Quem é jean marc cerrone

 Aos 12 anos de idade, aprendeu a tocar bateria e gostava de ouvir, conforme declarações suas, Otis Redding, Jimi Hendrix e Blood, Sweat & Tears. Começou a trabalhar como líder de orquestra no Club Mediterranée (Club Med) com 18 anos. Dois anos depois, assina um contrato com a produtora francesa Barclay e cria uma banda chamada Kongas, com a qual produz três trabalhos.


 


Em 1975 muda-se de Paris para Londres, onde produz, mixa e grava, no ano seguinte, seu primeiro LP de sucesso Love in C Minor. Embalado pelo apelo erótico (gemidos de orgasmo) e pelo ritmo dançante de sua faixa-título de 17 minutos, vendeu na época 3 milhões de cópias, tendo chegado a 10 milhões após sua distribuição pela gravadora norte-americana Atlantic. Cerrone tornou-se assim o primeiro “superstar” francês da música disco. Ainda em 1977 lança outro álbum de grande sucesso, Supernature, com 8 milhões de cópias vendidas, embalado por sua faixa-título, com ritmo disco e temática de ficção científica: o desenvolvimento de criaturas que, se nutrindo de poções desenvolvidas pela ciência para acabar com a fome, se rebelam contra o homem e passam a ditar as ordens.


 


Cerrone ganhou 5 prêmios Grammy e vários Globos de Ouro (Golden Globes), tendo também trabalhado em trilhas sonoras para o cinema.


 


 


Discografia


KONGAS


KONGAS – Africanism


DONRAY – Garden of love


Love in C Minor (1977)


Cerrones Paradise (1977)


Supernature (1977)


Golden Touch (1978)


Angelina (Cerrone V) (1979)


Cerrone VI


You are the one


Back track


Your love survived (Cerrone IX) (1982)


Where are you now


The collector


Way in


Dream


X-Xex


Human nature


Best of remixes


Hysteria (2002)


Especiais


 


Live: Paris (1978)


Live: Paris (1983)


Trilhas sonoras:


Vice Squad


La secte de Marakech


Voudou aux Caraïbes


Dancin machine


Remix 2001: Cerrone by Bob Sinclair


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *