O que é turbidito?

Turbidito






Turbiditos do Flysch Gorgoglione, Mioceno, Sul da Itália

Turbiditos do Flysch Gorgoglione, Mioceno, Sul da Itália

Turbiditos são depósitos sedimentares orginiados por correntes de turbidez submarinas, sobretudo em bacias de antepaís, em ambiente tectônico de margem convergente (ativa). Os depósitos se formam por fluxos hiperpicnais concentrados, constituindo sucessões de estratos sedimentares arenosos e pelágicos bastante espessos, num curto período de tempo geológico. Estão ligados ao alçamento de cadeias orogênicas, com deposição em ambiente confinado, formando estruturas sedimentares típicas.


Os turbiditos são caracterizados por estratos (camadas) com grande continuidade lateralm acamamento regular e gradacional com afinamento dos grãos para o topo de cada estrato (camada), marcas de onda (ripple marks), associação de sedimentos pelágicos, estruturas de base de camada como marcas de sola, turboglifos (flutecasts), marcas de objetos (tool marks, grooves). Cada estrato de uma sequência turbidítica é depositado em um único evento (fluxo). A partição das energias entre fluxo denso e turbulento durante um evento turbidítico confere à camada feições as típicas desses depósitos.


As sequências turbidíticas são muito procuradas pelos geólogos de petróleo por constituírem bons reservatórios para hidrocarbonetos.


Depósitos turbidíticos clássicos ocorrem nas bacias de antepaís europeias, com melhores exposições nos Apeninos da Itália, Pirinéus na Espanha e Alpes Ocidentais na França. No Brasil turbiditos típicos ocorrem na Bacia de Itajaí, no interior do Estado de Santa Catarina e em algumas bacias proterozóicas.


Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *