Soprano faz turnê álbum solo my winter storm por diversas cidades brasileira

Em turnê solo pelo Brasil, a cantora Tarja Turunen – conhecida pelo trabalho à frente da banda finlandesa Nightwish – falou com jornalistas na tarde desta sexta-feira (22) em São Paulo. Ela se apresenta na capital paulista, em Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Belo Horizonte e no Rio de Janeiro trazendo na bagagem um repertório que inclui músicas do álbum “My winter storm”, lançado em 2007, e canções de seu antigo grupo. “Estou muito feliz e honrada de voltar”, disse a soprano adepta do heavy metal com influências clássicas.

Veja fotos da cantora Tarja Turunen em São Paulo

Entre os músicos que a acompanham nos shows por aqui está o guitarrista brasileiro Kiko Loureiro, integrante do Angra que tocou violão nas gravações do álbum solo de Tarja. “Conheci a banda durante uma turnê do Nightwish no Japão. Os discos deles fazem parte da minha coleção de metal”, diz. “Adoro a maneira como o Kiko toca. Eu estava procurando um guitarrista para tocar comigo nos shows da América Latina e decidi ligar para ele. Fiquei muito feliz que ele tenha topado.”

Além da banda paulistana, Tarja cita outras referências nacionais: bossa nova, Sepultura e Paulo Coelho. “Li quase todos os livros dele. Sua obra me influenciou bastante”, diz. “É triste que a cultura brasileira não seja muito bem difundida pela Europa. Lá nós ouvimos um artista e não sabemos se ele vem do Brasil, da Argentina ou da Colômbia.”

Os shows da finlandesa por aqui vão contar ainda com uma tecladista e um violoncelista. “O cello tem um papel importante no álbum e também ao vivo. Acho interessante misturar solos de guitarra e de cello nas apresentações”, comenta a cantora, que está compondo canções novas para um álbum que será lançado em 2009. “Terei 20 músicas inéditas até o final do ano”, revela.

Tão famosa pelo tom de voz quanto pelos figurinos caprichados, Tarja conta que adora desenhar suas próprias roupas. “Adoro usar a cabeça, sonhar. Gosto de cores dramáticas. Meu segredo de beleza? Jesus, estou ficando velha! Essa é a verdade”, diz a modesta morena de olhos claros, de 31 anos.

“É um absurdo que alguém possa ser julgado pelo visual”, diz a cantora sobre a notícia de que o governo russo estaria proibindo os jovens de se vestirem como góticos ou emos. “Você não pode ver a alma de uma pessoa pelas roupas que ela usa. Essa é uma idéia muito conservadora para um país tão grande com uma cultura tão rica como a Rússia.”

Segundo Tarja, a carreira solo exige mais responsabilidade. “A banda tem uma determinada imagem, tem uma estrutura. Sozinha, posso me expressar mais profundamente por meio da música. Sou muito feliz hoje por ter a liberdade de fazer o que gosto com músicos que me respeitam. Mas, ao mesmo tempo, é uma grande responsabilidade, porque tenho de saber se as pessoas que trabalham comigo também estão felizes.”

São Paulo
Quando: sábado (23), às 22h
Onde: Credicard Hall, Av. das Nações Unidas, 17.955, Sto. Amaro, tel. (11) 6846-6010
Quanto: R$ 90 a R$ 250

Curitiba
Quando: domingo (24), às 22h
Onde: Hellooch, tel. (41) 3013-3374
Quanto: R$ 60 a R$ 100

Porto Alegre
Quando: terça (26), às 22h
Onde: Opinião, tel. (51) 3299-0900 ou (51) 3211-2838
Quanto: R$ 50

Fortaleza
Quando: quinta (28), Festival Ceará in Rock
Onde: Oásis, tel. (85) 9402-3362
Quanto: R$ 45 a R$ 55

Belo Horizonte
Quando: sábado (30), às 21h
Onde: Lapa Multshow, tel. (31) 3222-6283
Quanto: R$ 50 a R$ 70

Rio de Janeiro
Quando: domingo (31), às 20h30
Onde: Canecão, tel. (21) 2105-2000
Quanto: R$ 20 a R$ 200

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *