O que é bruxismo?

O bruxismo e o briquismo, são hábitos parafuncionais que levam o paciente a ranger os dentes de forma rítmica. O bruxismo consiste em ranger ou apertar os dentes durante o sono, e o briquismo, consiste em ranger ou apertar os dentes durante o dia. Ambas são patologias semelhantes observadas em pacientes de todas as idade e geralmente estão relacionadas ao alto nível de stress. É comum em cerca de 15% das pessoas. Esses pacientes podem sofrer desgastes nos dentes, dores de cabeça e distúrbios da articulação temporomandibular. Estes sintomas são comuns durante o sono. O ranger dos dentes à noite e apertá-los durante o dia formam um problema progressivo onde o paciente perde os parâmetros e só percebe que tem bruxismo se prestar atenção na própria tensão muscular ou se alguém ouvir o ranger noturno. O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas complicações.



A origem do nome bruxismo se deve ao fato de que na idade média se acreditava que a pessoa que rangia os dentes durante o sono estava tomada por um feitiço ou uma bruxaria.







Índice




Conseqüências do bruxismo


O esmalte dentário é o primeiro a receber os prejuízos do Bruxismo causando assim o desgaste anormal dos dentes. Pode provocar ainda, dores na articulação temporomandibular (ATM).


CAUSAS A freqüência e severidade do bruxismo estão altamente associadas ao stress emocional e físico. Quando noturno o bruxismo envolve movimentos rítmicos semelhantes ao da mastigação, com longos períodos de contração dos músculos mandibulares, podendo ser a causa da dor muscular e fadiga. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento inadequado da boca costumam estar presentes em grande parte dos casos. A doença pode atingir qualquer pessoa não tendo relação direta com a faixa etária. A incidência é maior nas mulheres que nos homens. Conseqüências Desgaste excessivo dos dentes, podendo chegar à gengiva, causando dor. Em dentes mais frágeis, sejam eles cariados ou tratados, o ranger pode provocar a quebra. As dores de cabeça tensionais são comuns nos portadores de bruxismo. Elas surgem por contração excessiva dos músculos da mastigação, podendo atingir rosto, pescoço, ouvido e até ombros. Outro problema decorrente do bruxismo é dor na articulação temporomandibular (localizada no osso do crânio e mandíbula). Esta também pode sofrer estalos, travamento, restringir a abertura da boca e desviar para o lado ao abrir e fechar.



Divisões


Pode ser dividido em:



  • Cêntrico — Ato de apertar os dentes.


  • Excêntrico — Ato de apertar os dentes e movimentar a mandíbula lateralmente (Ranger de dentes)

TRATAMENTO


Em muitos casos se faz necessário o uso de placas para evitar o desgaste dos dentes e diminuir possíveis dores na articulação. Os dentistas são os profissionais indicados para fazer o tratamento.Tratamento O primeiro passo é reconhecer o problema e tentar achar suas causas no dia-a-dia. A terapia mais empregada atualmente para o alívio dos sinais e sintomas da articulação temporomandibular associada ao bruxismo é a utilização de placas interoclusais. Essas placas reduzem a atividade dos músculos durante a noite e protegem os dentes dos desgastes provocados pelo hábito. Outro passo importante é diminuir a tensão psicológica. Isto pode ser feito através de esportes, ioga e exercícios de relaxamento. Já os distúrbios psiquiátricos como depressão e ansiedade, devem ser aliviados e medicados se necessário, através da psicoterapia. Hábitos como, mascar chicletes, morder ou apertar objetos, devem ser considerados como um vício concomitante do bruxismo e, portanto devem ser eliminados durante o tratamento. O indivíduo portador de bruxismo deve constantemente visitar o dentista para que seja preservado pelo profissional.



Bruxismo e estágio 2 de sono


O bruxismo ocorre principalmente durante o estágio 2 de sono não-REM.



Referências



  • Baba, K., Kihakeda, T., Sasaki, Y., Ohyama, I., Clark, G. T. Association between muscle activity levels recorded during sleep and signs and symptoms of temporomandibular disorders in healthy young adults. J Orofac Pain 2005;19 (3): 226-231.
  • Reimão, R., ed. Sono estudo abrangente. 2a ed. São Paulo, Editora Atheneu, 1996.
  • Reimão, R. Durma Bem. São Paulo, Editora Atheneu, 1998.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é bruxismo

Bruxismo





O bruxismo e o briquismo, são hábitos parafuncionais que levam o paciente a ranger os dentes de forma rítmica. O bruxismo consiste em ranger ou apertar os dentes durante o sono, e o briquismo, consiste em ranger ou apertar os dentes durante o dia. Ambas são patologias semelhantes observadas em pacientes de todas as idade e geralmente estão relacionadas ao alto nível de stress. É comum em cerca de 15% das pessoas. Esses pacientes podem sofrer desgastes nos dentes, dores de cabeça e distúrbios da articulação temporomandibular. Estes sintomas são comuns durante o sono. O ranger dos dentes à noite e apertá-los durante o dia formam um problema progressivo onde o paciente perde os parâmetros e só percebe que tem bruxismo se prestar atenção na própria tensão muscular ou se alguém ouvir o ranger noturno. O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas complicações.



A origem do nome bruxismo se deve ao fato de que na idade média se acreditava que a pessoa que rangia os dentes durante o sono estava tomada por um feitiço ou uma bruxaria.



Conseqüências do bruxismo


O esmalte dentário é o primeiro a receber os prejuízos do Bruxismo causando assim o desgaste anormal dos dentes. Pode provocar ainda, dores na articulação temporomandibular (ATM).


CAUSAS A freqüência e severidade do bruxismo estão altamente associadas ao stress emocional e físico. Quando noturno o bruxismo envolve movimentos rítmicos semelhantes ao da mastigação, com longos períodos de contração dos músculos mandibulares, podendo ser a causa da dor muscular e fadiga. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento inadequado da boca costumam estar presentes em grande parte dos casos. A doença pode atingir qualquer pessoa não tendo relação direta com a faixa etária. A incidência é maior nas mulheres que nos homens. Conseqüências Desgaste excessivo dos dentes, podendo chegar à gengiva, causando dor. Em dentes mais frágeis, sejam eles cariados ou tratados, o ranger pode provocar a quebra. As dores de cabeça tensionais são comuns nos portadores de bruxismo. Elas surgem por contração excessiva dos músculos da mastigação, podendo atingir rosto, pescoço, ouvido e até ombros. Outro problema decorrente do bruxismo é dor na articulação temporomandibular (localizada no osso do crânio e mandíbula). Esta também pode sofrer estalos, travamento, restringir a abertura da boca e desviar para o lado ao abrir e fechar.



Divisões


Pode ser dividido em:



  • Cêntrico — Ato de apertar os dentes.


  • Excêntrico — Ato de apertar os dentes e movimentar a mandíbula lateralmente (Ranger de dentes)

TRATAMENTO


Em muitos casos se faz necessário o uso de placas para evitar o desgaste dos dentes e diminuir possíveis dores na articulação. Os dentistas são os profissionais indicados para fazer o tratamento.Tratamento O primeiro passo é reconhecer o problema e tentar achar suas causas no dia-a-dia. A terapia mais empregada atualmente para o alívio dos sinais e sintomas da articulação temporomandibular associada ao bruxismo é a utilização de placas interoclusais. Essas placas reduzem a atividade dos músculos durante a noite e protegem os dentes dos desgastes provocados pelo hábito. Outro passo importante é diminuir a tensão psicológica. Isto pode ser feito através de esportes, ioga e exercícios de relaxamento. Já os distúrbios psiquiátricos como depressão e ansiedade, devem ser aliviados e medicados se necessário, através da psicoterapia. Hábitos como, mascar chicletes, morder ou apertar objetos, devem ser considerados como um vício concomitante do bruxismo e, portanto devem ser eliminados durante o tratamento. O indivíduo portador de bruxismo deve constantemente visitar o dentista para que seja preservado pelo profissional.



Bruxismo e estágio 2 de sono


O bruxismo ocorre principalmente durante o estágio 2 de sono não-REM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *