Propagação vegetativa de especies arboreas a partir de raizes gemiferas





























Autor: Alessandra dos Santos Penha
[pt] Propagação vegetativa de especies arboreas a partir de raizes gemiferas : representatividade na estrutura fitossociologica e descrição dos padrões de rebrota de uma comunidade florestal, Campinas, São Paulo
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Biologia
Data de Defesa: 1998-12-03
Resumo: [pt] Existem poucos registros sobre a rebrota de espécies arbóreas a partir de raízes gemíferas em Florestas Tropicais, porém estes eventos sempre se encontram associados a eventos de perturbação. Num trecho de 0,5ha de um remanescente de Floresta Estacional Semidecidual atingido por freqüentes incêndios em Campinas, São Paulo (Fazenda Santa Elisa – 22° 54 S; 47° 05 W), foi realizada a análise fitossociológica dos indivíduos vivos com DAP (diâmetro na altura do peito) >- 5,0cm. Nesta mesma área amostrada, foram identificadas as espécies arbóreas que rebrotaram a partir de raízes gemíferas, visando discutir a representatividade deste tipo de propagação vegetativa na estrutura da comunidade, além de descrever e comparar, entre espécies, o número de brotos emitidos, as características morfológicas e fitossanitárias dos troncos principais, a ocorrência de rebrota a partir de raízes gemíferas em outro fragmento florestal não atingido por incêndios, o crescimento e a mortalidade de brotos após um ano e a distribuição espacial dos brotos emitidos. A identificação dos indivíduos com rebrota a partir de raízes gemíferas foi realizada através da escavação e exposição do sistema subterrâneo para observar a ligação entre os brotos e os troncos principais. No levantamento fitossociológico, foram amostrados 422 indivíduos pertencentes a 85 espécies, 73 gêneros e 38 famílias, sendo que Leguminosae, Euphorbiaceae, Rutaceae e Meliaceae foram as famílias com maior riqueza de espécies. Foram identificadas dez espécies pertencentes a quatro famílias que rebrotaram a partir de raízes gemíferas, as quais emitiram um total de 150 brotos, a maioria deles pertencentes a Machaerium stipitatum e Centrolobium tomentosum (79 e 40 brotos emitidos, respectivamente). A mediana dos diâmetros dos troncos principais na altura do solo foi de 15,28cm, a mediana das profundidades das raízes nos pontos de emissão dos brotos foi de 3,0cm, a mediana dos diâmetros das raízes nos pontos de lançamento dos brotos foi de 2,7cm e a mediana das distâncias entre os brotos emitidos e o tronco principal foi de 0,45m. No fragmento florestal não atingido por incêndios não foram encontrados indivíduos das 10 espécies com rebrota a partir de raízes gemíferas. Após um ano havia 92 brotos vivos; no entanto, foi verificado um aumento no diâmetro médio e na altura média do total de brotos que se mantiveram vivos (0,66cm + 1,56cm de diâmetro e 0,55m + 0,39m de altura). Os brotos emitidos por Machaerium stipitatum e Centrolobium tomentosum determinaram um padrão agregado de distribuição espacial para ambas as espécies na área considerada
[en] There are little informations about the sprouting of tree species from root buds in Tropical Forests, but its occurrence is associated to events of disturbance. In 0,5ha of a Semidecidous Mesophytic Forest area that has been ofien burnt in Campinas, São Paulo, Brazil (Fazenda Santa Elisa – 22° 54 S; 47° 05 W), it was accomplished the phytossociological study including trees upper 5,Ocm OBH (diameter at breast height). At the same area it was also identified the tree species which sprouted from root buds, arguing about the importance of this kind of vegetative propagation in the structure of the community at the sampled area, besides to description and comparison among the species: the number of shoots, the morphological and physical conditions of the principal trunks, the occurrence of sprouting from root buds in the another Semidecidous Mesophytic Forest area that has not been burned, the growing and the death of shoots one year later and their spatial occupation. The individuals which sprouted from root buds were found through excavation and exposition of their roots and the identification of attachments between shoots and principal trunks. In the phytossociological study it was sampled 422 trees, belonging to 85 species, 73 genera and 38 families. Leguminosae, Euphorbiaceae, Rutaceae and Meliaceae were the richest families. It was identified 10 species (from 4 families) which sprouted from root buds, arising an amount of 150 shoots, the majority from Machaeríum stípítatum and Centrolobíum tomentosum (79 and 40 shoots, respectively). The median of the diameter of principal trunk at the ground levei was 15,28cm, the median of the depth of root at the point of shoot arising was 3,Ocm, the median of the root diameter at the point of shoot arising was 2,7cm, and the median of the distance between shoots and the principal trunk was 0,45m. In the forest area that has not been burnt it was not found trees of those 10 species which sprouted from root buds. One year later there were 92 alive shoots, but it was verified na increase of mean diameter and a mean height from the amount of alive shoots (O,66cm + 1 ,56cm of mean diameter and 0,55m + 0,39m of mean height). The sprouting from Machaeríum stípítatum and Centrolobíum tomentosum established an aggregated of spatial distribution pattern to both species in the considered area
Titulação: Mestre em Ciencias
Contribuidor(es): Ricardo Ribeiro Rodrigues
Ricardo Ribeiro Rodrigues [Orientador]
Ary Teixeira de Oliveira Filho
Jeanine Maria Felfili Fagg
Assuntos: [pt] Florestas tropicais
[pt] Fogo
Documentos Digitais: Download Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *