vigilância. 35 Policiais Florestais para atividades de proteção da unidade.


Infra-estrutura disponível


A sede administrativa do IBAMA no Parque Nacional do Iguaçu, construída entre 1945 e 1954 em estilo neoclássico, funciona a aproximadamente 1.100 metros do portão de entrada.


Atualmente funcionam no andar térreo da sede administrativa: dois auditórios – um com capacidade para 60 pessoas e outro para 40 pessoas, sala de exposição permanente da 1ª Usina Hidrelétrica de Foz do Iguaçu e a Área de Conservação e Manejo do parque. No primeiro andar funcionam os departamentos administrativos e o gabinete do chefe da unidade.


O IBAMA também conta com uma escola de educação ambiental denominada Escola Parque; 15 casas funcionais; batalhão de polícia florestal; almoxarifado; oficina de manutenção; garagem; alojamento para sete pessoas e laboratório básico de pesquisas. Possui ainda um Posto de Informação e Controle (PIC) no município de Céu Azul.


O Parque Nacional do Iguaçu dispõe de Centro de Visitantes, localizado em área externa ao parque com plataforma de embarque e desembarque, estacionamento para 576 veículos pequenos, 20 vans e 170 ônibus. Na área das cataratas está presente uma grande edificação utilizada pela rede Tropical de Hotéis e está sendo construído um complexo que oferecerá dois elevadores panorâmicos com capacidade para 15 pessoas cada um.


Ao final da trilha das Cataratas está localizado o espaço Porto Canoas com área de contemplação, loja de souvenirs, telefones públicos, correio, área para exposição, praça de alimentação com restaurante e sanitários. O Parque também dispõe de infra-estrutura para passeios de barco à jusante do rio Iguaçu com recepção de visitantes, sanitários, loja de souvenirs, carros elétricos, cais para embarque e desembarque de passageiros e barcos a motor. À montante do rio Iguaçu o parque conta com uma estrutura para passeios de barco a motor e a remo, sanitários, deck para contemplação e descanso, bilheteria na Área de Desenvolvimento (AD) Bananeiras, depósito de materiais, groovers, quiosque para descanso, cais e bilheteria na AD Poço Preto.


Para a prática de esportes radicais o parque dispõe de equipamentos para arvorismo, parede de escalada, plataforma para apoio à escalada em rocha e descida em rapel, cais para prática de rafting, juntamente com três botes para a atividade, além de escritório, área para funcionários, bilheteria e sala de aula.


Fonte: www.brasilturismo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O parque nacional do iguaçú

O parque nacional do iguaçú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *