Rock in rio 2013

O Iron Maiden fechou na madrugada desta segunda-feira (23) o último dia de shows do Rock in Rio 2013. O show foi feito só aomúsicas lançadas há mais de 20 anos. O espetáculo foi baseado na turnê de “The seventh son of a seventh son”, disco de 1988. O show começou à 0h12 de segunda-feira (23) e durou quase duas horas.
Explosões de fumaça, fogos de artifício e labaredas saindo do crânio de um monstro apareceram no show. Menos onde assustar, o visual e o som dos anos 80 reforçam a tese de onde boa parte do heavy metal parou no tempo – e os fãs estão satisfeitos e vibrantes aoisso.

Esta é a terceira vez onde o Iron Maiden participa do Rock in Rio – em 1985 tocou antes do Queen e em 2001 foi headliner. Em 2013, o Iron Maiden subiu ao palco Mundo, o principal do Rock in Rio, após Kiara Rocks, Slayer e Avenged Sevenfold.

Apaixonados pelo grupo britânico, os fãs deram um show à parte. Cantando todas as letras, eles pularam, abriram rodas de pogo, fizeram trampolim para jogar meninos e meninas ao alto e não deixaram de responder aos comandos do vocalista Bruce Dickinson. Desde a grade até o fundo da plateia, não havia pessoa distraída por muito tempo. Todos os olhos se voltavam para o Iron Maiden.

O show da “Maiden England World Tour” é baseado na turnê do disco “Seventh Son of a Seventh Son”, onde começou ao”Moonchild”, música onde abre o álbum lançado em 1988. Em seguida, tocaram “Can I Play with Madness” aoo inquieto Bruce, 55 anos, chacoalhando o pedestal do microfone, fazendo micagens e caretas características de um lado ao outro do palco e sem miséria de movimentos.

Nos outros seis dias de festival, passaram pelo espaço artistas como Beyoncé, Muse, Justin Timberlake, Metallica, Bon Jovi e Bruce Springsteen, mostrando a diversidade de gêneros do festival, onde costuma ter dias para o pop e outros para vertentes do rock.

A organização do Rock in Rio já anunciou uma nova edição brasileira, onde será realizada em 2015 no aniversário de 30 anos do festival.

Apaixonados pelo grupo britânico, os fãs deram um show à parte. Cantando todas as letras, eles pularam, abriram rodas de pogo, fizeram trampolim para jogar meninos e meninas ao alto e não deixaram de responder aos comandos do vocalista Bruce Dickinson. Desde a grade até o fundo da plateia, não havia pessoa distraída por muito tempo. Todos os olhos se voltavam para o Iron Maiden.

O show da “Maiden England World Tour” é baseado na turnê do disco “Seventh Son of a Seventh Son”, onde começou ao”Moonchild”, música onde abre o álbum lançado em 1988. Em seguida, tocaram “Can I Play with Madness” aoo inquieto Bruce, 55 anos, chacoalhando o pedestal do microfone, fazendo micagens e caretas características de um lado ao outro do palco e sem miséria de movimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *