Regras do esqui aquático

REGRAS DO ESQUI AQUÁTICO



Por ser um esporte altamente técnico, em que o esquiador praticamente “briga” contra si próprio por melhores marcas, as regras do esqui aquático são extensas e muito detalhadas. Por isso não teria cabimento que as colocássemos todas aqui neste site, e de maneira pormenorizada. Assim, vamos fazer um pequeno “apanhado” das regras e exigências mínimas para uma competição. São elas:


Quanto ao Barco: em competições oficiais, os barcos tem de ser especiais, sendo denominados “ski-boats”. Têm 19 pés e motorização de centro com pé-de-galinha. Uma vez que a “travada” do esquiador atrás do barco pode ser fortíssima, os motores têm de ter no mínimo 300 HPs. São motores V 8 de 6 litros a gasolina , marinizados nos EUA. Atualmente o melhor motor para competições é o Indmar Chevrolet LT 1 – Corvette, com injeção multi-point e ignição mapeada.


a) Como o piloto poderia interferir na performance do esquiador, acelerando e derrubando-o, foi foi desenvolvido um sistema (automático) de aceleração constante, que mantém o barco sempre na velocidade programada, mesmo que o esquiador seja muito pesado (o sistema é alimentado com o peso do esquiador e “compensa” a carga a mais que vai ser puxada). A grosso modo poderíamos falar que se trata de um sistema semelhante aos “Cruise-Controls” dos veículos de passeio.


b) Finalmente, para que se aferir que não houve qualquer variação na velocidade da lancha, é a mesma equipada com um sistema de cronometragem automático, que passa ao piloto e ao juiz que vai no barco, os tempos dos percursos em tempo real. Se der fora das tolerâncias, o esquiador tem direito a uma nova passada (chamada de “reride”).


Quanto ao Equipamento: nas competições oficiais, todo o equipamento utilizado pelos esquiadores é própria deles. Assim, o esqui, colete salva-vidas, manete e luvas são do esquiador. Os únicos equipamentos que são fornecidos pela organização e que é igual para todos é a lancha e a corda.


Quanto às Modalidades: 3 (três) são as modalidades do esqui aquático, denominadas como “clássicas”, as quais são disputadas da seguinte forma:


Slalom


a) Nesta modalidade, ganha aquele que fizer o maior número de bóias na pista com o menor comprimento de corda. A medida que o esquiador vai fechando a pista, ele é OBRIGADO a ter a sua corda encurtada de acordo com encurtamentos pré-determinados. Assim, a partir de uma corda de 23,00 m, a medida que se vai tendo sucesso nas passadas pelas 6 bóias da pista, o esquiador tem a dificuldade aumentada com o encurtamento da corda.


b) A corda padrão de slalom que tinha 23,0 m, hoje tem 18,25 m de comprimento. Ou seja, inicia-se com no máximo 18,25 m de corda ou, como se adotou no mundo inteiro, inicia-se a “15 off”. Isso quer dizer que dos 75 pés de comprimento da corda original (23,0 m), foram tirados 15 pés (15 off como dizem os americanos). Como todo mundo copia o que os americanos fazem, adotou-se o “padrão” de se chamar a corda não pelo seu comprimento, mas pelo que foi tirado dela (aquele estória de dificultar a vida do esquiador). Assim, temos as seguintes medidas de corda:


15 off = 18,25 m


22 off = 16,00 m


28 off = 14,25 m


32 off = 13,00 m


35 off = 12,00 m


38 off = 11,25 m


(obs.: já existem records mundiais com a corda a 10,25 m (39 ½ off) e, mais curta ainda, c/ 9,75 m. Sempre é bom lembrar que a distância entre a lancha na pista e a bóia do esquiador é de 11,5 m)


c) Então, quando se diz que um esquiador passou [email protected] off, isso quer dizer que ele contornou 5 bóias na pista, com uma corda de 12,0 m de comprimento. Lembre-se que para valerem todas as bóias referentes às passadas anteriores dos outros comprimentos de corda, o esquiador tem de ter feito pelo menos uma passagem completa com seis bóias. Fazendo isso, ele computa todas as outras bóias de todas as outras passadas anteriores, inclusive aquelas que ele deixou de fazer por serem fáceis demais para ele.


d) Exemplo prático: um esquiador bem experiente em competições, inicia sua participacão a 28 off (14,25 m). Se nessa primeira passada ele “der bobeira” e cair na bóia 3, ele vai ter apenas 3 bóias de score. Se ele completar a passada, ele vai ter as 6 bóias da passada a 28 off, mais todas as bóias das passadas anteriores (15off e 22off) que ele não fez por serem fáceis (p/ ele), o que dá um total de 36 bóias (porque são também somadas as bóias “feitas” a partir da velocidade mínima que é de 30 mph). Portanto, numa competição, o esquiador deverá sempre começar com um comprimento de corda que seja fácil (para que seja seguro fechar a 1ª pista), mas não exageradamente fácil (para ele não ficar muito cansado paras as passadas que lhe interessam de verdade).


e) Pista de SLALOM: A “pista” consiste numa estrutura montada, que fica submersa, dotada de cabos de aço, braços de madeira (ou PVC), e bóias. Tem exatos 259,00 metros de comprimento. Podemos dizer que a pista a grosso modo contém: um “corredor” fomado por bóias onde a lancha segue em linha reta; portões (balizamentos) de entrada e saída; e seis bóias (3 de cada lado), as quais deverão ser contornadas “por fora” pelo esquiador, desde que ele entre e saia pelos portões da pista. Para melhor entender veja o croquis abaixo:


Saltos de rampa


Tratam-se, praticamente de um salto em distância. O esquiador usa dois esquis especiais, de material resistente e leve (colméia de carbobo). O barco, passa paralelo à rampa (feita com uma estrutura de madeira e fibra-de-vidro) , à velocidade máxima de 35 milhas, e o esquiador, para adquirir mais velocidade, vai em direção à rampa cruzando a marola do próprio barco. Ao atingir a rampa, o esquiador projeta-se no ar e aterrisa na água. Vence aquele que descrever a maior distância (trajetória) da rampa até o ponto em que tocou na água. O importante, é que o esquiador após o salto, tem de permanecer esquiando: uma queda invalida o salto.



Truques


É a modalidade mais técnica. Consiste em executar diversas manobras (saltos, giros, loopings, cambalhotas, etc) às quais são atribuidos pontos. O esquiador usando um pequeno esqui sem quilhas, onde estão atados os dois pés (como no slalom), tem duas séries de 20 segundos cada uma para executar os truques escolhidos. Ganha aquele que fizer mais pontos.


REGRAS DO ESQUI AQUÁTICO


Existem três modalidades de esqui aquático: slalom, saltos e truqes. Em todas, o esquiador é puxado por um barco motorizado, com 5,9 m de comprimento. As embarcações, com motores V8 de no mínino 300 HPs, possuem um sistema automático de aceleração constante, que mantém o barco sempre na velocidade programada.


No slalom, o objetivo é contornar seis bóias dispostas de forma alternada em uma pista de 259 m. O vencedor é o esquiador que passar mais vezes pela pista, sendo que a corda é encurtada a cada série de passagens. A disputa acaba quando o esquiador cai ou perde o contorno de alguma das bóias.


O atleta, que compete em um esqui único para os dois pés, começa a disputa com uma corda de 18,25 m. Se conseguir passar por todas as séries, ele encerra a competição com uma corda de 11,25 m.


Na prova de saltos, o ganhador é aquele que atingir a maior distância depois de passar pela rampa. O atleta compete usando dois esquis especiais, de material resistente e leve. Só são considerados válidos os saltos que os esquiadores permanecerem de pé depois da queda.


A rampa, inclinada, tem entre 6 m e 8 m de comprimento, com 4 m de largura. No momento da passagem do atleta pela rampa, o barco atinge mais de 50 km/h.


Já na modalidade truques, o esquiador tem 20 segundos para realizar uma série de manobras. No final da apresentação, os juízes atribuem pontos. O vencedor é o esquiador que somar o maior número de pontos.


REGRAS DO ESQUI AQUÁTICO


No esqui aquático, o competidor desliza sobre a água, apoiado em um ou dois esquis, puxados por um barco. Os objetivos variam de acordo com a modalidade de competição: percorrer um determinado percurso, fazer evoluções ou realizar saltos a partir de uma rampa.


Em competições oficiais, o barco deve ter 5,9m de comprimento e motor de 300 cavalos. Para evitar que a variação de velocidade interfira na performance do esquiador, a embarcação é dotada de um sistema automático que mantém a aceleração constante. Caso ocorra alguma variação de velocidade que prejudique o esquiador, este tem direito de refazer o percurso.


O barco é equipado com um sistema de cronometragem automática que registra os tempos dos percursos em tempo real. Se der fora das tolerâncias, o esquiador tem direito a uma nova passada (chamada de “reride”).


São três as principais modalidades de esqui aquático:

Slalom


No slalom o esquiador percorre uma pista de 259m, delimitada por seis bóias alternadas. O competidor deve tentar passar o maior número de vezes pelo percurso. À medida que avança a corda que o prende ao barco é encurtada, de acordo com uma medida padrão.


A prova acaba quando o esquiador cai ou deixa de contornar uma bóia. Ganha aquele que ultrapassar o maior número de bóias com o menor comprimento de corda.


Determina-se o comprimento da corda de acordo com um padrão criando nos Estados Unidos. Originalmente, ela tinha 23 m (75 pés), mas foi encurtada para 18,25 m (60 pés) nas competições modernas. O esquiador inicia uma prova, portanto, com um máximo de 18,25 m de corda, ou “15 off”, medida que corresponde aos 15 pés retirados da corda original.


As medidas padrões são as seguintes:

15 off = 18,25 m
22 off = 16,00 m
28 off = 14,25 m
32 off = 13,00 m
35 off = 12,00 m
38 off = 11,25 m


Saltos de rampa


Usando dois esquis, feitos de um material leve e resistente, o esquiador é puxado a uma velocidade de cerca de 50 km por hora. O objetivo é atingir a rampa, projetar-se no ar e percorrer a maior distância possível, antes de tocar novamente na água. Ao descer, o esquiador deve permanecer em pé e continuar esquiando. A queda invalida o salto.


Truques


Nesta modalidade, o competidor deve executar diversas manobras, pelas quais recebe pontos. Utilizando apenas um esqui, sem quilha, o esquiador tem duas séries de 20 segundos para executar evoluções como loopings, giros e saltos. O vencedor é o que conquistar o maior número de pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *