O que é um catalisador?

Um catalisador é tudo aquilo que facilita reações químicas sem ser nelas consumido, como enzimas ou materiais ionizados.
Índice
[esconder]

* 1 Definições
* 2 Tipos de catálises
o 2.1 Catálise ácida
o 2.2 Catálise ácido-básica
o 2.3 Catálise básica
o 2.4 Catálise heterogênea
o 2.5 Catálise homogênea
o 2.6 Catálise por transferência de fase
* 3 Histórico

[editar] Definições

Um catalisador é uma substância que afeta a velocidade de uma reação, mas emerge do processo inalterada. Um catalisador normalmente muda a velocidade de reação, promovendo um caminho molecular diferente (mecanismo) para a reação. Por exemplo, hidrogênio e oxigênio gasosos são virtualmente inertes à temperatura ambiente, mas reagem rapidamente quando expostos à platina, que por sua vez é o catalisador da reação.

Catalisadores sintéticos comerciais são extremamente importantes. Aproximadamente um terço de todo material do produto nacional bruto dos Estados Unidos da América envolve um processo catalítico em alguma etapa entre a matéria-prima e os produtos acabados. Como um catalisador torna possível a obtenção de um produto final por um caminho diferente (por exemplo, uma barreira de energia mais barata), ele pode afetar tanto o rendimento quanto a seletividade.

O catalisador pode diminuir a energia de ativação, aumentando assim a velocidade da reação.

[editar] Tipos de catálises

Os catalisadores podem ser porosos, peneiras moleculares, monolíticos, suportados, não-suportados.

Entre os tipos de catálise podemos citar:

[editar] Catálise ácida

A que é provocada por íons hidrogênio ou por substância de natureza ácida.

olaolaolaolalaaaoalaoalaoaloaloaoloa

[editar] Catálise ácido-básica

A que é provocada por íons ácidos e também por íons básicos.

[editar] Catálise básica

A que é provocada por íons hidroxila ou por substância de natureza básica.

[editar] Catálise heterogênea

Ocorre quando a mistura formada por catalisadores + reagentes é heterogênea. A catálise heterogênea envolve mais de uma fase; normalmente o catalisador é sólido e os reagentes e produtos estão na forma líquida ou gasosa. Nesse caso, o catalisador fornece uma superfície onde os reagentes irão reagir mais facilmente, e com menor energia de ativação.

[editar] Catálise homogênea

A catálise homogênea diz respeito a processos nos quais um catalisador está em solução com pelo menos um dos reagentes. Ocorre quando a mistura catalisadores + reagentes é uma mistura homogênea. Nesse caso o catalisador participa efetivamente da reação, mas não é consumido no processo (é regenerado no final).

[editar] Catálise por transferência de fase

Aquela que emprega catalisador capaz de retirar um reagente de uma fase sólida, inorgânica, ou aquosa e transferi-lo para outra fase, na qual sua reatividade se torna.

[editar] Histórico

Os catalisadores têm sido utilizados pelo ser humano por mais de 2000 anos. Os primeiros usos mencionados de catalisadores foram a produção do vinho, queijo e pão. Descobriu-se que era sempre necessário adicionar uma pequena quantidade da batelada anterior para fazer a nova batelada.

Todavia, foi somente em 1835 que Berzelius começou a reunir as observações de antigos químicos sugerindo que pequenas quantidades de uma origem externa poderiam afetar grandemente o curso de reações químicas. Esta força misteriosa atribuída à substância foi chamada catalítica. Em 1894, Oswald expandiu a explicação de Berzelius ao afirmar que catalisadores eram substâncias que aceleravam a velocidade de reações químicas sem serem consumidas.

Em mais de 150 anos desde o trabalho de Berzelius, os catalisadores têm desempenhado um importante papel econômico no mercado mundial. Apenas nos Estados Unidos, as vendas de catalisadores de processo em 1996 chegaram a US$ 1 bilhão, sendo usado principalmente no refino de petróleo e na fabricação de produtos químicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *