Renato sobre o gol contra foi uma infelicidade

Renato sobre o gol contra: Foi uma infelicidade


Treinador vascaíno afirma que seu time vem sofrendo com a falta de sorte



O Flamengo chutava pouco ao gol do Vasco no jogo do último domingo, no Maracanã. Mas, aos 43 minutos do primeiro tempo, o zagueiro vascaíno Jorge Luiz, deu uma “mãozinha” para o adversário ao tentar afastar a bola. Sem querer o atleta chutou contra a própria meta e o Flamengo venceu o jogo por 1 a 0. E o técnico Renato Gaúcho analisou o derradeiro lance.

– Foi consequência da jogada em que perdemos uma bola infantilmente. A partir dai aconteceu o gol do Jorge Luiz, que teve uma infelicidade e o Flamengo foi lá e fez o gol. A sorte não poupou a gente. Com a sorte voltando, as coisas melhorarão – lamentou o treinador.


A perda da bola de forma infantil a que se refere o treinador aconteceu com Jonílson, ainda no meio-de-campo, que proporcionou ao rival a oportunidade de um contra-ataque, finalizando com o gol. Para o comandante cruzmaltino, ainda há esperança para que o time, de volta à lanterna do Campeonato Brasileiro, com 27 pontos, fuja da zona de rebaixamento:


– Temos jogadores experientes, mas acima de tudo os jogadores lutaram e se ajudaram. O Vasco é um time que corre bem nos 90 minutos, mas o que falta é um pouco de sorte.


O próximo compromisso do Gigante da Colina é na quarta-feira, no Serra Dourada, onde encara o Goiás, pela 31ª rodada do Brasileirão. Leandro Amaral, com lesão no tornozelo esquerdo, deve ser desfalque. Já Edmundo, que cumpriu suspensão de dois jogos imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), volta a ficar à disposição de Renato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *