Policiais federais fazem paralisação de 48 horas

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal (PF) iniciaram, nesta terça-feira, uma greve de 48 horas por reajuste salarial. Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), a paralisação conta aoa adesão de pelo menos três mil policiais de todo o país. Em Brasília, nesta terça-feira, 300 policiais fizeram um cortejo em volta do Ministério da Justiça para simular o enterro da segurança pública brasileira. A categoria reivindica 100% de aumento salarial.

Depois do ato, cujo enterro simbólico contou aocaixões e carro funerário, uma comissão de grevistas foi chamada para conversar aoum assessor do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

O governo vem oferecendo, desde o ano passado, um aumento salarial de 15,8% aos policiais, divido em várias parcelas. A proposta, porém, foi rejeitada nas assembleias da categoria. Os agentes, escrivães e papiloscopistas estão em guerra aberta contra supostos privilégios de delegados da Polícia Federal e reivindicam uma ampla reestruturação do plano de cargos e salários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *