O que é páprica

 


O pimentão-doce é uma variedade de Capsicum annuum L., da família das Solanaceae. A sua origem é latino-americana, mais especificamente da região central e do México.


 


Diversas variedades desta espécie são utilizadas de acordo se se pretende um condimento mais ou menos picante.


 


O nome páprica é um derivativo da palavra pimenta, que tem origens húngaras, o que causa certas confusões. Note-se que muitas línguas europeias, como por exemplo o alemão, designam simplesmente assim o pimento, mas o pó obtido deste fruto seco também é denominado páprica.


 


O termo botânico Capsicum deriva do grego kápsa, caixa, cápsula, numa referência ao formato das frutas. O nome da espécie C. annuum vem do termo latino que designa annual, apesar desta periodicidade não ser constante.


 


O maior consumidor e produtor da Europa e do mundo é a Hungria e os países da região dos Bálcãs. Foi a cozinha húngara que fez famosa a páprica na região da Europa central e é também na Hungria que se produz uma das melhores pápricas do mundo que vai do doce ao picante.


 


O prato húngaro mais conhecido mundialmente, o Goulash, um tipo de caldo grosso feito de carne e algumas variações de vegetais, como batatas, cenouras e cebolas e toucinho de porco usa bastante este tempero….


 


Esta especiaria é ainda muitíssimo utilizada em Espanha, onde se chama pimentón, e serve para condimentar batatas, carnes, arrozes, etc. Em Espanha o pimentón pode ser picante ou não, neste último caso é chamado pimentón doce. Foram os espanhois que introduziram esta planta na Europa, trazida das suas colónias na América do norte e central. A páprica é ainda muito utilizada para condimentar os choriços tanto em Espanha como em Portugal.


 


Usa-se no Golfo Pérsico, uma mistura aromática e picante de temperos chamada baharat que utiliza a páprica como ingrediente. É também utilizada na cozinha turca, árabe e berbere.


 


 


O picante


O princípio picante, a capsaicina, está presente em quantidades ínfimas (0,005%) nas variedades suaves normalmente usadas na páprica, podendo chegar a 0,1% em espécies mais picantes. O sabor de páprica é devido ao óleo essencial composto por hidrocarbonetos, ácidos gordos e ésteres, além de vitamina C. Sua coloração comum é vermelha ou amarela.


 


 

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *