O turismo no brasil

O Turismo no Brasil é uma atividade econômica importante em várias regiões do país. Com cinco milhões de visitantes estrangeiros em 2006, o Brasil é o principal destino do mercado turístico internacional na América do Sul, e ocupa o segundo lugar na América Latina em termos de fluxo de turistas internacionais. Os gastos dos turistas estrangeiros em visita ao Brasil alcançaram USD 4,3 bilhões em 2006, e o país abarcou 3,7% do fluxo turístico internacional no continente americano. Em 2005, o turismo contribuiu com 3,2% das receitas nacionais advindas da exportação de bens e serviços, responsável pela criação de 7% dos empregos diretos e indiretos na economia brasileira. Em 2006, estima-se que 1,87 milhão de pessoas foram empregadas no setor, com 768 mil empregos formais (41%) e 1,1 milhão de ocupações informais (59%). O turismo doméstico representa uma parcela fundamental do setor; contabilizando 51 milhões de viagens em 2005,[4] a receita direta gerada pelo turismo interno foi de USD 21,8 bilhões – 5,6 vezes mais que as receitas originadas pelos turistas estrangeiros em 2005.

O produto turístico brasileiro caracteriza-se por oferecer tanto ao turista brasileiro quanto ao estrangeiro uma gama diversificada de opções, com destaque aos atrativos naturais, aventura e histórico-cultural. Nos últimos anos, o governo tem concentrado esforços em políticas públicas para desenvolver o turismo brasileiro, procurando baratear o deslocamento interno, desenvolvendo infra-estrutura turística e capacitando mão de obra para o setor, além de aumentar consideravelmente a divulgação do país no exterior. São notáveis a procura pela Amazônia na Região Norte, o litoral no Nordeste, o Pantanal e o Planalto Central no Centro-Oeste. O turismo histórico em Minas Gerais, o litoral do Rio de Janeiro e os negócios em São Paulo dividem o interesse no Sudeste, e os pampas e o clima frio no Sul do país.

Na classificação do Índice de Competitividade em Viagens e Turismo (TTCI pelas siglas em inglês) de 2008, que mensura os fatores preponderantes à consolidação de negócios no setor turístico de cada país, o Brasil alcançou o 49º lugar mundial, sendo o segundo colocado entre países da América Latina e o sexto no continente americano.[5] As ventagens competitivas do Brasil para desenvolver empreendimentos turísticos consolidaram-se na área de recursos humanos, e nos aspectos culturais e naturais, nos quais o país classificou-se, em 2008, no sexto lugar mundial, com maior destaque para indicadores relativos a recursos naturais e culturais, dado que, considerando-se somente seus recursos naturais, o Brasil posiciona-se no terceiro lugar do ranking mundial. O relatório do TTCI também aponta que as principais dificiências do setor turístico brasileiro estão na infra-estrutura informática e de comunicações (58º lugar), na infra-estrutura do transporte terrestre (95º lugar), e na segurança pública (128º lugar).[6]

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *