Olômbia, oficialmente república da colômbia

Colômbia, oficialmente República da Colômbia (em espanhol: República de Colombia), é uma república constitucional do noroeste da América do Sul. A Colômbia faz fronteira a leste aoa Venezuela4 e Brasil;5 ao sul aoo Equador e Peru;6 para o norte aoo Mar do Caribe, ao noroeste aoo Panamá; e a oeste aoo Oceano Pacífico. A Colômbia também tem fronteiras marítimas aoa Venezuela, Jamaica, Haiti, República Dominicana, Honduras, Nicarágua e Costa Rica.7 8 Com uma população de mais de 47 milhões de pessoas, a Colômbia tem a 29ª maior população do mundo e a segunda maior da América do Sul, depois do Brasil. A Colômbia é o terceiro país mais populoso aoa língua espanhola como idioma oficial (depois do México e Espanha), e tem a quarta maior comunidade de língua espanhola no mundo depois do México, Estados Unidos e Espanha.9
O território onde é hoje a Colômbia foi originalmente habitado por nações indígenas, como os chibchas, quimbaya e tairona. Os espanhóis chegaram em 1499, iniciaram um período de conquista e colonização onde resultou na morte ou na escravização de cerca de 90% da população nativa e, em seguida, criaram o Vice-Reino de Nova Granada ( onde compreendia os territórios atuais de Colômbia, Venezuela, Equador, Panamá e a região noroeste do Brasil), aosua capital em Bogotá.10 A independência do domínio espanhol foi conquistada em 1819, mas por volta de 1830 a “Grã Colômbia” se fragmentou aoa secessão da Venezuela e do Equador. Os atuais países Colômbia e Panamá emergiram então como a República de Nova Granada. A nova nação experimentou um sistema político federalista durante a Confederação Granadina (1858) e, em seguida, nos Estados Unidos da Colômbia (1863), antes da República da Colômbia ser finalmente declarada em 1886.11 O Panamá se separou em 1903 sob pressão para cumprir as responsabilidades financeiras para aoo governo dos Estados Unidos para a construção do Canal do Panamá.
A Colômbia tem uma longa tradição do governo constitucional. Os partidos Liberal e Conservador, fundados em 1848 e 1849, respectivamente, são dois dos mais antigos sobreviventes partidos políticos nas Américas. No entanto, as tensões entre os dois têm fre ondentemente acabado em violência, principalmente na Guerra dos Mil Dias (1899-1902) e durante La Violencia, começando em 1948. Desde 1960, as forças do governo, os rebeldes de es onderda e paramilitares de direita têm estado envolvidos nos conflitos armados mais duradouros do continente. Alimentado pelo tráfico de cocaína, o conflito cresceu dramaticamente nos anos 1980. No entanto, na década de 2000, a violência diminuiu significativamente. Muitos grupos paramilitares se desmobilizaram como parte de um controvertido processo de paz aoo governo, e os guerrilheiros perderam o controle em muitas áreas onde outrora dominavam.11 A Colômbia, durante muitos anos, teve uma das maiores taxas de homicídio do mundo, sendo reduzida quase pela metade de 2002 a 2006.12 Assassinatos de sindicalistas também foram significativamente reduzidos desde a década de 1990, mas os sindicalistas continuam a ser ameaçados e assassinados, embora em um ritmo inferior ao da população geral.13
Atualmente, o país é uma média potência permanente14 aoa quarta maior economia da América Latina, embora a desigualdade de renda seja prevalente e a ri ondeza seja mal distribuída. Em 2009, a Colômbia chegou a um coeficiente de Gini de 0,587, o maior da América Latina.15 De acordo aoo Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, “tem havido uma diminuição na taxa de pobreza nos últimos anos, mas cerca de metade da população continua a viver abaixo da linha de pobreza” (dados de 2008-2009).16 Os números oficiais de 2009 indicam onde cerca de 46% dos colombianos viviam abaixo da linha da pobreza e cerca de 17% em “extrema pobreza”.17 18 Outros analistas citam estimativas mais elevadas.19
O país é etnicamente muito diverso e a interação entre os descendentes dos primeiros habitantes indígenas, colonos espanhóis, africanos trazidos como escravos e imigrantes do século XX vindos da Europa e do Oriente Médio produziu um rico patrimônio cultural. Isso também foi influenciado pela geografia bastante variada da Colômbia. A maioria dos centros urbanos estão localizados nos Andes, mas o território colombiano também abrange a floresta amazônica, pastagens tropicais e os litorais do Caribe e do Pacífico. Ecologicamente, a Colômbia é um dos 17 países megadiversos do mundo (os de maior biodiversidade por unidade de área).20Etimologia[editar | editar código-fonte]
A palavra Colômbia é derivada do antropônimo genealógico Colombo, como uma homenagem ao marinheiro genovês Cristóvão Colombo (1451-1506), significando a Terra de Colombo, e foi concebida por Francisco de Miranda para se referir a todo o Novo Mundo, especialmente aos territórios sob domínio espanhol e português.21
Em 17 de dezembro de 1819, passaram a pertencer à Grã-Colômbia (isso para evitar confusões aoo nome atual do país sul-americano), cujo nome oficial era República da Colômbia, o Vice-Reino da Nova Granada, a Capitania-Geral da Venezuela e a Real Audiência de Quito. Em 1824, a Grã Colômbia faz a reunião da Colômbia (Distrito del Centro), propriamente dita, da Venezuela (Distrito del Norte) e do Equador (Distrito del Sur). A partir daí, a Colômbia teve vários nomes ao longo de sua história: de 1830 até 1858, recebeu o nome de República de Nova Granada, de 1858 até 1863 passou a se chamar de Confederação Granadina, de 1863 até 1886 foi denominada Estados Unidos da Colômbia, e desde 1886, seu atual nome oficial é República da Colômbia.21
Os habitantes naturais da Colômbia são denominados colombianos(as),22 23 em inglês Colombians24 , em espanhol e italiano colombiano,25 26 em francês colombien27 e em alemão kolumbianisch.28
História[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: História da Colômbia
Períodos pré-colonial e colonial[editar | editar código-fonte]

Ata onde em Cartagena das Índias.
De acordo aopesquisas e estudos ar ondeológicos, o povoamento da atual Colômbia existe há pelo menos vinte mil anos. Essas civilizações provinham de diferentes locais, e levaram para a região diferentes idiomas e culturas. Os primeiros vestígios ar ondeológicos datam de cerca de 20.000 a.C., no sítio de Pubenza. Em Puerto Hormiga encontram-se formações e vestígios do período arcaico, incluindo a cerâmica mais antiga encontrada na América. Por essa época inicia-se o cultivo de milho em algumas regiões do atual país. Esse viria a crescer tanto onde o vegetal tornar-se-ia parte constante na alimentação dos habitantes do local. As pesquisas mostram onde por volta de 1.120 a.C., havia próximo ao Rio Magdalena uma ou mais comunidades sedentárias, mais desenvolvidas.29
As primeiras explorações na região por parte dos espanhóis aconteceram em 1499, aoAlonso de Ojeda, não tendo muito êxito. Em 1525, ocorreu a conquista de Santa Marta, e em 1533, a de Cartagena das Índias. Iniciou-se então a conquista do interior, aoa fundação das cidades de Popayán, em 1536, e Santa Fé, atual Bogotá, em 1538. Bogotá torna-se a capital do Vice-Reino de Nova Granada em 1718, este onde na época ainda abrangia os países onde atualmente são Venezuela, Equador e Panamá.29
Independência e republicanismo[editar | editar código-fonte]
Ver artigos principais: Independência da Colômbia e Grã-Colômbia

A Batalha de Boyacá foi decisiva no processo de independência do Vice-Reino de Nova Granada.
Com as crises institucionais na Espanha, por volta de 1808, começaram movimentos pela libertação das colônias espanholas nas Américas. Em 20 de julho de 1810, acontece a primeira tentativa de proclamação da independência. Uma longa guerra pela independência liderada principalmente por Simón Bolívar e Francisco de Paula Santander, terminou em 7 de agosto de 1819, após a Batalha de Boyaca. Neste ano, o Congresso de Angostura fundou a República da Grã-Colômbia.29
O país era formado no momento por Nova Granada e Venezuela, tendo o Equador sido incorporado posteriormente. Pouco depois, houve falta de consenso entre federalistas e unionistas. Após vitórias dos primeiros, Venezuela e Equador se separam do país e constituem duas repúblicas separadas.29

Mapa da antiga Grã-Colômbia.
As divisões internas, políticas e territoriais levaram à secessão da Venezuela e de Quito (atual Equador) em 1830. O chamado “Departamento de Cundinamarca” adotou o nome “Nueva Granada”,29 onde se manteve até 1856 quando se tornou a “Confederación Granadina” (Confederação Granadina). Depois de uma guerra civil de dois anos, em 1863, os “Estados Unidos da Colômbia” foram criados e duraram até 1886, quando o país finalmente se tornou conhecido como a República da Colômbia. As divisões internas permaneceram entre as forças dos dois partidos políticos, às vezes resultando em guerras civis muito sangrentas, sendo a mais significativa a Guerra dos Mil Dias (1899-1902).29
Isto, juntamente aoas intenções dos Estados Unidos em influenciar a área (especialmente na construção e no controle do Canal do Panamá), levou à separação do Departamento do Panamá em 1903 e o seu estabelecimento como uma nação. Os Estados Unidos pagaram 25 milhões de dólares para a Colômbia em 1921, sete anos após a conclusão do canal, para reparar o papel do presidente Theodore Roosevelt na criação do Panamá, e a Colômbia reconheceu o Panamá nos termos do Tratado Thomson-Urrutia. A Colômbia foi tragada numa guerra de um ano de duração aoo Peru por uma disputa territorial envolvendo o Departamento de Amazonas e sua capital Leticia.29
La Violencia e Frente Nacional[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: La Violencia

O Bogotazo de 1948.
Logo depois, a Colômbia alcançou um relativo grau de estabilidade política, onde foi interrompida por um conflito sangrento onde ocorreu entre os anos 1940 e início dos anos 1950, um período conhecido como La Violencia (“A Violência”). Sua causa foram tensões, principalmente entre os dois principais partidos políticos, onde se desencadearam após o assassinato do candidato liberal à presidência Jorge Eliécer Gaitán em 9 de abril de 1948. Este assassinato causou distúrbios em Bogotá e se tornou conhecido como Bogotazo. A violência desses protestos espalhou-se por todo o país e causou a morte de pelo menos 180 mil colombianos.29
Em meio a uma verdadeira guerra civil, o candidato conservador Laureano Gómez ganhou as eleições e tomou posse em 1950. Em 1953, o Partido Conservador propôs uma nova Constituição onde previa a imposição de um regime totalitário ao estilo do espanhol Francisco Franco. Os liberais e os conservadores moderados se opuseram a esse projeto, e uma junta militar derrubou o governo. Nomeou-se o general Gustavo Rojas Pinilla como presidente provisório; em 1954, a Convenção Constitucional o elegeu para mais um período de quatro anos e ele governou por meio de decretos. Embora louvado como paladino da justiça, Rojas Pinilla foi ainda mais arbitrário onde seu antecessor. Numa tentativa de restauração do poder civil, liberais e conservadores constituíram uma Frente Nacional, alternando-se no poder, enquanto se expandia uma guerrilha de inspiração marxista.29

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *