Social democracia

A social-democracia (ou socialdemocracia) é uma ideologia que surgiu no fim do século XIX e início do século XX por partidários do marxismo que acreditavam que a transição para uma sociedade socialista poderia ocorrer sem uma revoluções, mas por meio de uma evolução democrática. A ideologia socialdemocrata prega uma gradual reforma legislativa do sistema capitalista a fim de torná-lo mais igualitário, geralmente tendo em meta uma sociedade socialista.


A socialdemocracia tem suas raízes na idéia de Karl Marx que seria possível, em certos países, estabelecer o comunismo ou socialismo por uma revolução pacífica e democrática. Essa idéia tambem foi avançada por Friedrich Engels e principalmente por Karl Kautsky.


A Internacional Socialista definiu a socialdemocracia como forma ideal de democracia representativa, que pode solucionar os problemas encontrados numa democracia liberal, enfatizando os seguintes princípios para construir um estado de bem estar social: primeiro, a liberdade inclui não somente as liberdades individuais, entendendo-se por “liberdade” também o direito a não ser discriminado e de não ser submisso aos proprietários dos meios de produção e detentores de poder político abusivo. Segundo, deve haver igualdade e justiça social, não somente perante a lei mas também em termos econômicos e sócio-culturais, o que permite oportunidades iguais para todos, incluindo aqueles que têm desigualdades físicas, sociais ou mentais. Finalmente, é fundamental que haja solidariedade e que seja desenvolvido um senso de compaixão para vítimas da injustiça e desigualdade.



Revisionismo


Revisionismo é o nome dado a uma corrente que surge dentro do marxismo e realiza a revisão de algumas de suas teses, principalmente o abandono da idéia de que uma revolução seria necessária para a implantação do comunismo. Ele também é chamado de reformismo ou socialdemocracia. Eduard Bernstein e Karl Kautsky seriam os dois principais representantes do revisionismo, pois ambos previam uma evolução do capitalismo que, gradualmente e através de reformas sociais, iria implantar o socialismo. O revisionismo também buscava alterar alguns pontos teóricos básicos do marxismo, principalmente devido a influência do darwinismo, com seu evolucionismo, e do filósofo Kant.



Críticas


O filósofo e pensador Walter Benjamin considerou a social-democracia duplamente culpada pela ascenção do nazismo na Alemanha, pois ela menosprezou o movimento fascista emergente na Europa, definindo-o como um simples espasmo do capitalismo já declinante. Outro “erro” da Social-Democracia, para Benjamin, foi criticar o comunismo como um movimento que precipita as revoluções, criando atritos e desarticulando os dois partidos de esquerda que unidos, poderiam fazer frente ao avanço nazista na Alemanha.



No Brasil


No Brasil, apenas um partido político, o Partido Democrático Trabalhista (PDT), integra a Internacional Socialista, órgão que reúne partidos identificados como representantes da ideologia social-democrata em todo o mundo. O fundador do PDT, Leonel Brizola, fundou o partido após ter perdido o direito da sigla do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) – partido de Getúlio Vargas extinto após o golpe de 1964 – para Ivete Vargas, sobrinha de Getúlio. O PTB também se declara representante da social-democracia.


O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) é o único partido do país a trazer a nomenclatura social-democracia em sua legenda, mas sua posição ideológica é, entretanto, duramente criticada por acadêmicos, que rejeitam a tese de considerar o partido como representante da ideologia. Há quem diga que o partido precisou renunciar à sua proposta ideológica inicial para chegar ao poder[1].


O Partido dos Trabalhadores (PT), apesar de ter sido criado com ideais claramente inspirados no socialismo trotskista, passou a ser considerado um representante da social-democracia por muitos acadêmicos após a chegada de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República em 2003[2].


Os quatro partidos citados estão entre os seis maiores do país, com mais de um milhão de filiados cada. Há também outros partidos menores que se auto-declaram representantes da social-democracia, como o Partido Popular Socialista (PPS) e o Partido Social Democrata Cristão (PSDC).

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *