O que são motores de busca?

Que são motores de busca?



A Internet tem virtualmente tudo o que procuramos. Dificilmente haverá algum tema, curiosidade ou abordagem que não esteja contemplada na Internet.


Como encontrar a informação?


Basicamente, há dois serviços na Internet que nos ajudam a encontrar a informação que pretendemos: os motores de busca e os directórios.


Há algumas diferenças entre eles (cada vez mais esbatidas) que convém esclarecer.


Tipicamente, um directório é uma ordenação por categorias das páginas catalogadas. Ou seja, as páginas são agrupadas por temas e cada tema tem “encastrados” em si outros sub-temas, numa hierarquia de 5 ou 6 níveis.


Esta forma de procurar informação é particularmente indicada para os casos em que se procura alguma coisa sobre uma assunto, mas não se sabe exactamente o quê. Como a informação está agrupada por temas, acabaremos por encontrar o que nem sabíamos que poderíamos ter procurado!


Normalmente, é um forma de pesquisar informação mais generalista e um pouco menos precisa do que aquela que poderemos encontrar com os motores de busca.


Estes são serviços que nos respondem a pesquisas mais dirigidas, quando sabemos o que queremos encontrar e não pretendemos andar a fazer explorações paralelas.


Nos motores de busca, o utilizador dá uma palavra, conjunto de palavras ou expressão e só as páginas que tenham aquela(s) sequência(s) de caracteres serão identificadas.


Um motor de busca, máquina de busca, mecanismo de busca ou buscador é um website especializado em buscar e listar páginas da internet a partir de palavras-chave indicadas pelo utilizador.


Os motores de busca surgiram logo após o aparecimento da internet, com a intenção de prestar um serviço extremamente importante: a busca de qualquer informação na web, apresentando os resultados de uma forma organizada, e também com a proposta de fazer isto de uma maneira rápida e eficiente. A partir deste preceito básico, diversas empresas se desenvolveram, chegando algumas a valer milhões de dólares. Entre as maiores empresas encontram-se o Google, o Yahoo, o Lycos, o Cadê, e mais recentemente a Amazon.com com o seu mecanismo de busca A9.


Os primeiros motores de busca (como o Yahoo) baseavam-se na indexação de páginas através da sua categorização. Posteriormente surgiram as meta-buscas. A mais recente geração de motores de busca (como o Google) utiliza tecnologias diversas, como a procura por palavras-chave directamente nas páginas e o uso de referências externas espalhadas pela web, permitindo até a tradução directa de páginas (embora de forma tosca) para a língua do utilizador. O Google, além de fazer a busca pela internet, oferece também o recurso de se efetuar a busca dentro de um site, somente.


Os motores de busca são buscadores que baseam sua coleta de páginas em um robô que varre a Internet à procura de páginas novas para introduzir em sua base de dados automaticamente. Motores de busca típicos são Google, Yahoo e Altavista.


Existem variados tipos de buscador:


* Buscadores globais são buscadores que pesquisam todos os documentos na rede, e a apresentação do resultado é aleatória, dependendo do ranking de acessos aos sites. As informações podem referir-se a qualquer tema. Google, Yahoo, MSN são os buscadores globais mais acessados.


* Buscadores verticais são buscadores que realizam pesquisas “especializadas” em bases de dados próprias de acordo com suas propensões. Geralmente, a inclusão em um buscador vertical está relacionada ao pagamento de uma mensalidade ou de um valor por clique. BizRate, AchaNoticias, Oodle, Catho, SAPO, BuscaPé e Become.com são alguns exemplos de buscadores verticais.


* Guias locais são buscadores exclusivamente locais ou regionais. As informações se referem a endereços de empresas ou prestadores de serviços. O resultado é priorizados pelo destaque de quem contrata o serviço. Listão, GuiaMais entre outras. Geralmente são cadastros e publicações pagas. É indicado para profissionais e empresas que desejam oferecer seus produtos ou serviços em uma região, Estado ou Cidade.


* Guias de busca local ou buscador local são buscadores de abrangência nacional que lista as empresas e prestadores de serviços próximas ao endereço do internauta a partir de um texto digitado. A proximidade é avaliada normalmente pelo cep, Donavera.com, ou por coordenadas de GPs. Geralmente os cadastros são gratuitos e apenas os destaques são pagos. É indicado para profissionais e empresas que desejam oferecer seus produtos ou serviços em uma Localidade, rua, bairro, cidade, Estado.


* Diretórios de websites são índices de sites, usualmente organizados por categorias e sub-categorias. Tem como finalidade principal permitir ao usuário encontrar rápidamente sites que desejar, buscando por categorias, e não por palavras-chave. Os diretórios de sites geralmente possuem uma busca interna, para que usuários possam encontrar sites dentro de seu próprio índice. Diretórios podem ser a nivel regional, nacional ou global, e até mesmo especializados em determinado assunto. Open Directory Project é exemplo de diretórios de sites.


A divulgação de sites de empresas com negócios regionais são acessados em sua grande maioria quando os profissionais da WEB cadastram seus sites nos Buscadores Locais para aumentarem as visitas de internautas, pois não há um sistema de atualização automática dos dados que abranja todos os tipos de categorias e em rapidez necessária. Por esta razão, somente cerca de 20% a 25% de tudo que existe na WEB é publicada nos buscadores.


A novidade agora são os ontobuscadores, isto é, buscadores baseados em Ontologias, como o Ontoweb.


Os buscadores se mostraram imprescindíveis para o fluxo de acesso e a conquista novos visitantes. Actualmente, o Google encontra-se no topo como melhor motor de busca de sempre, onde a sua informação e prestigio estão assustadoramente a expandir-se.


O mais importante, para bem utilizar um motor de busca (ou directório) é ler a “AJUDA” que aparece em todas estes serviços. Às vezes de uma forma muito visível, outras vezes de forma mais dissimulada, todas as páginas têm um link para a “AJUDA”.


Se quisermos tirar o máximo rendimento das potencialidades de pesquisa de um determinado serviço, deveremos começar por ler a “AJUDA” (”HELP” ou outras denominações).


Pela experiência que tenho, creio que de todos os serviços de pesquisa na Internet, não nos deveremos satisfazer nunca com um só, mas também não deveremos querer utilizar todos. Parece-me que a decisão mais acertada é escolher um ou dois destes serviços para pesquisas em Portugal e um ou dois para pesquisas mundiais. Depois, deveríamos aprender como tirar o máximo partido de cada um desses serviços e só em último caso, recorrermos a outras páginas de pesquisa.


Antes de vos dar a lista completa, permitam-me a ousadia de vos sugerir dois:


* www.google.com
* pt.altavista.com


Apesar de serem motores de busca a nível mundial, permitem-nos pesquisas selectivas por língua, ou por país! São muito potentes e tem uma interface “lavada”, sem grandes parafernálias de informação desnecessária.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *