Quem é ana paula arósio

 (São Paulo, 16 de julho de 1975).


Ana Paula iniciou sua carreira de modelo aos doze anos de idade, quando foi descoberta por uma caça-talentos em um supermercado; sua estréia se deu através da Agência Stilo, coligada da Agência Galharufas e coordenada pelo fotógrafo Paulo Sadao. Depois de aparecer em centenas de capas de revistas e comerciais de televisão, partiu para a carreira de atriz, o que aconteceu com o filme ítalo-brasileiro Forever, do diretor Walter Hugo Khouri, com participação de Ben Gazzara.


 


Suas primeiras aparições em telenovelas ocorreram no SBT. Foram três produções a partir de 1994: Éramos Seis, Razão de Viver e Os Ossos do Barão. O estrelato veio em 1998, quando protagonizou a minissérie da Rede Globo Hilda Furacão, da autora Glória Perez.


 


A seguir, atuou em duas telenovelas da mesma emissora, Terra Nostra e Esperança, ambas do autor Benedito Ruy Barbosa e com foco na imigração italiana no Brasil. Além disso, fez outras minisséries e diversas participações especiais na televisão, ao mesmo tempo em que desenvolvia uma carreira também no teatro. Sua peça mais importante foi Casa de Bonecas, de 2002.


 


Em 2004, ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante pelo filme Celeste & Estrela, de Betse de Paula, no 3º Festival de Cinema de Varginha.


 


Em 2005, atuou no filme O Coronel e o Lobisomem, do diretor Maurício Farias, ao lado de Selton Mello e Diogo Vilela, uma co-produção da Natasha Filmes, de Paula Lavigne. Sua primeira telenovela contemporânea foi Páginas da Vida, do autor Manoel Carlos, exibida entre 2006 e 2007. Até então, só havia feito telenovelas de época.


 


Em 2007, Ana Paula foi escolhida a nova garota-propaganda da marca Avon. Em 2008, ela mais uma vez protagoniza uma novela de época, Ciranda de Pedra, que é uma releitura da novela de 1981.


 


Na televisão


Telenovelas


2008 – Ciranda de Pedra – Laura Toledo da Silva Prado


2006 – Páginas da Vida – Olívia Martins de Andrade


2003 – Celebridade – Alice (participação especial)


2002 – Esperança – Camille


1999 – Terra Nostra – Giuliana Splendore


1997 – Os Ossos do Barão – Isabel Taques Redon (SBT)


1996 – Razão de Viver – Bruna Loureiro (SBT)


1994 – Éramos Seis – Amanda (SBT)


Minisséries


2005 – Mad Maria – Consuelo


2004 – Um Só Coração – Yolanda Penteado


2001 – Os Maias – Maria Eduarda da Maia


1998 – Hilda Furacão – Hilda


 


No cinema


2005 – Celeste & Estrela – recepcionista de aeroporto


2005 – O Coronel e o Lobisomem – prima Esmeraldina


1991 – Per sempre/Forever – Berenice


 


No teatro


Casa de Bonecas, como Nora Helmer, com direção de Aderbal Freire Filho


O Diário de Adão e Eva, com Marcos Palmeira e direção de Antônio Abujamra


Harmonia em Negro, com Cássio Scapin e direção de Del Rangel


Fedra, com direção de Antônio Abujamra


Batom, com Fúlvio Stefanini, Luis Gustavo e Elaine Cristina


 


Trívia


Quase todas as produções televisivas de que Ana Paula até agora participou são de época.


Na regravação de Os Ossos do Barão, a atriz contracenou com Caio Blat, que fazia seu irmão, Ricardo. Já no remake de Ciranda de Pedra, eles voltam a dividir a cena, como sogra e genro, a protagonista Laura Toledo Silva Prado e o vilão Afonso Müller.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *