Qual a característica do polvo?

 

Polvo









O desenvolvimento do sistema nervoso dos polvos e de outros animais de sua classe — que lhes permite uma movimentação rápida e ágil, assim como o controle de certas regiões do corpo — só é alcançado, entre os invertebrados, por alguns insetos e aracnídeos.
Polvo é um invertebrado marinho do gênero Octopus que, como as lulas, sépias e náutilos, pertence à classe dos cefalópodes, os mais evoluídos dos moluscos. Muito variados em tamanho, os polvos medem de 5cm a 5,40m. O corpo é flexível, bulboso e desprovido de concha. Os olhos, na maioria das espécies, são grandes e complexos. Os oito tentáculos ou braços que os caracterizam são, na verdade, modificações evolutivas do pé e se dispõem ao redor da boca.
Em algumas espécies de polvos, esses tentáculos chegam a medir nove metros de comprimento. Usados para a locomoção e a captura de alimento, os tentáculos possuem pequenas ventosas que asseguram perfeita fixação aos alvos. Além desses prolongamentos, o pé também forma, do lado de baixo, um funil chamado sifão ventral. Os polvos alimentam-se principalmente de caranguejos e lagostas, embora alguns se nutram de plâncton, e servem de presa a vários peixes. Tradicionalmente são considerados uma iguaria preciosa entre os povos do Mediterrâneo, do Oriente e outras partes do mundo.
Os polvos rastejam ao longo das costas marinhas, mas podem nadar por meio do sifão. Se ameaçados, emitem uma substância escura, que forma uma cortina por eles utilizada para se esconder. Quando se alimentam de moluscos, injetam-lhes um veneno paralisante. O dimorfismo sexual é acentuado, com o macho menor que a fêmea. O acasalamento realiza-se através do hectocótilo, braço modificado que leva o esperma do macho até a fêmea.
No polvo comum (Octopus vulgaris), de ampla dispersão nos mares tropicais e temperados, a cabeça apresenta grandes olhos complexos. Cada um dos tentáculos tem duas fileiras de ventosas. A boca é dotada de um par de bicos afiados e de um órgão em forma de lima, a rádula, com que furam conchas. Os ovos de apenas três milímetros, postos sob pedras, levam de quatro a oito semanas para dar origem às larvas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *