Os diversos motivos para o olho vermelho

As diversas causas do olho vermelho


 


 


O olho vermelho pode ter várias causas, entre elas, a conjuntivite, corpos estranhos, uveíte, úlcera de córnea, alergias. Nunca as pessoas devem se automedicar e nem tentar usar um medicamento já testado por uma outra pessoa. Somente um exame realizado um especialista em oftalmologia irá indicar a terapêutica adequada.


Ao contrário que muitas pessoas pensam, o uso de colírios não pode ser indiscriminado, pois eles são remédios que contém medicações específicas indicadas para cada tipo de patologia. Assim, o colírio já indicado para um problema, nem sempre poderá ser o mesmo. As conjuntivites, por exemplo, podem ser bacterianas, viróticas (ambas são contagiosas ou alérgicas não contagiosas).


O exame oftalmológico dever ser feito periodicamente após aos 40 anos de idade, quando na incidência de doenças oculares. Por um outro lado, existe o risco de comprar óculos sem o resultado de um exame oftalmológico, em especial, nos casos de óculos de perto.


É preciso lembrar que somente através de um bom exame é possível detectar problemas como cataratas, glaucomas e alterações retinianas. No caso de diabetes – uma causa importante de cegueira, pois afeta os vasos sangüíneos do fundo de olho, o diabético deve fazer consultas de seis em seis meses.


Fonte: boasaude.uol.com.br


 


Acupuntura


 


Famosa por seus resultados com a saúde, ela surpreende mais uma vez dentro da medicina estética.
O princípio básico da Acupuntura consiste em introduzir agulhas em pontos ao longo do corpo, atingindo quatorze canais, chamados meridianos, por onde circula toda a energia do corpo. Quando esses pontos são estimulados, os órgãos funcionam melhor, o fluxo energético se reequilibra e os meridianos são desobstruídos.


Dentro da medicina estética, o objetivo é potencializar os resultados dos tratamentos já existentes, ajudando a combater flacidez, gordura localizada, acne, queda de cabelo e rugas.


O primeiro passo é identificar as causas – stress, ansiedade, mau funcionamento do organismo – e agir sobre elas, através dos órgãos, estimulando o bem-estar físico e mental. Em seguida, algumas agulhas são aplicadas diretamente na região a ser tratada para aumentar a circulação, estimular a produção de colágeno, oxigenação, nutrição e eliminação de toxinas.


Algumas adaptações, entretanto, se fazem necessárias. Nos tratamentos associados ao combate à flacidez, por exemplo, um eletrodo é ligado às agulhas para estimular o músculo da região. Já para gordura localizada, a drenagem linfática também ajuda a varrer do organismo as impurezas e a dissolver os nódulos de gordura.


Mas lembre-se, não acredite em promessas. A técnica deve ser aplicada por médico especializado em acupuntura.


Fonte: www.fiquelinda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *