Origem do fiat tempra

Foi lançado em janeiro de 1990 na Europa, para substituir o Fiat Regata. Era um sedan bonito, com traseira curta e bastante elevada, que era sua principal característica. Embora com as mesmas medidas do Tipo largura (1,695 metro) e entreeixos (2,54 metros), era um carro bem mais longo. O Tempra tem um porta-malas comporta 550 litros,em um espaço interno que favorece o conforto aos passageiros, sem o risco de ter cãibras. No ano seguinte, já vinham algumas melhorias de segurança, como barras de proteção lateral,assoalho reforçado e em algumas versões,e junto com essas modificações, já surgia o Tempra SW (Station Wagon) com câmbio automático de 4 marchas, e motor de 2,0 litro.

No Brasil, foi lançado em Novembro de 1991, com índice de nacionalização próximo aos 100%.


No interior muito luxo, na versão ouro, tinha no painel, apliques imitando madeira, travamento central das portas por interruptor no painel, pisca-alerta e rádio/toca-fitas de fábrica eram novidades em carros da FIAT.


 Tempra 16v/Tempra Turbo


 


Chegava em 1993 para revolucionar o mercado brasileiro. Foi o primeiro carro a ter 4 válvulas por cilindro no Brasil (ou 16v, onde o v minúsculo que indica a quantidade válvulas de um motor, já o V maiúsculo é usado para indicar que se trata de um motor com geometria em V.). O mesmo motor de 2.0 litros, atingia 127 cv (28 cv a mais que a versão 8 válvulas) chegava aos 181 km/h, e fazia 0 a 100 em 11,9 s.


No entanto, embora aumentasse seu torque para 18,4 kgfm (ganho de 2 kgfm),(ainda pouco para o peso do carro) o torque máximo surgia só a elevadas 4.750 rpm, representando melhora bastante discreta onde o carro mais precisava, as baixas rotações.


O Fiat Tempra Turbo, foi o primeiro três volumes, a receber turbocompressor, e que gerava 165 cv, que ultrapassaria pouco mais de 200 km/h.


O motor tinha oito válvulas, que a Fiat considerava suficiente para o desempenho almejado, recebia turbocompressor Garrett com pressão de superalimentação de 0,75 kg/cm2 e intercooler.


Em desempenho,o Tempra tinha sua velocidade máxima real de 220km/h, segundo a FIAT,…O Tempra Turbo faz de 0 a 100 em 8,2 conforme dito na revista Quatro Rodas como “O Recorde do Turbo”. Como opcionais, ar condicionado digital programável, bancos em couro elétricos com regulagem de altura e apoio lombar, freios com ABS, check control, etc.


Segundo relatos de proprietários dos modelos Turbo o carro era nacionalmente imbatível.


As versões Turbo e Stile vinha com rodas aro 14 cujo formato remetia ao rotor de uma turbina, já a versão Turbo Stile, vinha com rodas 15 do mesmo modelo do HLX.



 Tempra SW


 


A Fiat passava a trazer da Itália a perua Tempra S.W. Espaçosa e com bom porta-malas, não convenceu a todos, terminando numa traseira reta, ao estilo Volvo, e as janelas posteriores eram trapézios invertidos. Mas trazia bons recursos: uma tomada de ar tipo NACA para manter o vidro traseiro limpo pela ação do ar, painel digital, freios ABS/EBD a disco nas 4 rodas e opção de bolsa inflável (airbag), que o Tempra nunca teve.


Ficha técnica:


Edição: 11/1994 Configuração: 2.0 – 4L – G – 5M – TD Potência(cv/rpm): 109,1/5.750 Torque (kgf/rpm): 16/2.750 Velocidade máxima (km/h): 163,0 Aceleração 0-100 km/h (s): 14,7 Retomada 80-120 km/h na última marcha: 24,9 Frenagem 100-0 km/h sem travamento (m): 45,2 Aceleração lateral (g): 0,81 Consumo cidade (km/l): 10 Consumo estrada (km/l): 12 Porta malas (l): 540/1590 Peso (kg): 1.275 Tanque de combustível (l): 55



 Tempra HLX/STILE


No ano seguinte, em 1995, a marca unia o alto desempenho à conveniência das quatro portas, oferecendo o Tempra Stile (estilo em italiano), que logo tomaria o lugar do Turbo i.e. de duas portas. A mecânica era a mesma, mas a proposta esportiva vinha suavizada em favor do conforto.


Em 1996 a linha recebeu um face lift, com faróis menores à frente com duplo refletor, lanterna traseira com luz de ré e indicadora de seta em formato de gota. Em 1997, a linha foi rearranjada, com a versão com motor 2.0 8v saindo apenas na versão SX, mais simples, a versão com motor 16v saía tanto na versão mais simples SX, como na versão mais completa HLX, isso sem falar na versão top de linha, a Turbo Stile.


Após estas versões o fim da produção do Tempra se aproximava, veio então Tempra de 1999, que foi modificado nos pára-choques, que agora vinham integralmente na cor do veículo, além de mudanças na grade dianteira e nas maçanetas das portas. O acabamento interno tinha os forros das portas da linha Tipo e novo tecido nos bancos, os mostradores do painel vinham em tom azul. A linha agora era rearranjada e a versão Turbo Stile deixava de ser oferecida, havendo apenas a opção entre o motor 8v e 16v.


Alguns meses depois a Fiat iniciou as vendas do sucessor do Tempra, o Fiat Marea, o que encerrou sua produção no Brasil, deixando muitos de seus fãs com saudades.



 Dados Tempra Stile (original)


Potência (cv/rpm): 165/5.250 Torque (kgfm/rpm): 26,3/3.000 Velocidade máxima (km/h): 210 Aceleração 0-100 km/h (s): 8 Retomada 80-120 km/h na última marcha ou em Drive(s): 10,4 Frenagem 100-0 km/h com e sem travamento (m): –/43 Peso (kg): 1.300

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *