O que é colênquima?

O termo Colênquima é derivado da palavra grega colla. Em botânica, chama-se colênquima a um tecido parenquimatoso em que as células possuem a parede primária espessada e que ajudam a suportar órgãos em crescimento. ocorre sob a forma de “cordões”;é espesso e brilhante.Possui celulose, substâncias pécticas e água, e suas células podem conter cloroplastos.


De uma forma simplificada, trata-se de um tecido especializado na sustentação esquelética dos vegetais. É formado por um grande número de células vivas alongadas, dotadas de paredes grossas e rígidas muito resistentes, com depósitos de celulose reforçados.


As células do tecido colênquima podem medir até 1,5 milímetros de comprimento, por 40 a 50 micrômetros de diâmetro e se organizam em feixes longitudinais no interior das partes jovens dos caules. Também, por ser formado por células vivas que crescem por alongamento, o colênquima proporciona sustentação aos caules sem impedir o seu pleno crescimento.


As células do colênquima são chamadas de fibras colênquimáticas, e normalmente, em um corte transversal do caule, aparecem encostadas ou muito próximas à epiderme.


Há diferentes tipos de colênquima:



  • Colênquima angular,Há espessamento da parede celular na seção longitudinal e nos ângulos.é o tipo mais comum e ocorre nos caules e pecíolos.
  • Colênquima lamelar,Apresenta espessamento em todas as paredes tangenciais externas e internas.É pouco comum e ocorre em caules jovens e pecíolos.
  • Colênquima lacunar, com as paredes espessadas nos ângulos, mas apresentando espaços cheios de ar entre as células.
  • Colênquima anular, com todas paredes espessadas da célula. O lume apresenta-se circular.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *