Rejeição ao plano econômico não é o fim do processo diz bush

O presidente americano, George W. Bush, disse nesta terça-feira que a derrota do pacote de ajuda ao mercado financeiro no Congresso “não é o fim do processo legislativo”, e que o governo vai continuar trabalhando para aprovar a proposta.

“Estou decepcionado com o resultado”, disse Bush, em pronunciamento em Washington.


“Eu asseguro aos nossos cidadãos e aos cidadãos do mundo que esse não é o final do processo legislativo.”


Bush disse que as conseqüências da crise vão continuar piorando a cada dia se o Congresso americano não agir. Ele prometeu continuar trabalhando com os líderes dos partidos para chegar a um acordo de ajuda o mercado financeiro.


Doloroso e duradouro


No final de semana, o governo Bush havia fechado um acordo para aprovar um pacote de ajuda ao mercado financeiro.


Na segunda-feira, no entanto, a Câmara dos Representantes derrubou o plano, que injetaria US$ 700 bilhões no sistema financeiro.









 Não há dúvida de que é uma grande quantia. Mas nós estamos lidando com um grande problema.

 

George W. Bush


Muitos parlamentares americanos – e eleitores – consideram injusta a proposta de que os contribuintes arquem com o custo da quebra de bancos de Wall Street.


No pronunciamento desta terça-feira, Bush disse que o custo da quebradeira de bancos pode ser pior para o contribuinte do que os US$ 700 bilhões previstos no pacote.


“Se nosso país continuar nesse caminho, o impacto será doloroso e duradouro”, disse Bush. “Não há dúvida de que é uma grande quantia. Mas nós estamos lidando com um grande problema.”


Ele disse que só as perdas no mercado financeiro já chegaram a US$ 3 trilhões, valor superior aos US$ 700 bilhões do pacote.


“O Congresso precisa agir”, disse o presidente.


O mercado financeiro sofre desde o ano passado com uma crise que começou no mercado de hipotecas dos Estados Unidos.


No começo deste mês, a crise piorou com a quebra de algumas grandes instituições financeiras, provocando perdas recordes nas bolsas de todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *